publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : Rodada

Nem Jesus salva! Palmeiras joga mal e Ponte aproveita “nervosismo” para bater o rival! Santos vira para cima do Coxa; e Galo e Furacão ficam no empate!
Comentários COMENTE

Milton Neves

1a

A Ponte Preta resolveu aprontar uma “macacada” pra cima do confiante Palmeiras, lá no Moisés Lucarelli.

É que mesmo com possa de bola inferior, o time campineiro foi muito mais eficiente e anotou dois gols ainda no primeiro tempo.

Felipe Azevedo não se contentou apenas com um gol, fez logo dois.

Bom esse rapaz, viu?

Além disso, quem brilhou no duelo contra o Furacão, resolveu sumir diante a Ponte.

O menino Gabriel Jesus até tentou, mas nada pode fazer para impedir o resultado negativo.

E diferente de Diego Aguirre, ex-técnico do Galo, Cuca abusou das substituições e mexeu na equipe sem medo.

“Uai”, certíssimo!

Quando o time está perdendo, alguma coisa está errada e o banco de reservas é para ser usado.

Tchê Tchê que precisa dar uma “acordada”, já que é um ótimo jogador e ainda não repetiu o futebol dos tempos de Audax.

A bem da verdade, o jogo foi bem fraquinho e sem grandes emoções.

Até a expulsão de Cuca e o gol palmeirense foi sem graça!

Parece que a sina alviverde de fazer uma partida boa e outra ruim no Brasileirão perdura.

Agora, eu pergunto à você, torcedor palmeirense: você confia no até então, “instável” Verdão 2016?

Às 18h30 – Fluminense 2 x 2 Santa Cruz

Bastante equilibrado, o meu Santinha saiu na frente do rival com o Grafite. Porém, o time pernambucano vacilou ao recuar e apostar apenas nos contra-ataques.

Com isso, o Flu se lançou ao ataque e virou com o “menino prodígio” Gustavo Scarpa e com o experiente Gum.

Mas mal sabia o Tricolor Carioca, que quando sua vitória parecia encaminhada, Grafite empataria e arrancaria um bom resultado fora de casa.

Às 21h00 – Cruzeiro 2 x 2 Figueirense

Muita expectativa e resultado frustante para a estreia do português Paulo bento no comando do Cruzeiro. Mas admito, raça não faltou!

Foi visível algumas mudanças significativas, no entanto, para um empate em casa, foi pouco.

Rafael Moura, aquele mesmo, o “He-Man”, fez dois gols e ainda tirou onda com a torcida rival. Todavia, a Raposa teve mais volume de jogo e arrancou o empate heroico.

atevirar

Domingo, às 11h

Santos 2 x 1 Coritiba

E tivemos Brasileirão também na manhã deste domingo.

Na Vila, o Santos conseguiu virar para cima do Coritiba nos acréscimos, com o interminável e competente Renato.

Mas, verdade seja dita, a arbitragem exagerou um tanto no tempo de acréscimo, não é mesmo?

E o Peixe não foi muito bem na partida.

Em especial, Lucas Lima, que pode ter feito a sua despedida do clube da Baixada.

Paciência…

Atlético-PR 1 x 1 Atlético-MG

Em Curitiba, os mais famosos Atléticos do Brasil ficaram no empate em 1 a 1.

Mas o Galo ainda dará a volta por cima neste Brasileirão para compensar a queda na Libertadores.

Aguardem…

OPINE!!!


Caiu em Itaquera, já era! Mas antes, avisem o “Audax de Munique”! Time de Osasco mostra quem é o verdadeiro grande e elimina o Corinthians!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Corinthians (1) 2 x 2 (4) Audax Osasco

Independente se seria ou não os reservas do Corinthians que estariam em campo contra o Audax, seria uma equipe fortíssima.

Ou você ainda discorda que o técnico Tite, tem apenas um time titular?

A verdade é que o Alvinegro estudou e muito o rival de Osasco, justamente porque o São Paulo não fez isso e caiu de quatro na terra de Ricardo Capriotti.

Aliás, vai ser difícil esquecer essa, hein, Tricolor?

E para quem esperou por esse embate, intitulado por especialistas como Mauro Beting, de o “duelo dos táticos”, assistiu o Timão pressionar e ser pressionado.

Porém, bastou apenas um ataque bem feito para o Audax estufar as redes do goleiro Cássio, que via apreensivo as “lambanças” do seu colega adversário.

Mas se por um lado Sidão passava apreensão em boa parte da torcida, mais apreensivo estava os corintianos que viram a bola insistir em não entrar.

Já o empate, só veio mesmo no segundo tempo com o artilheiro dos gols fáceis, André. Este, que se redimiu dos muitos erros que cometeu ainda na primeira etapa.

E precisou levar um gol pra acordar, não é mesmo, Audax?

A equipe do ótimo Fernando Diniz acabou se soltando e repetiu o tom gol, ou seja, outro golaço na Arena.

No entanto, André despertou de sono profundo, anotou mais um e levou a partida para as penalidades que o Audax persistiu em não disputar, muito diferente do Timão.

Que vergonha! Abdicou de jogar igual a time pequeno.

Aí meu amigo, fez quem estava mais bem preparado e classificou o melhor!

O Audax converteu todos os pênaltis e o Corinthians não.

Parabéns, “Audax de Munique”, e viva Osasco!

Outras decisões de estaduais:

Atlético-MG 2 x 0 URT (Camp. Mineiro)

São José 0 x 1 Internacional (Camp. Gaúcho)

OPINE!!!


Irreconhecível, Corinthians perde para o Santos na Vila e não é mais 100% no Paulistão; Palmeiras goleia o Capivariano; Rio Claro vacila e Linense vence; Red Bull Brasil bate o São Bento; e Ferroviária-SP sofre derrota em casa para o Novorizontino!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Site Oficial do Santos

Foto: Site oficial do Santos

Cordialíssimo o primeiro tempo do Corinthians.

Eu nunca vi uma equipe fazer ZERO faltas!

Aliás, não foi somente faltas que o Timão não fez.

Enquanto Lucas Lima incendiava a partida, e que partida do “camisa 20”, o time do Parque São Jorge mendigava em campo.

Só deu Peixe, “uai”!

Tanto que o gol de Ricardo Oliveira foi majestoso, uma jogada característica dos Meninos da Vila convertida com eficiência.

E o placar só permaneceu estático, porque o Santos desacelerou totalmente. Dava para ter feito até uns quatro antes mesmo do apito do árbitro, aos 46 minutos.

Na volta do intervalo, continuou a mesma pressão santista e o irreconhecível Corinthians se defendia como podia.

Para não ser injusto, teve uma bola ou outra que o ataque corintiano funcionou.

Mas cá entre nós, não era o que o técnico Tite esperava de seus jogadores e do desenrolar do clássico.

Que convenhamos, essa vitória do Santos foi excelente para derrubar o último invicto do campeonato.

É que com a “bola redonda” que Renato, Lucas Lima e companhia jogaram, nem se o “Apito Amigo” desses as caras o Peixe perderia.

E digo mais, com a cabeça longe da China, era óbvio que Ricardo Oliveira brilharia, assim como seu segundo tento. Um golaço!

Pode não rimar, mas caiu na Vila, o Timão afina!

Palmeiras 4 x 1 Capivariano

O Palmeiras começou dominando o Capivariano, que parecia estar recuperado do último revés.

Com maior posse de bola e com um gol na conta, o Verdão chegou a dar aquela velha relaxada e acabou sofrendo o empate.

No entanto, o gol do ótimo zagueiro de Muzambinho Thiago Martins devolveu a esperança e liderança ainda antes do intervalo ao Alviverde.

Já no início do segundo tempo, as coisas ficaram mais fáceis para o Palmeiras após o pênalti convertido por Cristaldo.

O rival sentiu o golpe e não conseguiu mais ameaçar o gol de Fernando Prass, que ainda assistiu Alecsandro fechar a goleada.

Mais tarde, pelo Paulistão e às 18:30:

Rio Claro 0 x 1 Linense

Red Bull Brasil 2 x 0 São Bento

Ferroviária-SP 1 x 2 Novorizontino

Outros campeonatos:

Atlético-MG 3 x 1 Tombense (Camp. Mineiro, às 16 horas)

Caldense-MG 0 x 1 Cruzeiro (Camp. Mineiro, às 18:30)

Fluminense 1 x 0 América-RJ (Camp. Carioca, às 16 horas)

Boavista 0 x 1 Botafogo (Camp. Carioca, às 16 horas)

Náutico 1 x 1 Sport (Camp. Pernambucano, às 16 horas)

Grêmio 0 x 0 Internacional (Camp. Gaúcho e Primeira Liga, às 18:30)

OPINE!!!


Com atuação discreta, São Paulo derrota o Rio Claro. Será que a “crise” passou? Corinthians passa sufoco, mas arranca empate contra a Ferroviária-SP; e Botafogo-SP goleia o Ituano!
Comentários COMENTE

Milton Neves

RC

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Tá difícil mesmo a situação do São Paulo.

Michel Bastos não foi relacionado para o jogo, por uma decisão da comissão técnica em preservar o atleta que vem sendo duramente criticado pela torcida.

Foi-se o tempo que “crise” não existia no time do Morumbi.

E enquanto Bauza continuar insistindo em escalar Centurión (ou CenturiOFF, como escreveu o jornalista Roberto Gozzi em sua coluna no Portal Terceiro Tempo), o São Paulo vai seguir sofrendo atrás da vitória.

Será que Bauza não percebe que está colocando seu “hermano” em maus lençóis?

Era hora de dar uma folga para o “camisa 20” tricolor, para mais tarde sim, contar com a disposição e raça do jovem argentino.

Que a bem da verdade, ele tem de sobra.

E precisando de um resultado positivo a qualquer custo, a vítima da vez foi o Rio Claro.

Aliás, escolheram esse jogo contra o Galo Azul para o xerife Lugano estrear. É sempre assim, sobra para o mais fraco. Tinha que ter estreado contra o “Curintcha, meu”!

Contudo, mesmo jogando razoavelmente bem, o ataque são-paulino não funcionou e veio da defesa o gol salvador.

O tento solitário anotado por Rodrigo Caio, é reflexo da fase que a equipe atravessa e muito pouco para quem sonha com tetracampeonato da Libertadores.

E olha que o Rio Claro ainda assustou o goleiro Dênis!

Mas e pra você torcedor são-paulino, essa vitória afastou a “crise” ou apenas a contornou?

Mais tarde no Paulistão, às 19:30:

Ferroviária 2 x 2 Corinthians e Botafogo 4 x 0 Ituano

Que jogaço foi esse lá na Fonte Luminosa, em Araraquara!

As chances foram inúmeras para ambos, o que deixou o duelo eletrizante do início ao fim.

O time de Araraquara poderia ter ganho, uma vez que ficou à frente no marcador por duas vezes.

A falha de Cássio no segundo gol quase custou a primeira derrota corintiana, salva por Giovanni Augusto, meio que “sem querer”.

Sem contar que no lance do pênalti contra a Ferrinha, o juiz apitou no grito, hein?

Essa foi por pouco, né, Tite?

E enquanto o Timão levava sufoco da Ferroviária, o Botafogo-SP jogava tudo e mais um pouco contra o Ituano.

O time de Ribeirão Preto foi superior e contou com a força de vontade do bom Felipe Nunes, que mesmo contundido, comandou a goleada e ainda balançou as redes.

Em outros estaduais:

Atlético-MG 5 x 1 Boa Esporte

Grêmio 1 x 0 Novo Hamburgo

Sport 2 x 1 Santa Cruz

Colo Colo-BA 2 x 3 Bahia

Vitória 3 x 1 Jacobina

Fluminense 1 x 2 Flamengo

Opine!!!


Timão arrasador! Corinthians vence o Atlético-MG em pleno Horto e coloca as mãos na taça; Santos derrota o Palmeiras; Grêmio bate o Fla; Chapecoense empata com o Furacão; Vasco perde para o Flu; e de virada, Goiás leva a melhor sobre o Inter!!!
Comentários COMENTE

Milton Neves

BOL

A final antecipada e o melhor jogo da rodada, sem dúvida foi entre Atlético-MG e Corinthians.

Um primeiro tempo estudado, cauteloso e muito bem jogado abrilhantou o duelo.

Já pensou se fosse uma fase mata-mata? Com certeza uma decisão histórica! Por isso que sempre digo, campeonato de pontos corridos não está com nada!

Se engana quem pense, que o nível técnico da partida caiu ou esfriou na segunda etapa.

Os goleiros continuaram trabalhando bastante, principalmente o Cássio.

E de tanto o Atlético-MG pressionar, acabou levando.

Edcarlos cortou mal um cruzamento e Jadson aproveitou o erro para colocar a “bola com a mão” na cabeça de Malcom, que friamente estufou as redes.

O tento foi um golpe duro para o Galo, que tomou mais dois. Vagner Love em jogada individual e Lucca de voleio decretaram a vitória alvinegra em pleno Horto.

Os gritos da fiel torcida de “é campeão” e de “olé” foram justíssimos!

Levir Culpi fez o que pôde, mas superar o time do Parque São Jorge não dá mais.

Agora, corintiano, pode soltar o grito mesmo, vocês merecem!

E vaaaaai Curintcha!!!

Santos 2 x 1 Palmeiras

Para o Santos, vencer o Palmeiras já virou rotina. Portanto, é melhor os palmeirenses abrirem o olho para a final da Copa do Brasil.

O resultado foi apertado, mas olha que poderia ter sido bem mais, hein?

A molecada do Peixe abusou dos gols perdidos, mas Thiago Maia e Ricardo Oliveira não brincaram em serviço.

Dudu diminuiu e sanou um pouco o moral alviverde, que pode dar uma abalada, tendo em vista que a Libertadores está cada vez mais distante.

Grêmio 2 x 0 Flamengo

E que azar, hein, Galo? Tinha que ter ganho! Porque o Grêmio voltou a vencer e por sinal muito bem. Com isso “colou” de vez na segunda colocação.

O primeiro tempo deu toda a pinta de um empate, já que o time gaúcho pouco criou e o Flamengo se acomodou.

De tanto reclamar, Guerrero acabou sendo expulso. Que fase! Será que ele se arrependeu de ter saído do Timão?

Com isso, Everton e Bobô resolveram acabar com a má fase! Em dois lindos lances, eles decretaram a vitória tricolor.

Chapecoense 0 x 0 Atlético-PR

A Arena Condá teve um grande nome e não foi um jogador da minha querida Chapecoense.

O goleiro Weverton mostrou não estrar abalado com a eliminação da Copa Sul-Americana e fechou o gol, grande atuação!

E olha que o Furacão jogou o segundo tempo inteiro com um homem a menos.

Com a bola no pé praticamente o tempo todo, chegar na área dos paranaenses era fácil, difícil era fazer o gol. As substituições não surtiram efeito e o empate persistiu.

Mais tarde, às 18 horas:

Vasco 0 x 1 Fluminense

A vida do Cruzmaltino está cada vez mais difícil. O time que até chegou a ensaiar uma reação, parece ter se desmotivado e o pesadelo da Série B está cada vez mais real.

Já o Flu, praticamente afastou as possibilidades de rebaixamento. Isso, graças ao garoto Gerson, que marcou o gol solitário.

E às 19:30:

Goiás 2 x 1 Internacional

O Inter começou o jogo fulminante contra o Goiás. Mas o que parecia fácil, se tornou uma tormenta para os colorados, que abriram o marcador com um golaço de Valdívia e posteriormente tomaram a virada.

É que relaxado com o placar, o time vermelho passou a errar muitos passes e os donos da casa cresceram. Zé Love e Bruno Henrique definiram para os goianos. Com a derrota surpresa, o time gaúcho fica longe do G-4.

OPINE!


De olho na Copa do Brasil e com time misto, o Palmeiras vence o Avaí em Santa Catarina. Agora, o Verdão dorme na quarta colocação e torce por tropeços de São Paulo e Santos
Comentários COMENTE

Milton Neves

elano-comemora-gol-do-santos-contra-o-londrina-1429142322970_615x300

Avaí 1 x 3 Palmeiras

O técnico Marcelo Oliveira deixou claro que vai priorizar a Copa do Brasil.

Por este motivo, o Palmeiras entrou em campo com um time misto para enfrentar o Avaí e a estratégia funcionou.

Com gols de Gabriel Jesus, Cristialdo e Dudu, o Verdão superou o frágil time do Avaí.

André Lima descontou para o time de Santa Catarina.

O Palmeiras dorme na quarta colocação e torce por tropeços de São Paulo e Santos, para permanecer no G-4.

Já o Avaí, permanece na 16° colocação e para não entrar no Z-4, torce por tropeços de Goiás e Coritiba.

Joinville 1 x 0 Figueirense

No clássico de Santa Catarina, o Joinville foi melhor, venceu e deixou a lanterna da tabela, pelo menos até amanhã.

Série B

Botafogo 4 x 0 Bragantino

Mogi Mirim 0 x 2 Atlético-GO

Criciúma 3 x 0 Ceará

Santa Cruz 1 x Náutico

ABC 4 x 2 América-MG

Oeste 0 x 1 Bahia

Paysandu 1 x Macaé

Luverdense 2 x 0 CRB

Série C

Fortaleza 0 x 0 Brasil de Pelótas (classificado para a Série Bde 2016)

Portuguesa 1 x 2 Vila Nova (classificado para a Série B de 2016)

Série D

Ypiranga-RS (classificado para a Série C de 2016) 1 x 1 Caldense

Foto: UOL


ABCD: Brasileiros bombando, viva o macarrão e xô, pizza!
Comentários COMENTE

Milton Neves

pdt_img_121607

Estou jogando minha pequena toalha.

Não pude em 2015 meter o pau nos “pontozzzzz morridozzzzz…”.

Foi e está sendo um sucesso o nosso futebol pós-Felipão-7 a 1.

E é paradoxal.

Mesmo com tanto cartola ruim e com o brutal apequenamento de nossa Seleção.

Fizemos uma Copa pífia, vergonhosa, inesquecível.

E o defunto ainda não esfriou.

Levará séculos.

Pobre Barbosa, o sem culpa.

Bem feito para Felipão, que enterrou sua biografia.

Quem mandou ser carreirista e tomar o lugar do mediano Mano?

Pelé não disputou em 1974 a Copa da Alemanha para manter sua coroa no lugar, e Felipão deveria ter se contentado com 2002.

Tiro no pé.

E em 400 milhões de todos os nossos pés.

Hoje Felipão está na China mais trilionário do que nunca.

China que recebeu em 1.271 o mítico veneziano Marco Polo.

Aos 17 anos ele se mandou para lá, lutou contra Kublai Khan, neto de Gêngis Khan, e teria inventado o macarrão.

Só que não é verdade.

250 anos antes o italiano macarrão já existia conforme escreveu Martino Corno no livro “Vermicelli e Maccaroni Siciliani”.

Mas ele desbravou o mundo e adorava viajar.

Foi um Marco Polo internacional!

Já o nosso Marco Polo…

E será que a sua auto-reclusão na CBF e no Brasil está dando sorte aos nossos campeonatos?

Bobagem minha.

Mas como pode o abecedário da bola, na base do ABCD, estar tão maravilhoso em nossos Brasileiros, se a Seleção Brasileira e nossos cartolas estão tão mal?

Marin está preso.

E parem de dizer e escrever que aquele apartamento dele com 200 metros quadrados no 41º andar do Trump Tower da Quinta Avenida de Nova York, vale só 2 milhões de dólares.

Ora, conheço quem compraria 50 apartamentos do mesmo padrão por essa quantia incompatível de Série Y em Manhattan, território de “jogo pesado”.

Ainda mais sendo um imóvel na cara do Central Park e com uma vista maravilhosa.

Vale por volta 8 a 10 milhões de dólares.

E os outros dirigentes?

Carlos Miguel Aidar também danificou a sua biografia.

Marco Polo Del Nero não aceita nem jogar truco aqui do lado no Paraguai.

Laor e Odílio são réus perante a Justiça espanhola na esteira da mal cheirosa venda de Neymar, um enigma.

Mesmo assim o Corinthians empolga, o Galo também, o Grêmio sem Felipão cresceu, o Santos sem dinheiro pós-Laor e Odílio virou competitivo e as outras séries estão lotando estádios.

Na Série B, Botafogo e Vitória vão voltar, sete times lutam por duas vagas, e nas esquecidas Séries C e D temos e tivemos emoções a mil com públicos recordes.

Vila Nova-GO, Lusa, Brasil de Pelotas, Fortaleza, Asa, Tupi-MG, Londrina, Confiança, Botafogo-RP, São Caetano, River-PI, Lajeadense, Caldense, Ypiranga-RS, Remo e Operário-PR empolgam e empolgaram seus torcedores nesta reta de chegada da temporada.

E com esses times todos tão abnegados viajando para todo lado neste Brasilzão de Deus!

Coisa que nosso Marco Polo definitivamente não gosta de fazer, ao contrário de seu xará famoso que tanto o fez há 800 anos.

O mesmo italiano Marco Polo que não inventou de fato o macarrão, mas o nosso Marco Polo adoraria reinventar a pizza.

Foto: UOL


Corinthians arranca empate contra o Palmeiras em melhor jogo do ano; Fla bate o Flu com ajuda do Apito; Grêmio vira sobre o Goiás; Coxa vence o Avaí; e com gol polêmico, Santos empata com o Sport!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Cassio

Foto: Ernesto Rodrigues/Folhapress – UOL

O dérbi paulista no Allianz Parque foi, sem dúvida, o melhor jogo do campeonato.

Um primeiro tempo recheado de gols – cinco no total – e sem a presença do melhor jogador corintiano, o “Apito Amigo”, favoreceram o brilhantismo do clássico.

Teve de tudo: golaço, gol contra, gol feio e até gol quase sem chuteira. É que o inspirado palmeirense Lucas abriu o marcador com a chuteira desamarrada.

Diferente do “amarrado” Corinthians, que tentou a todo o momento se livrar dos laços táticos do Palmeiras.

E estava estranho ver o Alvinegro atuar assim, sendo envolvido pelo adversário e sem poder reação.

A bem da verdade, méritos do sempre bom Marcelo Oliveira, que tem feito o Verdão jogar uma bola redonda. Mas hoje, pecou em não colocar Rafael Marques.

O bombardeio alviverde sobre a meta adversária foi arrasador e, a bola só não balançou mais as redes do Timão, por puro capricho ou competência do goleiro Cássio.

Até que Vagner Love, no meio da zaga palmeirense, cabeceou e empatou o duelo.

Parecia improvável, mas o time do Parque São Jorge arrancou o empate que pode ser considerado uma vitória de 12 pontos.

E eu não disse que NÃO haveria influência da arbitragem para o Corinthians? Pelo contrário, o “Apito Amigo” vestiu as cores VERDE e BRANCO.

NÃO foi pênalti de Cássio no menino Gabriel Jesus e o gol de Dudu foi IRREGULAR!

Fluminense 1 x 3 Flamengo

Com ajuda de um gol irregular, o Flamengo deu início a vitória sobre o Fluminense no clássico carioca. “Apito Amigo” no lance do primeiro gol!

Mas vale ressaltar, que o Tricolor esteve muito mal em campo. Talvez tenha sentido a falta de Fred e Ronaldinho Gaúcho.

O Flu até tentou ensaiar uma reação quando estava 2 a 0 para o Rubro-Negro, porém, a empolgação tricolor durou pouco. Acabou sentido o baque de mais um tento do rival.

Recuperado, o Fla passou a ter domínio absoluto do duelo. A partir daí, foi só segurar as tentativas frustradas de ataque do adversário até o apito final.

Grêmio 2 x 1 Goiás

Tudo parecia dar errado para o Grêmio, quando Douglas desperdiçou um pênalti e o Goiás abriu o marcador.

É que mesmo avassalador, o Tricolor não conseguia fazer um “golzinho” se quer.

Após o intervalo, com a cabeça no lugar, os gaúchos voltaram mais focados e a pressão exercida foi enfim, recompensadora.

Douglas se redimiu, empatou a partida e ainda deu o passe para a virada gremista.

Avaí 0 x 2 Coritiba

O jogo ficou marcado por poças de água em todo o gramado, devido um temporal que caiu sobre a capital catarinense.

Deste modo, ambos os times ficaram devendo futebol à torcida.

Mas apesar disso, o Avaí pressionou o Coritiba, que assustou o adversário apenas uma vez no primeiro tempo.

Com o campo enxuto, o Coxa melhorou e passou a ser mais perigoso, tanto que abriu o placar e ainda teve fôlego para ampliá-lo. Agora, respira aliviado fora do Z4.

Sport 1 x 1 Santos

Tenho que reconhecer, o Santos saiu de Recife com um empate graças ao “Apito Amigo”.

O Peixe até que começou bem a partida e tomou a iniciativa do jogo. O artilheiro Ricardo Oliveira pegou um rebote do goleiro e impedido, fez o tento santista.

Mas o inovador Eduardo Baptista mexeu bem na equipe e surtiu efeito. Ainda bem!

Porque seria uma pena o Sport perder com um gol polêmico. Gol assim e à favor do Santos, não deveria contar!

Na segunda etapa, o Leão ainda cometia muitos erros, mas não deixou o bom momento cair e começou a impor pressão sobre os paulistas, que apenas se defenderam até o final.

Pela manhã, às 11 horas:

Cruzeiro 5 x 1 Figueirense

Quando que alguém poderia imaginar que o Cruzeiro golearia o Figueirense, hein?

Parece que o tempo afastado do futebol só fez bem ao ex-técnico corintiano, que voltou “falando grosso”.

E quem achava que a Raposa seria retranca pura, se enganou. Porque o estreante Mano Menezes soltou o time para o ataque e não hesitou em parar.

Foi tão intenso, que Willian, há mais de quatro meses sem balançar as redes, anotou logo quatro gols. Respeita o moço, sô!

Chapecoense 0 x 0 Ponte Preta

Apesar de muito insistir e ser superior a Ponte Preta, a Chapecoense não conseguiu balançar as redes.

O time catarinense criou várias oportunidades, mas acabou esbarrando no goleiro Marcelo Lomba, dono de uma atuação brilhante.

Com o empate, ambas as equipes conseguiram manter certa folga em relação ao Z4, mas foi um péssimo resultado para quem briga por uma posição intermediária na tabela.

OPINE!!!


Santos desperdiça pênalti “fajuto” e empata com o Atlético-PR; Coritiba vence o Vasco no Maracanã; e Goiás atropela São Paulo no Morumbi!
Comentários COMENTE

Milton Neves

a

Foto: UOL

Deu sono assistir ao primeiro tempo de Atlético-PR e Santos, na Arena da Baixada.

Foram poucos lances de emoção, que culminaram no “quase” ou no “uhhh” da torcida. Também, ninguém conseguia acertar um mísero passe.

O Furacão encontrou muita dificuldade para infiltrar na defesa do Peixe, que fazia algo um tanto quanto inusitado: defender com qualidade.

E se Marcos Guilherme se destacava no ataque atleticano, Otávio brilhava no meio de campo.

Desarma tudo esse rapaz, viu?

Mas, quando Geuvânio roubou a bola e tentou o cruzamento que foi interceptado pelo braço de Kadu, o time da Vila achou um pênalti, desses pênaltis não pênaltis que o Brasil inventou o ano passado. Uma vergonha!

A maldita palavra “interpretação” é o ato covarde para se escolher e justificar este ou aquele pênalti para esta ou aquela equipe.

E sempre a favor do Corinthians.

Contra, não se marca.

No entanto, desta vez para o meu Peixe o árbitro teve “saco roxo” e marcou!

Mas como eu sempre digo, “a bola pune”.

Ricardo Oliveira, artilheiro do Brasileirão, cobrou devagarinho e o excelente goleiro Weverton defendeu.

A bem da verdade, acredito que o “camisa 9” santista não quis abusar da “bondade” do juiz Bruno Arleu de Araújo.

Gol assim, não tem graça!

E este empate “mixuruca” e sem gols só valeu o ingresso, porque teve alguns bons lances na segunda etapa.

Vasco da Gama 0 x 1 Coritiba

O drama do Vasco no Campeonato Brasileiro parece não ter fim.

E olha que o Cruzmaltino contou com as boas estreias de Nenê e Jorge Henrique. E nem mesmo as entradas de Jhon Cley, Herrera e Thalles mudaram o cenário.

Pressionado, o time carioca fez valer o fator campo e chegou a sufocar o Coxa, que se salvou como pôde.

A falta de pontaria carioca foi absurda! Que o diga Rodrigo, ao perder um gol claro debaixo das traves.

Então, os paranaenses fizeram o que os vascaínos não conseguiram e balançaram as redes, decretando uma amarga derrota para o torcedor do Vasco que foi ao Maracanã.

São Paulo 0 x 3 Goiás

Simplesmente arrasador!

O Goiás derrotou o São Paulo dentro do Morumbi por 3 a 0 e poderia ter sido mais, isso porque desde o início tomou a iniciativa do jogo.

Completamente anulado, o Tricolor não encontrou o bom futebol apresentado nas últimas partidas.

Mas convenhamos, Osorio escalou muito mal o time com três zagueiros.

O desenho tático são-paulino ficou “rabiscado”, tendo em vista que foi notória a desorganização e péssima atuação individual e coletiva.

Por outro lado, perfeito em campo e dono de uma atuação brilhante, o Esmeraldino ainda teve um pênalti claríssimo não anotado pelo árbitro, que só não deu, por dó.

Com a vitória, o Goiás deu um passo importante em direção ao objetivo de deixar a incômoda zona da degola.

OPINE!!!


Bola na mão = pênalti é um novo 7 a 1 contra o Brasil
Comentários COMENTE

Milton Neves

uebndel

Esses pênaltis não pênaltis que o Brasil inventou desde o ano passado são uma vergonha.

E a maldita palavra “interpretação” é o ato covarde para se escolher e justificar este ou aquele pênalti para esta ou aquela equipe.

E sempre a favor do Corinthians.

Contra, não se marca.

Certo, Uendel?

A favor, é na cal.

Quase sempre assim.

O coitado do Galo, operado na quinta-feira contra o Grêmio, é sempre outra vítima de pênaltis não marcados para si.

E os ex-árbitros, agora comentaristas?

Corporativistas, como Sálvio e Gaciba, sempre dão nota 10 para o colega ainda de apito na boca.

Marcado ou não o pênalti “bola na mão” ou “bola no braço”, o amigo do apito ainda no gramado tem sempre razão.

Certo é o Roger do SporTV, como Edmundo, que já esqueceu que foi jogador.

O que foi feito contra o Sport em Itaquera foi indecente.

Jogador de Recife, Rithelly, naquele jogo que moralmente foi 3 a 3, deu um carrinho na bola sem ter a mínima noção naquela hora de que tem cabeça, olhos, nariz, orelhas, pernas e… braços!!!

Ou seja, não tinha a mínima ideia do caminho e da futura trajetória da bola ao tentar impedir o perigo de gol do Corinthians.

Intenção zero de levar vantagem.

Aí, lotericamente, na base do inevitável ou do imponderável, a bola “resolveu” tocar na mão do Rithelly porque um destino ela teria que ter.

Rithelly não tinha, tem ou terá o poder de fazer desaparecer seus braços.

Aí, o confiável e bom Luiz Flávio de Oliveira inventou um pênalti “mandrake” e foi aplaudido pelos amiguinhos Gaciba e Sálvio.

O mesmo Sálvio Spínola Fagundes que validou aquele gol impedidíssimo de Ricardinho do Corinthians contra o Santos FC em 2001.

Luiz Flávio, de quem indevidamente os pernambucanos desconfiaram, trocou uma nota 10 de 95% do tempo de arbitragem por uma nota zero em rápidos minutos.

E no Cruzeiro 1 x 0 Flamengo, na quinta rodada do Brasileirão, em um lance igual ao da quarta-feira, Luiz Flávio optou por não dar pênalti para o Rubro-Negro no Mineirão.

Vai entender.

E na quinta-feira?

Estava 0 a 0 o jogão Galo x Grêmio, e Leonardo Silva chuta para o gol e, no caminho, o becão Erazo espalma quase à la Uendel do Corinthians, impede a passagem da bola, altera sua trajetória claramente, e nada de pênalti marcado.

Uma vergonha!

A juizada está perdidinha da Silva.

Culpa da omissa CBF, que não sabe orientar, determinar ou regulamentar para valer essa maldita lei que inventaram por aí.

Foi a Fifa?

Foi a “entidade” de Del Nero?

Tudo se fala, mas o certo é que está tudo errado.

E agora, mui justamente, os árbitros ameaçam uma greve porque o percentual que merecidamente teriam na renda de jogo via MP by Dilma, acabou sendo vetado.

Está aí um grande perigo para o Corinthians, um líder com três pontos indevidos e obtidos contra o São Paulo e contra o Sport.

Afinal, sem árbitros Tite não teria como escalar seu time.

Imagem: Thiago Tufano Silva/Portal TT

OPINE!!!