publicidade

Blog do Milton Neves

Para que se preocupar? Na hora da decisão o apito amigo resolve!

Matheu Vital fez o gol da vitória do Corinthians. Foto: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Corinthians 1 x 0 Vasco

Corinthians e Vasco entraram em campo ameaçados pelo rebaixamento.

E não precisaram muito para mostrar porque.

Foram vários chutões, passes errados e pouca criatividade.

Foi um lance decisivo para cada lado.

O do Corinthians saiu num lance improvável.

Uma cabeçada de Matheus Vital, que não é nenhum gigante.

Aí o incrível Avelar resolveu puxar Marrony dentro da área.

Mas o apito amigo deu aquela forcinha de novo.

Acho que agora o Corinthians está salvo.

Mas ainda bem que o Brasileirão não é um vestibular.

Se tivesse nota de corte seriam uns sete ou oito rebaixados esse ano.

E o Corinthians estaria entre eles.

Mas como não é assim vamos ter só quatro.

E o Corinthians está salvo.

Vitória 1 x 2 Atlético Paranaense

O Furacão é muito melhor que o Vitória.

Jogou com time misto e venceu sua primeira fora de casa.

Mesmo ainda brigando pela Sul-Americana chegou no sexto lugar.

E ajudou os outros times que lutam para se livrar do rebaixamento.

Atlético Mineiro 1 x 0 Bahia

Não foi a vitória dos sonhos.

Mas o gol de Cazares deixou o Galo bem perto da Libertadores.

Pior para o Santos, que vai ficar fora da competição.

O melhor início do Atlético vai pesar na reta final.

OPINE!

Compartilhe:

O “praticamente” do futebol

Sim, temos nossas “muletas”.

“Tal time (meio zebra) já está gostando do jogo” (Mário Sérgio).

“É pegar ‘essa’ bola e atacar”, ou “o time visitante precisa prender mais ‘essa’ bola” (Mário Travaglini).

“O jogo é jogado e o lambari é pescado” (Juarez Soares).

“No futebol nada é definitivo e o jogo só acaba quando termina com o apito final do árbitro” (ousado, Mauro Beting).

“2 a 0 a favor é um resultado perigoso” (Orlando Duarte).

Mário Sérgio, Travaglini, Juarez, Mauro e Orlando: os grandes pensadores da bola

Tem muito mais, mas nada supera o “praticamente”.

Para todo lado hoje você lê e ouve que o Palmeiras é “praticamente” o campeão brasileiro de 2018.

Ora, eliminemos o “praticamente” nisso, gente, por favor.

Felipão é campeão e ponto final.

Sim, concordo, claro, que o impossível é o grande segredo dessa monumental invenção inglesa que é o futebol.

Aliás, por que temos 11 jogadores de cada lado no futebol e não 10, 12 ou 13?

Porque era e é assim na Inglaterra nos “grupos escolares” deles, inclusive fora do Reino Unido, como na Saint Nicholas de Tamboré, na Grande São Paulo.

Você sabia?

Ou seja, toda escola inglesa, dentro e fora da Inglaterra, os colégios só comportam 10 estudantes por classe, obtendo eles índices de aprendizado espetaculares com poucos alunos na sala de aula.

E olha que em minha faculdade de jornalismo nos anos 70 éramos 193 em um salão de aulas na Avenida Paulista.

Sim, os ingleses inventaram o futebol com 11 jogadores e o que tem a ver a “High School” deles com a bola?

É que, um dia, quando se inventou o futebol, lá atrás, classe contra classe, sempre com 10 alunos, as turmas resolveram bater uma bolinha “no recreio” e alguém sugeriu convidar um simpático bedel para jogar também.

Aí, é claro, a outra classe também chamou o seu bedel, ficou 11 contra 11 e nunca mais isso foi alterado, Fifas após Fifas.

Universidade de Cambridge, na Inglaterra, a primeira a publicar as definições básicas do futebol

E está aí algo que jamais será mudado como também nunca vão acabar com o impedimento, como alguns querem.

“Acabar com o impedimento? De tudo que já ouvi essa é a burrice do século e o fim do futebol porque, sem impedimento, o futebol seria jogado só de área à área, com chutões para frente, e nasceria ‘uma floresta’ no meio do campo, porque os jogadores só atuariam na região ou dentro da grande área” (Rubens Minelli).

Portanto, eliminemos esse “delírio experimental nocivo”.

Para Minelli, o impedimento é uma das grandes sacadas do futebol

Mas e o “praticamente”?

“O Palmeiras é praticamente o campeão brasileiro de 2018”, insistem alguns ou poucos.

E nos finais de jogos?

Está 3 a 1 em casa para o time A aos 42 minutos do segundo tempo, e lá vem: “O jogo está ‘praticamente’ decidido”.

Ora, sim, de vez em quando, uma vez em 4.872.717 de jogos os 3 a 1 viram 3 a 3 ou até 3 a 4 em três minutos e em mais “dois da placa”.

Mas isso é “tão raro e tão fácil” quando termos em dois anos uma nova seleção brasileira formada por revelações padrão Gylmar; Carlos Alberto Torres, Airton Pavilhão (o melhor 3 da história), Roberto Dias e Marinho Chagas; Zito e Rivellino; Garrincha, Zico, ou Tostão, ou Romário, ou Ronaldo, Pelé e Edu.

Treinador?

Um cacique apache qualquer que só ia atacar.

Aí será que alguém diria que esse seria “praticamente” um bom time?

Claro que existem competentes jornalistas ousados ou mais cautelosos, está tudo certo.

Para os “cautelosos”, lembro de Fernando Luiz Vieira de Mello (1929 – 2001), o maior e melhor jornalista de rádio de todos os tempos: “Para você dar o furo de uma grande contratação, não se pode esperar a festa de apresentação do craque em coletiva do clube. Aí está velho. Ouse antes, sob pena de errar, ou vire barnabé da prefeitura”.

Fernando Luiz Vieira de Mello: o maior e melhor jornalista de rádio de todos os tempos

Opine!

Compartilhe:

Apito-amigo dá sobrevida a Tite na seleção!

Foto: REUTERS/David Klein (via UOL)

Brasil 1 x 0 Uruguai

Foi um joguinho feio, estilo briga de foice no escuro.

Pancada para todo lado e nada de bom futebol.

Bom futebol, aliás, que aparentemente a seleção brasileira esqueceu nas Eliminatórias para a Copa da Rússia.

Já faz tempo, não é mesmo?

A sorte é que, apesar de Cavani e Suárez, a seleção uruguaia também não enche os olhos de nenhum fã do esporte bretão.

Aí, em um jogo de muita disputa física e pouquíssima criatividade, o Brasil acabou levando a melhor ao “ganhar” um pênalti para lá de esquisito.

Bom, a falta dentro da área realmente aconteceu.

Mas o problema é que Danilo, antes de sofrer a penalidade, claramente meteu a mão na bola e o juizão não viu.

Bom, são coisas que acontecem…

Mas, apesar da vitória por 1 a 0, Tite precisa abrir bem os seus olhos.

A seleção não está jogando absolutamente nada e, em caso de fracasso na Copa América-2019, o treinador certamente perderá seu emprego.

Aí, o caminho ficará livre para Renato Gaúcho.

Ou para… Felipão!

Opine!

Compartilhe:

Bolão do Miltão: Timão não pode, mas vai perder para o Vasco…

Bolao-GIF-600

CAMPEONATO BRASILEIRO – 35ª RODADA

Vitória 1 x 0 Atlético-PR.  O Vitória está tentando sair do Z-4…

Corinthians 0 x 1 Vasco. Tudo o que o Timão não pode fazer neste jogo é perder. Mas vai perder… Falando no confronto… Um ótimo zagueiro uruguaio que defendeu o Timão e o Vascão infelizmente já nos deixou, em decorrência de um acidente automobilístico. Clique aqui e veja sua página na seção “Que Fim Levou?”

Atlético-MG 2 x 0 Bahia. O Galo acelera bem nesta reta final de Brasileirão!

Paraná 1 x 3 Palmeiras. Aqui, é o seguinte: está tão na cara que o Verdão ganha, mas tão na cara, que vai ganhar mesmo!

América-MG 0 x 1 Santos. O Peixe ainda sonha com a pré-Libertadores…

Botafogo 1 x 2 Internacional. De virada, para manter a esperança colorada…

Sport 1 x 1 Flamengo. Duelo rubro-negro em Recife e fica tudo igual.

São Paulo 1 x 0 Cruzeiro. O Tricolor volta a vencer. Briga forte pelo G-4.

Grêmio 2 x 0 Chapecoense. Infelizmente… A querida Chape está cada vez mais perto do rebaixamento.

Fluminense 1 x 1 Ceará. Tudo igual e o Vozão segue ameaçado.

COLOQUE SEU E-MAIL NA MENSAGEM PARA CONTATO, OK? SOMENTE SERÃO VÁLIDOS PALPITES COM O E-MAIL, POIS DO CONTRÁRIO NÃO TEREMOS COMO NOS COMUNICAR COM O VENCEDOR.

Os palpites postados serão válidos até às 19h00 (horário de Brasília) deste sábado (17/11/2018)

ATENÇÃO: Apenas um prognóstico (com os respectivos placares completos) por participante, um único IP, ok? Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Os palpites que não tiverem e-mail para contato também não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times da mesma forma que no post. Do contrário, não poderão ser validados. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Também só serão considerados palpites em uma única mensagem, ou seja, não valem palpites em duas mensagens (uma com alguns jogos e outra com outros). Vencerá aquele (a) que acertar mais jogos, mas em caso de empate, o ganhador será definido por sorteio.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo de acordo com a disponibilidade que o fabricante tem em estoque, não necessariamente igual aos exemplificados abaixo.

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DA RAFARILLO

O Silas Lima, de Mesquita-RJ, venceu o Bolão na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro e nos mandou a seguinte mensagem, com a foto acima: “Ontem recebi meu sapato Rafarillo (muito lindo, por sinal) em minha casa. Ficamos muito felizes com o brinde. Minha filha vai casar em janeiro/2019 e vou usá-lo nesta data super especial. Muito obrigado, meu e da minha família pela atenção,  respeito e honestidade do processo do bolão Milton Neves!! Abraços, Silas Lima.”

Milton Rafarillo red

Compartilhe:

O São Paulo não mudaria da água para o vinho?

Foto: UOL

São Paulo 1 x 1 Grêmio.

Depois de uma das trocas de treinador mais estapafúrdias dos últimos tempos, o São Paulo empatou em casa com o Grêmio, que abriu o placar aos 12 minutos do segundo tempo, com Everton Cebolinha.

Aí, será que ele gritou: Gol do “Glêmio”?

Mas o São Paulo conseguiu empatar com a ajuda do adversário, pois foi Michel, contra, quem fez aquilo que o time paulista não estava conseguindo, aos 29 minutos.

E fica a pergunta…

Pelo discurso de Raí, parecia que o São Paulo mudaria da água para o vinho com a substituição de treinador, na reta final do campeonato…

André Jardine assumiu a vaga deixada por Diego Aguirre, demitido, o uruguaio que fez a torcida tricolor sonhar com o título brasileiro por algumas semanas neste ano.

Aguirre, se não é um Felipão, Tite, Renato Gaúcho ou Carille, pelo menos devolveu a esperança para os lados do Morumbi.

Com o resultado, se o campeonato terminasse hoje, o Grêmio estaria no G-4 e o São Paulo teria de disputar a chamada pré-Libertadores, restando quatro rodadas para o fim do Brasileirão.

Para quem já foi “bicho papão” do torneio aqui da América do Sul, é uma tremenda gelada ter duas partidas para poder entrar “pra valer” nesta competição.

E, nesta desacelerada do Tricolor paulista, me arrisco a dizer que este quadro beira o irreversível.

No próximo domingo, ambos jogam em casa, mas a tarefa gremista é bem mais fácil, contra a Chapecoense, enquanto o São Paulo pega o Cruzeiro.

O Grêmio terminará à frente do São Paulo, que não conseguirá ficar no G-4.

E aí, torcedor são-paulino?

E aí, torcedor gremista?

NO BEIRA-RIO

Foto: UOL

Internacional 2 x 0 América-MG.

Fechando a rodada, deu a lógica em Porto Alegre.

Afinados, Leandro Damião e Edenílson foram os protagonistas dos tentos colorados.

No primeiro, Damião recebeu de Edenílson e abriu o placar. O segundo gol, de Edenílson, foi feito com passe de Damião, ambos no 1º tempo.

O Inter tem cinco pontos a menos que o Palmeiras e ainda sonha.

Claro, matematicamente ainda dá, mas será difícil o Verdão patinar.

De qualquer forma, realmente o Inter está fazendo um campeonato e tanto, sobretudo se lembrarmos que em 2017 o time disputou a Série B.

E o técnico Odair Hellmann já está no primeiro escalão.

MAIS CEDO…

Foto: UOL

Flamengo 1 x 0 Santos.

No Maracanã, com gol de Henrique Dourado, vitória rubro-negra, que dá esperança, remota é verdade, pois matematicamente ainda é possível chegar ao título, distante sete pontos do líder Palmeiras.

O Peixe, por sua vez, está em nono e ficando para trás por uma vaga na pré-Libertadores.

Mas poderia ter trazido um pontinho do Rio, se Gabigol não tivesse perdido um pênalti no final.

Chapecoense 0 x 1 Botafogo.

E o Fogão ajudou os “desesperados”, ganhando da Chapecoense, que permanece com 37 pontos, em 17º.

O gol dos cariocas foi de Luiz Fernando, aos 27 minutos do 2º tempo.

OPINE!

Compartilhe:

Palmeiras e Corinthians estariam onde estão sem Felipão e Jair Ventura?

Fotos: Cesar Greco/SE Palmeiras e Marcelo Alvarenga/AGIF/via UOL

Verdão e Timão estão em situações bem distintas neste Brasileirão.

É verdade que o principal objetivo alviverde não foi atingido, a Libertadores, mas o caneco do título nacional está no papo, questão de tempo, pouco tempo, diga-se.

Mas o novo casamento entre Palmeiras e Luiz Felipe Scolari deu muito certo.

Há pouco menos de quatro meses no cargo (assumiu em 26 de julho), ele aparou arestas e, convenhamos, ser eliminado na Libertadores para o Boca não é como deixar a competição para um Tolima, por exemplo…

O bom Roger Machado não conseguiu extrair todo o potencial do forte elenco esmeraldino.

Já, no Timão…

Depois da saída de Fábio Carille, tudo mudou pelos lados do Parque São Jorge…

Osmar Loss chegou para seu seu “clone”, mas nem de longe repetiu o sucesso do atual treinador do Al-Wehda, da Arábia Saudita.

É verdade que tiraram muitos “ovos” do elenco corintiano e, sem ovos, como dizia o saudoso Otto Glória, não se faz omelete…

Campeão Brasileiro de 2017, o Timão perdeu nos últimos meses, entre outros, Rodriguinho, Jô, Arana, Balbuena e Maycon.

Mas, ainda assim, é fato que Jair Ventura não conseguiu dar ao time a consistência necessária para uma posição mais honrosa no campeonato e distante do fantasma do rebaixamento, pois hoje está somente três pontos acima do primeiro a cair…

Assim, vale a pergunta:

O forte Palmeiras poderia estar prestes a ser campeão brasileiro mesmo se Felipão não fosse o treinador, ou ele é o grande responsável por este iminente triunfo?

O limitado Corinthians poderia estar mais tranquilo, sem ameaça de rebaixamento, se ao invés de Jair Ventura um outro treinador estivesse orientando o time alvinegro?

OPINE!

Compartilhe:

Timão com um pé e meio na Série B e Verdão com as duas mãos na taça!

Foto: Marcelo Alvarenga/AGIF (via UOL)

Cruzeiro 1 x 0 Corinthians

O Corinthians fez um primeiro tempo pífio diante do praticamente time reserva do Cruzeiro, que abriu o placar com o David, aos 13 minutos de bola rolando.

Aí, para complicar ainda mais a vida do Timão, Douglas, em dois lances já nos acréscimos da etapa inicial, foi expulso de forma para lá de infantil.

Mesmo assim, o Alvinegro voltou do intervalo melhor, chegou a ameaçar o gol defendido por Fábio, mas com um a menos a tarefa fica complicada, não é mesmo?

Não deu tempo para igualar o marcador e a água já está quase no pescoço.

Gente, mas falando sério agora, estou muito, mas MUITO preocupado com o meu Timão.

Os últimos jogos são complicadíssimos e não é exagero dizer que essa derrota fez com que a equipe comandada por Jair Ventura colocasse um pé e meio na Série B-2019.

Concordam?

Palmeiras 3 x 0 Fluminense

Enquanto isso, o maior rival corintiano nada de braçada!

O Palmeiras, que já estava com as duas mãos na taça, depois da tranquila vitória diante do Fluminense já está levando a mesma para a nobre sala de troféus alviverdes.

Afinal, não adiante nada o Inter vencer nas próximas rodadas.

O Palestra não perde!

E o que dizer do gol de Felipe Melo, hein?

Agora, além de garantir tudo na defesa, ele quer decidir também no ataque?

Sensacional!

E imagine só que gostinho especial teria para o palmeirense comemorar o título do Brasileirão 2018 com o Corinthians rebaixado!

Sport 0 x 0 Vitória

Tudo igual no duelo de rubro-negros desesperados.

Pior para o Vitória, que segue no Z-4.

Mas o Sport também está muito perto!

Bahia 2 x 1 Ceará

Quem está tranquilo é o Bahia, que venceu o Ceará na Fonte Nova.

O Tricolor de Aço praticamente não corre mais riscos, mas a situação ficou complicada para o Vozão.

Será que Lisca conseguirá dar mais uma chacoalhada na turma por lá?

Paraná 0 x 1 Atlético-MG

Fora de casa, o Atlético-MG não fez mais do que a sua obrigação ao vencer o já rebaixado Paraná.

E o pior é que jogou mal demais!

Alô, Levir, não tem nenhuma vaga garantida ainda, viu?

Vasco 1 x 1 Atlético-PR

Ah, e o Vasco…

O Cruzmaltino vencia o Atlético-PR até o último lance da partida.

Que pecado!

Será que o Gigante da Colina será rebaixado pela “134ª vez”?

Opine!

Compartilhe:

Bolão do Miltão: Timão perde e abraça o fantasma do rebaixamento…

Bolao-GIF-600

CAMPEONATO BRASILEIRO – 34ª RODADA

Vasco 1 x 2 Atlético-PR. O Furacão segue varrendo seus adversários neste 2º turno. Vasco 1 x 1 Atlético-PR.

Paraná 0 x 2 Atlético-MG. Bom, é para ganhar, não é Galo? Paraná 0 x 1 Atlético-MG.

Bahia 1 x 1 Ceará. Empate ruim para o Bahia e péssimo para o Vozão… Bahia 2 x 1 Ceará.

Cruzeiro 2 x 1 Corinthians. Ah, Timão… Eu acho que você não cai, mas é bom abrir os olhos, certo? Falando no confronto, um dos maiores goleiros do mundo jogou na Raposa e no Timão. Também foi ídolo na Europa. Clique aqui e veja sua página na seção “Que Fim Levou?”. Cruzeiro 1 x 0 Corinthians.

Sport 1 x 0 Vitória. Duelo de desesperados, melhor para os pernambucanos. Sport 0 x 0 Vitória.

Palmeiras 0 x 1 Fluminense. O Verdão resolve dar um pouco de emoção nesta reta final. Palmeiras 3 x 0 Fluminense.

Chapecoense 1 x 0 Botafogo. A Chape começou a se recuperar para escapar do rebaixamento. Chapecoense 0 x 1 Botafogo.

Flamengo 2 x 1 Santos. Agora, Mengo? Flamengo 1 x 0 Santos.

São Paulo 0 x 1 Grêmio. O Tricolor paulista perdeu seu norte… São Paulo 1 x 1 Grêmio.

Internacional 2 x 0 América-MG. O Colorado ainda respira… Internacional 2 x 0 América-MG.

COLOQUE SEU E-MAIL NA MENSAGEM PARA CONTATO, OK? SOMENTE SERÃO VÁLIDOS PALPITES COM O E-MAIL, POIS DO CONTRÁRIO NÃO TEREMOS COMO NOS COMUNICAR COM O VENCEDOR.

Os palpites postados serão válidos até às 19h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (14/11/2018)

ATENÇÃO: Apenas um prognóstico (com os respectivos placares completos) por participante, um único IP, ok? Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Os palpites que não tiverem e-mail para contato também não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times da mesma forma que no post. Do contrário, não poderão ser validados. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Também só serão considerados palpites em uma única mensagem, ou seja, não valem palpites em duas mensagens (uma com alguns jogos e outra com outros). Vencerá aquele (a) que acertar mais jogos, mas em caso de empate, o ganhador será definido por sorteio.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo de acordo com a disponibilidade que o fabricante tem em estoque, não necessariamente igual aos exemplificados abaixo.

CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE DA RAFARILLO

O Silas Lima, de Mesquita-RJ, venceu o Bolão na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro e nos mandou a seguinte mensagem, com a foto acima: “Ontem recebi meu sapato Rafarillo (muito lindo, por sinal) em minha casa. Ficamos muito felizes com o brinde. Minha filha vai casar em janeiro/2019 e vou usá-lo nesta data super especial. Muito obrigado, meu e da minha família pela atenção,  respeito e honestidade do processo do bolão Milton Neves!! Abraços, Silas Lima.”

Milton Rafarillo red

Compartilhe:

O Corinthians é o 13º! E o 13º está para…

A surpreendente vitória da Chapecoense na noite da última segunda-feira não prejudicou apenas o Santos na luta por uma vaga para a Libertadores-2019.

A derrota do Peixe no Pacaembu também deixou o coirmão Corinthians em maus lençóis.

Afinal, o Timão, neste momento, tem apenas três pontos à frente do Z-4.

Uma vantagem perigosíssima, já que ainda restam cinco rodadas para o término do campeonato.

E, nas redes sociais, claro, os rivais já começaram com as provocações.

Uma delas constata: na classificação, o Timão é o 13º, e o 13º está para… CAIR!

Mas fiquem tranquilos, meus companheiros corintianos.

O Timão não vai cair!

E eu dificilmente erro um palpite!

Opine!

Compartilhe:

O Santos não merece ir para a Libertadores!

Foto: Marcello Zambrana/AGIF (via UOL)

Santos 0 x 1 Chapecoense

Ah, Peixe, que “pipocada” foi essa, hein?

A Chape, claro, é e sempre foi muito valente.

Mas quem quer uma vaga na Libertadores não pode perder em casa para um time do Z-4.

Não é verdade?

Mas, honestamente, não apenas pelo tropeço desta noite que o Peixe merece ficar de fora do torneio mais importante da América do Sul.

A temporada lá pelas bandas da Vila Belmiro foi muito turbulenta, e é melhor acertar as coisas antes de voltar a disputar a Liberta, com chances de ganhar, é claro.

Já a Chapecoense deu um passo importante na luta contra o rebaixamento.

Será que o time catarinense conseguirá nas próximas rodadas empurrar o Timão para o Z-4?

Opine!

Compartilhe: