publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : Sul-Americana

Com o Atlético favoritíssimo, começa hoje a decisão do torneio mais importante do Brasil!
Comentários COMENTE

Milton Neves

robinho - luan

Atlético-MG x Grêmio

Agora é para valer!

Nesta noite, o estádio do Mineirão receberá o primeiro jogo do torneio mais importante do futebol brasileiro.

Afinal, desde que passou a ser disputado por pontos corridos, em 2003, o Campeonato Brasileiro foi, aos poucos, perdendo a sua importância.

Por isso, hoje em dia, vencer o emocionante mata-mata da Copa do Brasil é o grande desejo das equipes do país!

E, entre Atlético-MG e Grêmio, aponto o Maior de Minas como favoritíssimo.

Com todo o respeito ao Tricolor gaúcho, mas o Galo tem o melhor elenco do Brasil (3,98 vezes melhor que o do campeão brasileiro Palmeiras).

Por isso, deve dar Atlético em BH e também em Porto Alegre, na semana que vem.

Para os gremistas, restará comemorar o quase certo rebaixamento do Internacional para a Série B.

O que já será motivo de muita festa, não é mesmo?

Chapecoense x San Lorenzo

E hoje também acontece a segunda partida da semifinal da Copa Sul-Americana, entre Chapecoense e San Lorenzo.

E o Papa Francisco que me perdoe, mas a Linguiça Atômica levará a melhor e seguirá para a decisão do torneio continental contra Atlético Nacional-COL (campeão da Libertadores) ou Cerro Porteño.

Ah, e tomara que os cartolas dos “grandes” clubes brasileiros aprendam muito com os competentes dirigentes da equipe catarinense!

Opine!


Trio MSN se conecta, Barcelona atropela o River Plate e volta a conquistar o mundo
Comentários COMENTE

Milton Neves

pdt_img_122898

Deu a lógica!

Para quem esperava um jogo equilibrado na final do Mundial do Clubes, encontrou um Barcelona avassalador.

“Ora, a raça argentina vai superar a técnica do Barça”, disseram alguns “entendidos”.

Mas esqueceram que dos 11 titulares do Barça no jogo de hoje, seis são sul-americanos, ou seja, também existe raça do lado de lá.

Voltando ao jogo, o trio formado por Messi, Neymar e Suárez brilhou novamente.

O uruguaio marcou dois gols, o argentino um e o brasileiro participou com duas belas assistências.

Os europeus conquistaram a Copa do Rei, Campeonato Espanhol, Liga dos Campeões e agora o Mundial de Clube.

Uma temporada perfeita!

Mais cedo, o Guangzhou Evergrande, comandado pelo técnico Felipão, perdeu por 2 x 1, de virada, e viu o terceiro lugar ficar com o Sanfrecce Hiroshima.

Foto: UOL


A folha seca de Didi, o Santos “quebrado” e o “Caso Neymar”!
Comentários COMENTE

Milton Neves

pdt_img_1105664

Canhota de Neymar já empata com a direita.

Com Pelé foi assim também e muito mais, é claro.

Coisas raras, mas muitos “direitos” igualmente melhoraram suas esquerdas.

Já o canhoto melhora a sua direita só em exatos 52.67%, no máximo.

Rivellino, genial, só fez um gol com a direita.

Foi no Maracanã, de sem pulo, de fora da área, pelo Fluminense.

O levantamento é do não menos genial Cláudio Scaff Zaidan, das Rádios Bandeirantes e Bradesco FM.

Zaidan, belo historiador e frio pesquisador, também decreta que Didi só fez um gol de “Folha Seca” na vida.

Ele “leu” todos os jogos de Didi pelo Flu, Botafogo, seleção, Real Madrid e São Paulo.

E viu e ouviu 42.87% deles.

O gol único foi naquela falta, contra o Peru, no Maracanã, pela eliminatória direta para a Copa de 1958.

Só dois jogos porque os cartolas burros não tinham descoberto ainda os direitos de TV e o marketing esportivo.

Lá, foi 1 a 1, com Índio empatando para o Brasil.

No Rio, na volta, estava um 0 a 0 chorado, no lotado Maracanã, quando Didi venceu o gigante negro Rafael Asca em cobrança de falta que Nelson Rodrigues imortalizou como “Chute de Folha Seca”.

É que uma folha seca levada pelo vento sempre tem destino improvável, impreciso, lotérico.

Estudei a trajetória da bola no chute de Didi em imagens claríssimas em 1994 quando apresentava o “Canal 100” pela finada TV Manchete.

À época, com assessoria de Narcizo Vernizzi, o homem do tempo, do sol, da chuva e dos ventos, e do onipresente Álvaro Paes Leme, da Rede Record e da Bradesco FM, concluímos que a bola ia fora, mas no caminho dela em direção ao gol “ia passando um vento noroeste” que alterou a sua trajetória.

E o goleiro Asca, o “Pássaro Negro” do Peru, até fica olhando para cima “xingando” o vento, após o gol.

Vento esportivo que foi também imortalizado pelo não menos célebre Roberto Drummond, o Nelson Rodrigues de Minas Gerais.

“Quando vejo uma camisa do Atlético Mineiro estendida no varal, torço contra o vento”.

E eu torço pelo esclarecimento do “Caso Neymar”.

Quase voz isolada contra a “doação” do jogador ao Barcelona, mesmo inicial e burramente tendo apoiado em minhas mídias a antecipação em um ano do vencimento do contrato do Pelezinho da Vila, vejo hoje que o assunto está cada vez mais mal cheiroso.

Não me surpreenderei se pintar no caso, entre tantos envolvidos nos dois extremos e entre tantos intermediários ou empresários do negócio, alguma “delação premiada”, algo tão em moda hoje no Brasil.

“Você quer chegar no ponto final de uma história? Então siga o caminho percorrido pelo dinheiro”, ensinam experientes investigadores internacionais.

Na ponta do comprador a polêmica fedida já virou “batom na cueca”.

Sandro Rosell, seu vice e o Barça, perante o MP e o fisco espanhóis, estão envolvidos ou enrolados até a medula.
A coisa vai chegar aqui?

Aguardemos.

Enquanto isso o quase falido Santos do coitado do Modesto Roma vai capengando tentando sair do buraco em que o clube se meteu pós-Laor-Odílio.

Na semana, outra bordoada no caixa da Vila.

O TJ-SP, por 3 a 0, decidiu que foram legais os contratos que Marcelo Teixeira assinou com a DIS vendendo à empresa jogadores como Wesley, Ganso, Andre e outros de “baciada” de uma molecada que, na maioria, sumiu.

Ou seja, ao invés de pagar à época o percentual da empresa quando da venda dos jogadores, a dupla Laor-Odílio preferiu “empurrar com a barriga” e entrar na Justiça contra os atos de Marcelo Teixeira.

Foram para o Poder Judiciário, postergaram os pagamentos e perderam.

Aliás, eles nada perderam porque agora quem perdeu, seis anos depois, foi o Santos, hoje com o CT Meninos da Vila sujeito à humilhante leilão judicial.

Justamente os dois cartolas que deviam ter se rebelado muitíssimo mais contra o não recebimento dos 55% dos direitos do Santos FC sobre os mais de 100 milhões de euros, o verdadeiro custo da transferência do “Menino de Ouro”, segundo autoridades espanholas.

Alegam que não sabiam e temos que acreditar porque eu também não sabia, ao contrário de Neymar pai e da ponta compradora.

E lembrar que Neymar, lá pelos fins de 2008, à época um “projeto de craque” como talvez um Victor Andrade, um Neilton ou um Gabigol, só não deixou o Santos e foi para o Real Madrid por R$ 5 milhões porque Neymar pai vendeu os 40% do filho para a DIS, que também micou, por enquanto, no mais nebuloso negócio da história do futebol.

Mas, tenho para mim, que esse jogo só está em seu primeiro tempo e que temos ainda muito esgoto para passar debaixo da ponte que liga Santos a Barcelona.

Foto: UOL


Guerrero segue meus conselhos, marca dois gols e Corinthians vence o Bayer Leverkusen. Palmeiras vence time chinês
Comentários COMENTE

Milton Neves

2

Eu avisei ao Tite que o lado direito da defesa do Corinthians precisa ser mais rápido!

Ele não me ouviu e o Yurchenko marcou o gol do Bayer Leverkusen.

Fisicamente melhores, os alemães começaram pressionando o Timão.

Com uma bela cabeçada de Guerrero, o Corinthians empatou o jogo e o Sheik quase virou no final na primeira etapa.

No intervalo da partida liguei para o Guerrero e reforcei o que disse que nos Estados Unidos.

“Fica na área do Bayer, pois vai sobrar uma bola e você vai fazer o gol”.

No segundo tempo o Corinthians começou melhor e foi para cima dos alemães.

O peruano me ouviu e o Timão venceu de virada.

Corinthians e Guerrero ainda não renovaram  contrato. O atacante já pode assinar um pré-contrato com outro clube.

Vão deixar o peruano ir embora? Corinthians, cuidado com o Alexandre Mattos!

Palmeiras

O Palmeiras começou melhor, mas tomou o primeiro gol. Montillo marcou de falta.

Pouco tempo depois Leandro Pereira empatou a partida. Em jogada com Maikon Leite, o camisa 9 marcou.

Ainda no primeiro tempo, Lucas virou o jogo para o Verdão.

Allione tocou para o lateral-direito que invadiu a área e finalizou.

Na segunda etapa não foi diferente, o Palmeiras atacou o tempo todo e o Shandong, time do técnico Cuca e dos atacantes Wagner Love e Aloísio, jogou no contra-ataque.

Ainda deu tempo do argentino Cristaldo marcar mais um gol. Bela estreia do Verdão!

O clube e a torcida merecem está vitória, a primeira do Verdão na nova Arena.

Opine!


Tabelinha do mineiro Pelé e Einstein acabará em golaço!
Comentários COMENTE

Milton Neves

f

Mineira Dilma do Galo ganhou a eleição.

Mineiro Aécio do Cruzeiro bateu na trave duas vezes: nas urnas e na Copa do Brasil.

Mas ganhou o Campeonato Brasileiro…

Mineiro Pelé está no hospital.

Algo que nenhum beque cavalo conseguiu em 21 anos de caça ao Rei da Bola.

O Galo vai transformando o Cruzeiro em freguês.

Os dois foram brilhantes em 2014.

Boa de Varginha e América-MG também estão de parabéns.

O Coelho só não se juntou ao Galo e a Raposa porque o tapetão não deixou.

Minas hoje está prosa e soberano.

O São Paulo FC também.

Afinal, o Tricolor não se intitula “O Soberano”?

Só que atualmente virou “só-berano” as taças.

E o Rogério Ceni?

Ele passou a vida inteira se adiantando e aí a Penalty dá uma mísera adiantadazinha autorizada e vira esse rolo todo?

Até filme de despedida, belíssimo, ele autorizou, estrelou e protagonizou.

Eu vi o filme.

Aí se arrependeu e renovou até agosto de 2015.

Ainda bem.

Sua ausência tiraria uma bela e polêmica estrela do firmamento da bola.

Puxa, que semana!

E foi também a semana em que fiquei morrendo de medo e ansiedade torcendo pela saúde de Pelé.

Continuo preocupado.

O mundo está!

Ele inventou o Santos e o futebol.

É o mais perfeito dos brasileiros.

Foi também o engenheiro que traçou a estrada de minha vida.

Estou muito feliz com o que Deus, exagerado e bom demais, a mim destinou, mas sem Pelé não teria me tornado homem de comunicação.

Seria outra coisa qualquer sem nunca ter saído de Minas, creio.

Falam que nunca mais haverá tamanha consternação nacional como quando das mortes de Tancredo Neves e Ayrton Senna.

Um dia, daqui a muitos e muitos anos, Silvio Santos e Pelé provocarão ainda mais tristeza e espanto em nosso país.

Silvio no Brasil e Pelé no mundo.

A real e imensa dimensão dos dois a gente ainda não tem.

É típico do ser humano: a morte de quem pensamos ser imortal assusta, entristece, violenta e faz com que a gente ame muito mais o gênio que se foi.

Força, Pelé, o homem que tem três corações e um só rim vai fazer ainda mais 1000 gols lá no Estádio Albert Einstein.

Afinal, do inédito e histórico encontro desses dois gênios, Pelé e Einstein, coisa ruim jamais haveria de nascer.

É que na prática da relatividade só pode terminar este caso em um fantástico golaço.

Imagem: Túlio Nassif/Portal TT


São Paulo chega a assustar seu torcedor, mas deixa encaminhada a classificação para a as semifinais da Sul-Americana! Será que Rogério Ceni se aposenta com um título?
Comentários COMENTE

Milton Neves

charge 3010
placar 3010

O São Paulo fez um primeiro tempo arrasador diante do Emelec na partida de ida das quartas-de-final da Copa Sul-Americana.

Colocou os equatorianos na roda, marcou três gols e quase não teve a sua área ameaçada pelo ataque adversário.

Mas que sufoco no início do segundo tempo, hein?

Em menos de 10 minutos, o time visitante anotou dois gols e por muito pouco não chegou ao empate com o Tricolor.

No entanto, aos 24 minutos da etapa complementar, Antonio Carlos, o zagueiro-artilheiro, marcou de cabeça o quarto gol e definiu a vitória são-paulina.

Assim, o time do Morumbi deixa a sua classificação para as semifinais da Sul-Americanas muito bem encaminhada.

E tomara que Muricy e seus comandados tenham êxito nesta competição, pois seria mais do que justo que Rogério se aposentasse com um título.

Mas vale lembrar que os gigantes argentinos Boca e River ainda estão na parada.

Quem será que leva esse caneco?

Opine!


São Paulo supera a expulsão infantil de Fabuloso e larga na frente do Huachipato na Sul-Americana! Mas é incrível o descontrole emocional da equipe tricolor após a briga entre Aidar e Juvenal…
Comentários COMENTE

Milton Neves

placar 3009

fabulo

São Paulo 1 x 0 Huachipato

Nesta noite, no Morumbi, diante do Huachipato, do Chile, Luis Fabiano foi… Luis Fabiano!!!

Uma pena, mas quando o São Paulo mais precisa, o centroavante perde a cabeça e acaba comprometendo o trabalho de seus companheiros.

Assim como já tinha acontecido em tantos outros jogos decisivos, o Fabuloso foi expulso de campo, ainda no primeiro tempo, após acertar um golpe no rosto de um adversário.

Atitude completamente infantil que não PODE partir de um dos jogadores mais experientes do São Paulo.

A sorte foi que, no começo do segundo tempo, o Tricolor achou um gol em um belo chute de fora da área de Michel Bastos.

Digo que “achou um gol” porque em diversos outros momentos da partida o Huachipato foi superior ao time da casa, perdendo algumas boas chances de balançar as redes.

Sim, o Tricolor venceu, mas não jogou bem.

E não jogou bem assim como nos últimos jogos do Brasileirão.

Mais precisamente, nos jogos que aconteceram após a briga entre Carlos Miguel Aidar e Juvenal Juvêncio.

Aidar e Juvenal travaram na má língua o bom time do São Paulo em seu melhor momento em anos.

Mas, com a vitória de hoje, quem sabe o Tricolor não acabe se animando e vá com tudo para buscar o bi da Sul-Americana.

É o que resta, pois no Brasileirão ainda é provável que a equipe do Morumbi, por conta das ótimas fases de Atlético-MG, Grêmio e Internacional, termine fora do G-4.

Opine!


Palmeiras vence o Coritiba e dorme fora do rebaixamento. Botafogo ganha com um golaço e sobe na tabela. O Galo Mais Lindo do Mundo bate o Internacional com gol de Tardelli
Comentários COMENTE

Milton Neves

1

Palmeiras x Coritiba

O Palmeiras começou a partida com muita vontade, dominou todo o primeiro tempo e marcou o gol com Juninho. No final da primeira etapa o capitão do Coritiba, Leandro Almeida, acertou Mouche com um carrinho por trás e o árbitro expulsou o atleta com cartão vermelho direto.

O árbitro aplicou 11 cartões na partida. O Palmeiras voltou mal no segundo tempo, mas segurou o resultado e dorme fora do rebaixamento, agora é torcer contra os adversários na briga contra o Z4, para não passar o centenário na degola.

Atlético Mineiro x Internacional

O primeiro tempo foi equilibrado e as duas equipes tiveram oportunidades. O goleiro Victor salvou o Atlético em um belo chute do volante do Wellington.

Na segunda etapa o técnico Abel Braga colou Alex no Lugar de D’Alessandro.  O Galo, no desespero, ficou com cinco homens ofensivos. Deu resultado e Diego Tardelli, o atacante da seleção brasileira,  marcou o gol da vitória do Atlético.

Botafogo x Chapecoense

O Botafogo pressionou todo o primeiro tempo e foi premiado com um belo gol do meio-campista Luis Ramirez.

Na segunda etapa, atrás no placar, o clube de Santa Catarina voltou mais ofensivo, mas não conseguiu o empate. Os dois clubes estão no meio da tabela e com esta vitória o Fogão fica fora do rebaixamento.

1


Os EUA também esperam por Neymar
Comentários COMENTE

Milton Neves

1

Escrevo de Nova York.

Foi uma semana especial com minha esposa e filhos, meus quatro titulares.

Afinal, a gente só faz 63 anos na vida uma única vez.

A capital do mundo continua imponente com os seus metros quadrados mais caros e badalados do planeta.

Foi e será sempre assim.

Antes, no domingo à noite, 3 de agosto, saímos direto dos estúdios do “Terceiro Tempo” da Band para Miami, hoje tão brasileira.

Nova York é diferente.

Não é nem “só americana” mais.

É gente de todo lado.

Um festival de povos com rostos, jeitos, expressões, roupas, religiões, idiomas e pressas diferentes.

É a capital mundial do impessoal.

São Paulo perto de Nova York é uma cidade do interior onde todos se conhecem e se cumprimentam.

Sim, São Paulo, tem muito de fria também, mas jamais como a chamada “Big Apple”.

Aqui, mais do que em qualquer lugar do mundo, cada um tem um único time: o “Eu Futebol Clube”.

Mas deu para encontrar com alguns brasileiros, todos corintianos, é claro, no aeroporto, na parte residencial do Essex House, em Tribeca, no importantíssimo Central Park e na dolorida região das torres do antigo WTC.

E gente de todo o mundo continua deixando suas flores em homenagem aos assassinados de 11 de setembro.

 

foto (5)
foto (4)

Ali, você tem uma sensação estranha, diferente, única, esquisita e até sobrenatural.

Todos se emocionam.

Mas, do lado, a vida continua.

São prédios e mais prédios que sobem em velocidade absurda e já beijando as nuvens.

Miami também.

O mercado imobiliário americano, moribundo entre 2010 e 2011, renasceu e voltou com tudo.

E será que esse país monumental verá nascer definitivamente e pra valer o nosso futebol por aqui?

Os times de Nova York e Orlando agitam a bola pelos EUA e o 5 de setembro é aguardado com enorme expectativa lá na Florida e em boa parte do País.

Com Neymar, é claro, estrelando todas as chamadas da mídia envolvendo o amistoso Brasil x Colômbia.

Já por aí, acompanhei pela Internet os jogos do meio de semana.

Destaque para o Corinthians, que voltou da parada para a Copa voando como um Boeing 787, mas que agora já está mais instável que um teco-teco.

A derrota para o frágil Bahia, pela Copa do Brasil, prova isso, mesmo com a classificação alvinegra.

O Palmeiras também venceu e Ricardo Gareca parece estar conseguindo dar forma ao amontoado de jogadores da equipe do Palestra Itália.

Mas a parada de hoje, contra o Galo, no Horto, convenhamos, é das mais complicadas.

E hoje também tem o Gre-Nal que marca a volta de Felipão ao futebol, pouco mais de um mês após os inesquecíveis 7 a 1.

Sorte de D’Alessandro e cia., que deverão ter uma tarde alemã no belíssimo Beira-Rio.


Castelãozazzo: 1ª zebra da Copa, Costa Rica vence e “manda” uruguaios-são-paulinos para casa!
Comentários COMENTE

Milton Neves

placar_14_06 (1)
fantasma (1)

Se alguém desconfiava que poderíamos ter um novo “Maracanazzo”: esqueça!

A humilde Costa Rica acabou o favoritismo do Uruguai e praticamente eliminou a Celeste do grupo D, da Copa do Mundo.

A vitória dos costarriquenhos calaram o complô uruguaio-são-paulino no mundial 2014.

O atacante Campbell, jogador com nome de sopa, simplesmente desintegrou a fraca defesa sul-americana,  cujo os tricolores chamam o beque Lugano, de “Díos”.

Os uruguaios ficaram mais preocupados em usar camisas tamanho PP para exibir os musculos do que jogar bola.

E teve a primeira expulsão da competição, aliás muito justa, o “cavalo” Maxi Pereira, do selecionado azul.

E agora, são-paulino? Você que torceu tanto para o Uruguai, agora a sua “seleção” está eliminada na Copa do Mundo?

Leia Mais

Rolou no Twitter: Comentários sobre Uruguai x Costa Rica

Prazer, meu nome é Campbell

Notas: avaliação para os personagens de Uruguai 1 x 3 Costa Rica

Ondas da Copa – ouça o Castelazazzo na Rádio Uruguaia