publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : Sul-Americana


Castelãozazzo: 1ª zebra da Copa, Costa Rica vence e “manda” uruguaios-são-paulinos para casa!

placar_14_06 (1)
fantasma (1)

Se alguém desconfiava que poderíamos ter um novo “Maracanazzo”: esqueça!

A humilde Costa Rica acabou o favoritismo do Uruguai e praticamente eliminou a Celeste do grupo D, da Copa do Mundo.

A vitória dos costarriquenhos calaram o complô uruguaio-são-paulino no mundial 2014.

O atacante Campbell, jogador com nome de sopa, simplesmente desintegrou a fraca defesa sul-americana,  cujo os tricolores chamam o beque Lugano, de “Díos”.

Os uruguaios ficaram mais preocupados em usar camisas tamanho PP para exibir os musculos do que jogar bola.

E teve a primeira expulsão da competição, aliás muito justa, o “cavalo” Maxi Pereira, do selecionado azul.

E agora, são-paulino? Você que torceu tanto para o Uruguai, agora a sua “seleção” está eliminada na Copa do Mundo?

Leia Mais

Rolou no Twitter: Comentários sobre Uruguai x Costa Rica

Prazer, meu nome é Campbell

Notas: avaliação para os personagens de Uruguai 1 x 3 Costa Rica

Ondas da Copa – ouça o Castelazazzo na Rádio Uruguaia

 

 

 


Noite viva do futebol brasileiro pela força do mata-mata! Só o mata-mata mesmo para salvar os modorrentos campeonatos dos pontos mais parados do que corridos no Brasil! E alô, Paulo André, não tem Bom Senso FC para os jogadores de ontem e só tem para vocês, milionários de hoje? Por quê?

Para quem estava e está com saudades dos emocionantes mata-matas como eu, foi mais uma noite inolvidável, como diria o “bíblico” Fiori Giglioti.

Estádios cheios como no 1 a 1 de Curitiba entre Furacão e Mengão e ontem no espetacular Maracanã rubro-negro que estava lotadíssimo como que a reverenciar Nilton Santos.

Festa humilde e apertada só em Mogi Mirim porque o mesquinho São Paulo trabalhou forte para não jogar em Campinas.

E aí o São Paulo se ferrou.

Bem feito!

E o bom Bom Senso FC?

Assustar o quase aposentado José Maria Marin é fácil.

E por que é tão difícil colocar um “artiguinho” na lista de exigências dos ricos e consagrados jogadores de hoje em prol dos abandonados craques de ontem?

E por que o Bom Senso FC não abraça a minha ideia de EXIGIR da CBF de 1.5% a 2% da cota de TODO amistoso da seleção em qualquer parte do mundo?

Ora, a seleção brasileira só recebe por volta de U$ 2 milhões por jogo porque a seleção BRASILEIRA de futebol ganhou cinco Copas do Mundo.

Fosse uma Noruega, Romênia, Bulgária ou Coréia do Sul, jogaria pelo que custam Peru, Equador e Paraguai.

Ou seja, seleções de série B ou C, sem grife.

E os jogadores de ontem que contribuíram para isso – jogando pela seleção ou não -, são completamente esquecidos?

Viu, Paulo André, peite os caras… também pelo craque de ontem!

E desde já escalo o “ministro” Badeco, o Dr. Ivan Manoel de Oliveira, delegado aposentado da Polícia Federal, para gerir este dinheiro em pasta a ser criada pela CBF!

Gente, isso é o ovo de Colombo da bola e da gratidão!

E alô também “coerente” crônica esportiva brasileira: quando vocês vão parar de falar de jogador aposentado só quando ele morre?

Façam homenagens – e ajudem – em vida ou ignorem a morte deles também.

Hipócritas!

Opine!


A final Ponte e Lanús, a Copa do Brasil do Furacão, as “certezas absolutas” da imprensa esportiva e a “cassação” do título do Cruzeiro

Post

Sim, estou palpitando de forma bem adiantada e por atacado.

Ponte Preta e Lanús são os finalistas da Sul-Americana, o time argentino será o campeão e a heroica Macaca está rebaixada no Brasileiro.

E no Maracanã o Flamengo é tão favorito, mas tão favorito, mas tão favorito, que dará Atlético-PR.

É que Vagner Mancini irá empatar com Felipão como treinador bicampeão da Copa do Brasil.

E como ele conseguiu ser campeão até com o Paulista de Jundiaí, por que não pode ganhar com o bom Atlético-PR, mesmo sem Ederson, que tem mais time do que o Flamengo?

Mas aqui quero adiantar também nossas opiniões e as manchetes da crônica esportiva pós-Ponte x São Paulo, Ponte x Lanús e Flamengo x Atlético-PR.

Isso é muito fácil porque, em meus 31 anos de programas esportivos pós-partida, jamais errei um resultado… depois do jogo!

Então vamos às manchetes já prontinhas na cabeça, dedos, garganta e cabeça de cada jornalista esportivo brasileiro.

“A Ponte não eliminou o São Paulo hoje em Mogi Mirim, mas sim no primeiro jogo naquela virada de 3 a 1. Ali sim, o Tricolor sucumbiu”. (Com a Macaca sacramentando sua classificação).

“Tá vendo, é aquilo de sempre: na hora do “vamuvê” prevalecem sempre a tradição e a camisa mais pesada e a Ponte foi fogo de palha”. (Com o São Paulo goleando por 3 a 0, 4 a 1 ou 4 a 2).

“Ponte Preta heroica derrota o Lanús, derruba o futebol argentino e é campeã pela primeira vez na vida justamente em sua estreia internacional, depois de 113 anos.” (Com a Macaca sendo campeã da Sul-Americana).

“A Ponte está de parabéns, lutou bravamente nos dois jogos, mas ao final pesou mais a força do futebol argentino diante de um time sem tradição internacional.” (Com o Lanús campeão).

“Atlético-PR cala o Maracanã como o Santo André em 2004 contra o Flamengo e é o grande campeão da Copa do Brasil”. (Com o Furacão campeão).

“Flamengo encanta no Maracanã e a nação rubro-negra agora quer a Libertadores e o Mundial novamente. O Furacão não suportou o “tsunami” da Gávea”. (Com o Mengão campeão).

Viram como comentar depois do jogo é a coisa mais fácil do mundo?

Mas difícil mesmo foi ver, ler e saber que os vascaínos Dedé e Fábio não quiseram enfrentar o Vasco no Rio porque o time carioca estava perto da degola.

Ora, isso não é uma vergonha?

E esses dois não sabem o que a CBD, o então vascaíno presidente Heleno Nunes e o Vasco fizeram com o Cruzeiro em 74?

A final daquele brasileiro era para ter sido decidida no Mineirão, mas a CBD levou o jogo para o Maracanã e ainda escalou o arbitro carioca Armando Marques que anulou um gol legal de Zé Carlos, do time mineiro.

Coisa indecente, como esses dois jogadores top do atual Cruzeiro beneficiando o Vasco e prejudicando outros seis ameaçados de rebaixamento.

Está ai mais um motivo para a volta do mata-mata, a fórmula exata para se eliminar marmeladas e introduzir emoção nesse modorrento campeonato brasileiro de futebol.

O Cruzeiro deveria até ser cassado em seu título brasileiro de 2013 “por falta de combatividade”, como no judô.


Sacaneada nos bastidores, Ponte se garante na bola e humilha o SPFC no Morumbi; Fla arranca empate do Furacão em Curitiba!

placar

São Paulo 1 x 3 Ponte Preta

Estou começando a entender o desespero dos dirigentes são-paulinos, que fizeram de tudo nos bastidores para prejudicar a Ponte Preta nas semifinais da Sul-Americana.

Afinal, no jogo de ida, no Morumbi, a Macaca se garantiu na bola e humilhou o São Paulo!

E olha que 3 a 1 foi pouco, hein?

O time interiorano poderia ter deixado o placar ainda mais elástico com os perigosos contra-ataques puxados pelo veloz Rildo.

Mas agora, no duelo de volta, seja ele em Campinas, em Mogi ou no Japão, não tem jeito de o time do Morumbi tirar essa vaga da “Nega Véia”.

A não ser que os tão competentes cartolas tricolores criem mais uma nova regra para sacanear a Ponte.

A criatividade é tanta que eu não me espantaria se eles dissessem que os jogadores da Macaca precisam jogar com apenas uma perna e só podem marcar gols dentro da pequena área. E ainda teria fanático concordando com isso, acreditem!

Enfim, parabéns, Ponte! E que venha o Lanús ou o Libertad!

charge spfc

Atlético-PR 1 x 1 Flamengo

Diferentemente do jogo do Morumbi, em Curitiba, o duelo entre Atlético-PR e Flamengo, válido pela final da Copa do Brasil, foi muito equilibrado.

No final, um justo empate em 1 a 1, com os dois gols marcados no primeiro tempo.

Verdade que o Furacão não conseguiu garantir vantagem alguma para o dificílimo jogo do Maracanã.

Mas dá para duvidar do time que com pouco investimento é, tirando as equipes de Minas, o destaque do futebol brasileiro em 2013?

Opine!


O São Paulo-2013 faz com a Ponte Preta o mesmo que o Corinthians-1977: proibir a Macaca de jogar no Moisés Lucarelli! Isso é uma vergonha como colocar time misto contra o Flu, prejudicando Coxa, Criciúma, Ponte Preta, Lusa, Vasco e Bahia! Mata-mata já!

moises

O São Paulo Futebol Clube, que já tirou a final da Libertadores de 2005 da Arena da Baixada e mandou a decisão da Sul-Americana do ano passado para La Bombonera, está mais uma vez mexendo seus pauzinhos nos bastidores do futebol…

Agora, o Tricolor paulista quer impedir que a esforçada Ponte Preta jogue as semifinais da Sul-Americana-2013 no Moisés Lucarelli.

Uma vergonha! E isso por menos de 300 lugares!

Difícil entender essa necessidade da diretoria são-paulina em querer tirara vantagem de qualquer vírgula que exista nos regulamentos das competições.

Será medo de vexame histórico contra um adversário relativamente inferior?

E justo contra a Ponte Preta, que já foi impedida de jogar as finais do Paulista-77 em sua casa, e ainda foi prejudicada pela até hoje mal contada história envolvendo o Ruy Rey…

Agora, que a Macaca faça a justiça em campo e, mesmo com toda essa injustiça, leve a vaga!

E por falar nessa semifinal da Sul-Americana…

Visando o jogo de quarta, Muricy Ramalho escalou time misto no duelo diante do Fluminense, no último domingo.

Resultado: vitória do Flu, que prejudicou a própria Ponte, o Vasco, o Coxa, o Bahia, o Criciúma e a Portuguesa.

E é esse o “justo” sistema de pontos corridos que grande parte de vocês defende?

Tenham dó!

Opine!


Brincadeiras com a displicência de Pato invadem as redes sociais! Deixe aqui a sua também! Mas, e agora, o atacante tem clima para seguir no Parque São Jorge? E Rogério Ceni queimou a língua de muita gente por aí… Quem você levaria para a seleção: M1to ou Dida?

Ah, Pato… que vexame!

Foi displicente e “cavou” sua saída do Timão.

Na temporada toda foram poucos gols e muitas desculpas.

Em contrapartida, Rogério Ceni voltou aos céus.

No Chile, fez partida digna de uma lenda.

Um monstro dos Andes.

E, curiosamente, as duas histórias se encontram em um ponto comum: a Seleção Brasileira.

Pato é contestado, já que não brilha jogando em solo natal.

Rogério é aclamado pelos tricolores, que ainda sonham em ver o goleiro pentacampeão na estrada para o hexa.

Veja abaixo algumas brincadeiras que estão pipocando nas redes sociais:

Pato gremista!

E você, amigo internauta, acha que Pato perderá sua condição de selecionável?

Rogério Ceni ou Dida, qual dos experientes goleiros merece vaga na seleção?

OPINE!!!


Empatezinho suado diante do Ceará garante respiro de Kleina no comando técnico do Palmeiras; Santos afunda o Flu, que pagará aquela passagem pela Série B em 2014; Grêmio entra na briga pelo título; Galo segue sonolento; e Lusa e Furacão surpreendem!

Ufa! Quase que a batata de Gilson Kleina no comando técnico do Palmeiras assa de vez!

É que o Palmeiras por pouco não perdeu do Ceará nesta rodada da Série B.

O gol de Leandro (sempre ele) na metade do segundo tempo de partida garantiu o empate em 2 a 2 entre as equipes, que acabou dando certo respiro ao treinador do Alviverde.

Mas, afinal, as cobranças de Paulo Nobre no meio de semana, após a eliminação do Palestra da Copa do Brasil, não foram um tanto quanto desproporcionais?

Pegou pesado, Nobre!

Deixe o homem trabalhar!

E por falar em Série B…

Parece que do ano que vem não escapa: o Fluminense pagará a passagem pela segunda divisão que está devendo.

Neste sábado à noite, a equipe comandada por Luxemburgo perdeu do Santos, mesmo jogando em casa, pelo placar de 2 a 0.

Com o resultado, o Tricolor segue beirando a zona de rebaixamento, enquanto o Santos, do surpreendente Claudinei Oliveira, já começa até a sonhar com uma vaga no G-4.

E a situação do Luxa, hein?

No Canindé, uma maiúscula vitória da Portuguesa para cima do Bahia.

Placar de 4 a 2 para a equipe da casa, sendo que os três primeiros gols saíram antes dos dez minutos de partida.

Se seguir assim, a Lusinha, do competente Guto Ferreira, parece que até pode se livrar da Série B em 2014.

E o que será que está acontecendo com o Galo, hein?

Após a Libertadores, a equipe que encantou o mundo parece ter perdido o interesse em todo o resto.

Desta vez, o Atlético fez um jogo bem meia-boca com o Goiás, que terminou empatado em 0 a 0.

Espero, de coração, que Ronaldinho e companhia estejam guardando chumbo grosso para usar no final do ano contra o poderoso Bayern de Munique.

Já na Arena, o Grêmio deu mais uma prova de que agora, de fato, entrou na briga pelo título.

Em um jogo difícil contra a competitiva Ponte Preta, a equipe gaúcha conseguiu um gol chorado com Kleber, após falha do ex-corintiano Betão, que lhe garantiu os três pontos.

Com o resultado, o time de Renato Gaúcho empatou em pontos com o líder Cruzeiro, mas, no critério de desempate, perde no saldo de gols.

Mas a surpresa mesmo deste Brasileirão é a campanha do Atlético-PR, do respeitável artilheiro Éderson.

Nesta rodada, goleada sobre o Náutico, por 4 a 1, mesmo jogando em Recife, que garantiu o terceiro lugar na tabela para o Furacão.

Será que a pré-temporada da equipe paranaense, tão criticada por muitos, acabou dando tão certo assim?

Opine!


O maior filme de Pelé

Aos quase 73 anos vem aí mais um filme sobre Pelé.

Só que será um filme-filme mesmo, o primeiro deste naipe.

Nada das esforçadas películas envolvendo a pessoa melhor dotada por Deus para uma especifica atividade profissional no mundo em todos os tempos.

Tudo já foi falado e mostrado sobre Pelé.

Nada disso.

E eu assim pensava até ser procurado por Álvaro de Lapuerta Montoya, advogado espanhol que está no Brasil documentando com ex-jogadores, dirigentes e suas famílias a competente autorização do uso de imagem daquele que contracenou na vida com Pelé até 1958, desde Três Corações-MG.

Sim, o filme acaba após a Copa da Suécia e não é documentário ou coisa parecida.

Produção de Hollywood, diretores de Los Angeles, locações no Rio, Santos, Bauru, Suécia, Três Corações e São Paulo e dinheiro americano, peruano e espanhol.

Trata-se de um longa dramatizado por atores que “serão” o Feola, Zagallo, Mauro, Bellini, Lula, Pepe, Zito, Garrincha, Waldemar de Brito, Athiê Jorge Cury, Mário Americo e etc…

Mesmo já com as filmagens marcadas para serem iniciadas dia 23 de setembro, a tarefa de Álvaro de Lapuerta Montoya, impressionado com o nosso “Que Fim Levou” do portal terceirotempo.com.br, não é das mais fáceis.

É que tem ex-jogador e viúva ou filho de personagem contemporânea do Rei que coloca mágoa recolhida de Pelé acima da remuneração a ser negociada e até mesmo da eternização de seu ente querido em produção hollywoodiana para a posterioridade.

Fico triste com isso quando tanto se luta para defender a memória esportiva do país e tanto se clama por ajuda financeira ao ex-jogador.

No sepultamento de Gylmar falei com José Maria Marin pela segunda vez em minha vida, pessoalmente.

A primeira foi em 1984 quando sua então Federação Paulista de Futebol homenageou um membro de cada equipe esportiva de rádio e TV de São Paulo.

Ponderei (a pedido de um célebre ex-jogador também presente), aquilo que defendo há anos em minhas tribunas.

Ou seja, um percentual de 1% ou 0,5% de cada milionário valor obtido pela CBF em amistosos da seleção para as fundações de auxílio aos que construíram a grandeza de nosso futebol.

E escalei até o “ministro” dessa sonhada nova pasta na CBF para gerenciar o dinheiro: o ex-craque e líder dos velhos, o Badeco.

Ele ficou de estudar “pois existem entraves jurídicos”.

Ora, é só destravar numa canetada, afinal a CBF não é “entidade privada”?

Mas, aí, na outra ponta da história, pinta essa grande chance, através do filme de hollywood “O Nascimento de Um Gênio”.

Oportunidade de ouro para que carentes do passado ou descendentes deles possam se eternizar e se remunerar e alguns dificultam crescendo os olhos ou demonstrando e reclamando que o “Pelé sempre pensou só nele”.

Uma pena, é a vida, mas o filme não apenas sairá, como já saiu, mesmo sem a “presença” deste ou daquele que se prejudica, à sua família e a imagem daquele que, do céu, não poderá mais voltar a jogar nas telas do mundo.

E ouçam abaixo o advogado Álvaro de Lapuerta Montoya falando do filme sobre Pelé


Corinthians espanta a zebra, elimina o Luverdense da Copa do Brasil e frustra seus secadores! Mas também não era mais do que a obrigação, né? Furacão devasta o Palmeiras; Bota sobrevive ao Horto; Fla supera o Cruzeiro; Grêmio afunda o Santos; e Flu cai diante do Goiás!

Corinthians 2 x 0 Luverdense

Pois é, amigos da maior torcida do Brasil, a dos secadores do Corinthians…

Não deu para o valente Luverdense!

No Pacaembu lotado, o Timão colocou a zebra para correr e venceu bem a equipe do Mato Grosso pelo placar de 2 a 0 (o primeiro jogo foi 1 a 0 para o Luverdense).

Os gols da partida foram marcados por Pato, de falta, e por Fábio Santos.

Mas, amigos secadores, não era mais do que a obrigação do atual campeão do mundo, não é mesmo?

Garanto para vocês que do Grêmio não passa, viu! Anotem!

Grêmio 2 x 0 Santos

E por falar no Tricolor gaúcho…

A equipe comandada por Renato Portaluppi conseguiu reverter vantagem santista, de 1 a 0, conquistada na Vila Belmiro, e também avançou na Copa do Brasil.

Os gols do time gaúcho foram marcados por Souza e Werley.

Quanto ao Santos, será que preciso comentar alguma coisa?

Que “nhaca”…

Atlético-PR 3 x 0 Palmeiras

E o Palmeiras, hein?

O time de Gilson Kleina também tinha uma vantagem de 1 a 0 conquistada em casa, mas foi verdadeiramente devastado pelo Furacão em Curitiba: 3 a 0.

Agora, palmeirense, paciência… Só sobrou a Série B, mesmo!

Flamengo 1 x 0 Cruzeiro

Já no Maracanã, Flamengo e Cruzeiro fizeram o duelo mais quente da noite.

Melhor para os Rubro-Negros, que contaram com o iluminado Elias, que anda carregando o piano da equipe nas costas, para avançar na competição.

Atlético-MG 2 x 2 Botafogo

E não é que um time incrivelmente conseguiu sobreviver ao Horto.

Foi o Botafogo, que empatou com o Atlético no estádio Independência por 2 a 2 e garantiu a sua classificação graças ao 4 a 2 aplicado na semana passada.

A verdade é que o excelente time do Galo segue ainda anestesiado pelo título da Libertadores.

Mas olha que o Mundial já está chegando, hein, Cuca?

Goiás 2 x 0 Fluminense

E no Serra Doura, o Goiás, embalado pelo gordinho Walter, bateu o Flu por 2 a 0 e conseguiu avançar na Copa do Brasil.

Essa foi a primeira decepção do Tricolor carioca com Vanderlei Luxemburgo.

Será que o “pofexô” aguenta muito tempo no cargo?

Opine!


Em jogo sonolento, Corinthians dorme no ponto e é derrotado pelo “poderoso” Luverdense, o “Tolima do Mato Grosso”! Cruzeiro sai na frente do Fla e Flu bate o Goiás!

Vai cantando vitória antes da hora, vai, Corinthians…

Bem feito!

Pela Copa do Brasil, o Timão foi até Mato Grosso num salto alto danado, e levou o que merecia do esforçado time do Luverdense.

Verdade que o gol da equipe da casa contou com uma “ajudinha” do apito.

Mas a equipe históricamente mais ajudada pela arbitragem mundial não tem do que reclamar, não é verdade?

E agora o Luverdense já foi apelidado pelo maldoso Mauro Beting de “Tolima do Mato Grosso”.

Calma, Maurinho… Ainda tem o jogo de volta.

Mas, mesmo jogando no Pacaembu, o Timão não terá vida fácil, já que não conseguiu marcar gols fora de casa.

Não sei não, mas esse apático time do Corinthians, mesmo contando com tantos bons jogadores, deve mesmo ficar fora da Libertadores do ano que vem, hein?

Já no Mineirão, o Cruzeiro saiu na frente do Flamengo: 2 a 1.

Sendo que o segundo gol da Raposa, marcado por Everton Ribeiro, foi uma verdadeira pintura. O gol mais bonito do ano!!!

No embate entre Goiás e Flu, melhor para os cariocas, que venceram por 1 a 0, contando com uma atuação histórica de Diego Cavalieri, que fechou o gol!

Nos jogos das 19h30, o Palmeiras bateu o Atlético-PR por 1 a 0, e o Santos venceu o Grêmio, com o mesmo placar.

Opine!