publicidade

Blog do Milton Neves

O Timão também é deca!

Por mais que ainda exista a possibilidade, é difícil imaginar que o Corinthians conseguirá ser rebaixado neste ano.

A distância para o Z-4 ainda é um pouquinho confortável e tem muito time enrolado lá na parte de baixo.

Mas, convenhamos, é muito estranho ver o Timão, que ganhou tudo nos últimos anos, lutando novamente contra a queda para a Série B, não é mesmo?

Por isso, já tem gente dizendo por aí que, assim como o Palmeiras, o Corinthians também já é deca.

Deca… dente!

Que maldade, não é mesmo?

Opine!

Compartilhe:

Palmeiras terminará 2018 devendo se ganhar “só” o Brasileirão?

Foto: Daniel Vorley/AGIF (via UOL)

Inter, Flamengo e São Paulo: podem desistir!

O Brasileirão já acabou!

Principalmente após a rodada do final de semana, que, segundo o site Chance de Gol, colocou o Palmeiras com 92,4% de chance de título.

O decacampeonato é questão de tempo.

Tanto que a questão, agora, já é outra.

Com um elenco milionário, tendo pelo menos dois ótimos jogadores para cada posição, o Verdão terminará 2018 devendo ao vencer “apenas” o Brasileirão?

Ou, para você, o time alviverde teve um bom ano, apesar da derrota para o Corinthians no Paulista, a eliminação da Copa do Brasil para o Cruzeiro e a queda da Libertadores para o Boca?

Opine!

Compartilhe:

Fla e SP morrem abraçados; e o Timão não vai, mas merecia cair!

Foto: REUTERS/Paulo Whitaker (via UOL)

São Paulo 2 x 2 Flamengo

O jogo mais aguardado deste domingo não decepcionou!

No Morumbi, São Paulo e Flamengo fizeram realmente um jogo muito bom, e em diversos aspectos.

Tanto que aos sete minutos de bola rolando os dois times já tinham balançado as redes.

O São Paulo com Diego Souza, e o Flamengo, logo na sequência, com Uribe.

Aí, no começo da etapa final, Aguirre ousou, colocou o ótimo Helinho em campo e foi premiado com um golaço do garoto, na gaveta!

Mas o Tricolor cansou, o Fla começou a pressionar e chegou novamente ao empate com Rodinei, já nos minutos finais do duelo.

Bom, e quem comemorou – e muito – este resultado foi o torcedor palmeirense.

Isso porque São Paulo e Flamengo morreram abraçados com o empate, e o Verdão já pode comemorar sem medo o seu deca do Brasileirão.

Afinal, tirar a enorme vantagem do time de Felipão em seis jogos é missão das mais impossíveis, não é verdade?

Botafogo 1 x 0 Corinthians

Ê, Corinthians…

Como está difícil acompanhar seus jogos em 2018, hein?

E, claro, neste domingo não foi nada diferente.

Mais uma atuação pífia do time comandado por Jair Ventura, diante do fraquíssimo Botafogo.

Leandro Pedro Vuaden poderia dar mais uns 30 minutos de acréscimos que tenho certeza que o gol corintiano não sairia.

Mas é importante ressaltar que Vuaden deu uma bela ajuda ao Fogão, ao não marcar pênalti claríssimo em Roger, no segundo tempo.

Que coisa, nem o apito-amigo está funcionando nesta temporada!

Bom, e é claro que, com a pontuação já conquistada, o Corinthians está praticamente livre do rebaixamento.

Mas, convenhamos, esse time de 2018 merecia cair!

América-MG 1 x 2 Cruzeiro

E o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil, não quer mais nada no Brasileirão, mas ainda pode complicar muita gente pelo caminho.

Como complicou a vida do rival América-MG, no Independência.

A vitória celeste foi terrível para o Coelho, que entrou no Z-4.

E agora, conseguirá sair?

Paraná 1 x 1 Vitória

E o Paraná, quem diria, conseguiu somar um pontinho e enfim deixou a marca de 17 pontos no campeonato.

O empate foi ruim para o Vitória, que segue no bolo dos times ameaçadíssimos.

Internacional 2 x 1 Altlético-PR

E o Brasileirão tem um novo vice-líder!

É o Inter, que venceu o Atlético-PR de virada.

Mas, convenhamos, não foi pênalti, né?

Mas, são coisas que acontecem…

Bahia 1 x 0 Chapecoense

Boa notícia: o Bahia não vai cair.

Má notícia: parece que Chape não conseguirá se salvar.

Mas, aguardemos, que a parte de baixo da tabela segue para lá de embolada!

Opine!

Compartilhe:

Agitado, time do Palmeiras vence e está na Libertadores

Palmeiras 3 x 2 Santos

Isso que é clássico! Só faltou ser no domingo à tarde, como todo clássico DEVE ser. Mas, deixando pra lá os interesses televisivos, as duas equipes hoje deram um verdadeiro show dentro dos gramados.

O Palmeiras amassou o Santos na 1ª etapa. Na volta dos vestiários, o Peixe mostrou que estava mais vivo do que nunca e buscou o empate. Foi aí que o Verdão cravou 3 x 2, no Allianz Parque.

O alviverde virou a página, entendeu muito bem que “só” lhe resta o Brasileiro e agora é entregar o caneco. Deu para perceber que eles não vão deixar escapar esse Brasileiro. O título é Verde e vaga na Libertadores, com  a vitória de hoje, eles já tem.

Agora o que não dá pra entender é o “nervosismo/agitação” de certos jogadores. Jogo ganho, festa da torcida e mesmo assim tem confusão. E olha que, dessa vez, a coisa parece ter sido feia no vestiário. Deyverson saiu de lá com cara de poucos amigos e deve ter tomado um puxão de orelha. Se o fez, acertou o Felipão! Afinal, pra que tanto nervosismo?!

E você, o que achou do clássico?

O do título do Brasileiro já está com o Palmeiras?

Quem também vai classificar para a Libertadores?

OPINE!

Compartilhe:

Palmeiras, Grêmio e PT: chorões!

“O Palmeiras não foi eliminado nos 2 a 2 em casa, mas sim em La Bombonera quando perdeu de 2 a 0”!

Nossa, como ouvi isso!

É o Clichê FC!

Como também “o Boca é o Boca”, “o Boca tem a camisa mais pesada do mundo”, “argentino é manhoso”, “o Boca é copeiro”, “argentino é melhor na catimba do que na bola” ou “eles são bons mesmo”.

Nossa, que conversa, hein, Pedro Bó?

É tudo papo furado, velhíssimas repetições, algumas verdadeiras.

O Brasil de Pelé e a Argentina de Maradona sempre foram e são os melhores do mundo e estes dois países merecem logo uma final de Copa do Mundo.

“Os caras aqui do lado” sabem jogar bola e se fossem organizados e não tão soberbos, arrogantes e passionais, os argentinos não teriam hoje só duas Copas e… na mão grande.

A de 86, literalmente.

Né, Maradona?

“La Mano de Dios”, em 1986. Pobre Inglaterra… 

A de 78, burramente sem Maradona, precisaram de um peru mole para cravar sua primeira Copa.

Agora tem River Plate x Boca Juniors, dois lindos nomes de times, mas perdendo de longe para “Corinthians”, o melhor batismo de um clube de futebol em todo o mundo.

E quem ganha a Libertadores?

Sei lá, não interessa e nem quero saber.

Mas gostei de saber, e não tinha a menor ideia, que o Jair Messias Bolsonaro chama-se “Jair” em homenagem de seu pai ao ex-armador, chutador cruel, artilheiro, líder e atacante Jair Rosa Pinto (1921 – 2005).

Titular absoluto de 50, começou no Madureira (com Lelé e Isaias formou “Os Três Patetas”), foi para um Vasco espetacular, teria “ensinado” Pelé a chutar melhor na Vila Belmiro, foi bem no Palmeiras e, no ocaso da carreira, pouco fez no São Paulo.

     Os Três Patetas do Madureira: Lelé, Isaias e Jair Rosa Pinto

Só o vi uma vez, em 2001, quando o Palmeiras homenageou seus campeões mundiais de 1951.

Como Boris Casoy e Joelmir Beting, recebi um diploma e um relógio como agradecimento do Palmeiras por tanto defender no “SuperTécnico” e no “Gol, o Grande Momento do Futebol”, ambos da Band, o Mundial de 1951.

      No ano de 2001, em festa promovida pelo Palmeiras para comemorar os 50 anos do Mundial de 1951. À esquerda, veja Jair Rosa Pinto e Fábio Crippa. À direita, aparecem Milton Neves, Fábio Crippa e Joelmir Beting

E só o entrevistei também uma vez, na Rádio Jovem Pan I AM, há uns trinta anos, por telefone, domingo cedo.

Foi mais uma dessas “milhões” de entrevistas minhas “sumidas” que fiz e não guardei.

Não dava, porque para tal precisava de um rigoroso e raríssimo “visto” num papel verde para a técnica transportar a gravação para uma fita cassete, comprada.

Ah, internet, por que você não nasceu bem antes?

Mas, no papo, lembro bem, Jair, já com uns setenta e tantos anos, mostrou toda sua inteligência, memória e visão profissional.

“Jogávamos por uma miséria”, “o profissionalismo não existia, nossas chuteiras e camisas eram ruins” e “parem de culpar Barbosa e Bigode pela derrota de 50”.

E mandou um clichê como este do Palmeiras ter perdido a Libertadores em La Bombonera e não no Allianz Parque.

“O que matou nosso time em 50 no Maracanã foi o gol do Schiaffino, o do empate, e não o do Ghiggia”.

Schiaffino e Ghiggia: os carrascos do Brasil na Copa de 1950

“O gringo não poderia estar tão livre em nossa área no cruzamento”, desabafou e, como Ademir de Menezes, “culpou” um zagueiro pelos dois gols uruguaios.

“O gente boa do Juvenal falhou nas coberturas, era a função dele”.

Agora já era há 68 anos e não tem volta.

É o que vale para o Grêmio e Palmeiras e atualmente para o PT também.

Perdeu, perdeu!

Faz parte, ninguém ganha tudo e todas e até o Pelé perdia pênalti.

Então, choro no futebol, vá lá, faz parte.

Mas, na política, ficar aí urubuzando, secando e torcendo contra?

Deixem o Brasil experimentar a zebra Bolsonaro como experimentamos por oito anos Lula, então outra grande incógnita.

E para mim, profissionalmente, foram os melhores anos de minha vida.

E repito o que tanto escrevi e falei antes da eleição: “Megalomaníaco e mesquinho, Lula, que se considera o único e supremo dono do vermelho, do 13 e da esquerda, preferiu correr o risco de perder com o controlável Haddad do que ganhar com o incontrolável Ciro, e no primeiro turno”!

Agora parem de ser “rilientos” chorando como o menininho que não ganhou um picolé.

Vai que dá certo?

Não deu com o Lula?

E ele só se estrepou por bobagens de triplex e sítio.

E agora parem de encher o saco do Capitão sob pena de ele formar o “Trio Moro, Mourão e Mourinho”, brincam por aí.

E olha que o Mourinho é bem “mala” como o novo presidente.

Moro, Mourão e Mourinho: o trio que a internet “pede” no governo de Bolsonaro

Opine!

Compartilhe:

Eles nos deixaram em 2018

O Blog do Milton Neves relembra neste 2 de novembro, Dia de Finados, os personagens da seção “Que Fim Levou?” que nos deixaram neste ano.

Clique sobre a foto de cada homenageado e conheça melhor a sua história.

A morte nada mais é que um despedida inesperada que não temos o poder de contestar ou evitar

Compartilhe:

Bolão do Miltão: Verdão se complica e Brasileirão também pode escapar!

Bolao-GIF-600

CAMPEONATO BRASILEIRO – 32ª RODADA

Atlético-MG 1 x 0 Grêmio. Já está na hora do Galo se recuperar. Nada melhor do que pegar o Grêmio que está tristinho, tristinho… Falando no confronto… Um dos jogadores de chute mais forte da história do futebol, ponta-esquerda, defendeu os dois clubes. Ele disputou a Copa de 82, na Espanha. Clique aqui e veja sua página na seção “Que Fim Levou?” Atlético-MG 0 x 1 Grêmio.

Fluminense 2 x 1 Vasco. Que saudades do velho Maracanã e os jogos filmados pelo “Canal 100″… Bom, voltando à realidade, vitória do Tricolor das Laranjeiras! Fluminense 0 x 1 Vasco.

Palmeiras 0 x 1 Santos. Pois é… Só restou o Brasileirão para o Verdão e sua plêiade de estrelas… E, mesmo favorito, pode deixar esse caneco escapar também… Palmeiras 3 x 2 Santos.

Paraná 0 x 2 Vitória. Pois é, nenhuma chance para o lanterna Paraná… Paraná 1 x 1 Vitória.

América-MG 1 x 1 Cruzeiro. Empate no duelo do Coelho com a Raposa. América-MG 1 x 2 Cruzeiro.

Botafogo 2 x 1 Corinthians. De virada, recuperação do Fogão. Botafogo 1 x 0 Corinthians.

São Paulo 1 x 2 Flamengo. O Mengo ainda sonha com o título. Se cuida Verdão! São Paulo 1 x 1 Flamengo.

Bahia 2 x 0 Chapecoense. E a Chape não conseguirá sequer um pontinho na Boa Terra… Bahia 1 x 0 Chapecoense.

Inter 2 x 0 Atlético-PR. O Colorado, a exemplo do Mengo, também se mantém na briga! Inter 2 x 1
Atlético-PR.

Sport 1 x 1 Ceará. Tudo igual no Recife! Sport 1 x 0 Ceará.

COLOQUE SEU E-MAIL NA MENSAGEM PARA CONTATO, OK? SOMENTE SERÃO VÁLIDOS PALPITES COM O E-MAIL, POIS DO CONTRÁRIO NÃO TEREMOS COMO NOS COMUNICAR COM O VENCEDOR.

Os palpites postados serão válidos até às 17h (horário de Brasília) deste sábado (03/11/2018)

ATENÇÃO: Apenas um prognóstico (com os respectivos placares completos) por participante, um único IP, ok? Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Os palpites que não tiverem e-mail para contato também não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times da mesma forma que no post. Do contrário, não poderão ser validados. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Também só serão considerados palpites em uma única mensagem, ou seja, não valem palpites em duas mensagens (uma com alguns jogos e outra com outros). Vencerá aquele (a) que acertar mais jogos, mas em caso de empate, o ganhador será definido por sorteio.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo de acordo com a disponibilidade que o fabricante tem em estoque, não necessariamente igual aos exemplificados abaixo.

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DA RAFARILLO

Milton Rafarillo red

Compartilhe:

Será o Benedetto? Palmeiras, mais um ano sem Mundial!

Foto: REUTERS/Paulo Whitaker (via UOL)

Palmeiras 2 x 2 Boca Juniors

Primeiramente, gostaria de pedir que todos que vieram aqui nas últimas postagens me cobrar pelo meu palpite “furado” sobre Grêmio x River, que retornassem hoje para me parabenizar pelo acerto neste Palmeiras x Boca.

Ora, vocês só lembram quando eu erro? (risos)

Mas, honestamente, como eu queria ter errado novamente!

É que o Verdão é MUITO melhor que o Boca e faria uma final de altíssimo nível diante do River Plate.

Mas não deu…

E não foi por falta de gols marcados pelo Palmeiras diante de sua torcida, com Luan e com Gustavo Gómez, que seriam suficientes para levar a decisão para os pênaltis.

Não deu pelos gols sofridos no Allianz Parque, um no primeiro tempo, com Ábila, e outro na etapa final, com…………….. BENEDETTO!!!

Que estrela do atacante argentino, não é mesmo?

Aliás, quem causou mais dor de cabeça aos palmeirenses nos últimos tempos: Benedetto ou Romarinho?

Difícil de saber…

Bom, mas, apesar do duro golpe sofrido nesta noite, o Verdão tem que levantar a cabeça e seguir firme na busca pelo deca do Brasileirão!

Não pode desanimar, porque o Flamengo vem embalado logo atrás.

E, vejam só, teremos que aguentar a tal piadinha do Mundial do Palmeiras por pelo menos mais um ano.

Já “encheu”, não é mesmo?

Mas, e aí, amigo internauta, o que achou do duelo entre Palmeiras e Boca?

Os argentinos mereceram a vaga na final?

E quem vencerá a Libertadores-2018: Boca ou River?

Opine!

Compartilhe:

Incrível: Grêmio cai do salto em uma das maiores ‘pipocadas’ da história!

Foto: Antonio Lacerda/EFE

Grêmio 1 x 2 River Plate

Será que, depois do que vimos nesta noite na Arena do Grêmio, alguém terá coragem de dizer que o futebol não é maravilhoso?

Ah, eu aposto que não!

Principalmente quando se trata de mata-mata, o “único sistema de disputa possível”!

Afinal, em Porto Alegre, o Grêmio seguia tranquilamente para a final da Libertadores, tendo 1 a 0 de vantagem diante do River Plate (gol do lateral Leonardo).

Aí, aos 21 minutos da etapa final, o ótimo Everton recebeu cara a cara com Armani e tinha tudo para encerrar a disputa com os argentinos.

Mas o atacante carimbou o goleiro e, depois disso, tudo deu errado para o Tricolor Gaúcho.

O zagueiro Bressan entrou e levou amarelo antes mesmo de tocar a bola.

O River empatou aos 36.

E, cinco minutos depois, o mesmo Bressan, com os braços abertos no melhor estilo “Cristo Redentor”, cometeu pênalti que foi convertido por Pity Martínez.

Ah, e claro, o defensor ainda recebeu o cartão vermelho pela infração, muito bem flagrada pelo necessário VAR.

Aí, com 10 em campo, o “Imortal que mais morre no mundo” nada pôde fazer para igualar novamente o placar.

Um jogo histórico!

Para o River, positivamente, é claro.

E negativamente para o Grêmio, que apostou todas as suas fichas na Libertadores e terminará 2018 “chupando o dedo”.

É, minha gente, o futebol é assim: quanto maior o salto, maior o tombo!

E será que essa incrível virada do River Plate empolgará os palmeirenses para o duelo diante do Boca Juniors?

Estou achando que sim!

Opine!

Compartilhe:

O Grêmio já passou! E enfrentará na final o…

Convenhamos, nem o mais pessimista torcedor do Grêmio perdeu o sono nesta noite com a expectativa do duelo de logo mais contra o River Plate, pelas semifinais da Libertadores da América.

Se o time de Renato Gaúcho, com desfalques importantíssimos, não perdeu em Buenos Aires, não será derrotado na monumental Arena do Grêmio “nem que a vaca tussa”.

Muito pelo contrário, deverá “passar o trator” na agora assustada equipe comandada por Marcelo Gallardo.

E claro que vocês perceberam que eu fiz um suspense na manchete deste post.

Afinal, como eu não costumo errar, todo mundo quer saber o meu “pitaco” para o jogo de amanhã, entre Palmeiras e Boca.

Pois saibam, caros amigos, que jogará a final da Libertadores contra o Grêmio o time do… Boca Juniors!!!!!

A pipocada lá na Bombonera realmente sairá muito cara para o milionário time do Palmeiras.

Podem anotar e me cobrar!

E você, amigo internauta, acha que o Grêmio já passou?

E o Verdão amanhã?

Opine!

Compartilhe: