publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : Mundial Interclubes 2013


Histórico prova que a Copa de 2014 está no colo do Brasil!!! Se não ganharmos na bola, vai ser “à la Corinthians” no Apito Amigo!!!

A Copa de 2014 está no colo do Brasil.

Se não ganharmos na bola, vai ser “à la Corinthians”:  no Apito Amigo.

Fato que já aconteceu com nossa seleção em outras oportunidades, como mostra a ótima reportagem divulgada no UOL, reproduzida a seguir:

Post_01BRASIL x SUÍÇA, 1950 – Ademir de Menezes saiu com a bola pela linha de fundo, antes de centrar para o gol de Alfredo. Todo o Pacaembu viu, mas o juiz espanhol Ramon Azon Roma validou o lance, para fúria dos suíços. No final, empate por 2 a 2, sofrido, ainda pela primeira fase.

 

post_02BRASIL x ESPANHA, 1962 – O duelo entre Brasil e Espanha valia uma vaga nas quartas de final. Em desvantagem no placar, a seleção viu a eliminação de perto quando Nilton Santos derrubou Collar na área. Mas o genial lateral brasileiro deu um passinho para frente e enganou o árbitro chileno Sergio Bustamante. que anotou infração fora da área. Depois, o time viraria o placar com dois gols de Amarildo.

 

post_03BRASIL x INGLATERRA, 1970 – Francis Lee acertou o rosto do goleiro Felix em uma dividida na área. Minutos depois, o capitão Carlos Alberto Torres (foto) não teve dúvidas e deu o troco, com um pontapé claramente calculado para cima do adversário inglês. O lance violento acabou sendo ignorado pelo árbitro israelense Abraham Klein.

 

post_04BRASIL x URUGUAI, 1970 – Pelé não produziu em campo apenas maravilhas. A face perversa do Rei veio à tona em algumas oportunidades, inclusive em Copas. Na semifinal de 1970 contra o Uruguai, cansado de apanhar, o ídolo deixou a bola correr e esperou o momento certo para acertar uma cotovelada em Matosas sem chamar muito atenção. O árbitro espanhol José Ortiz de Mendibil não viu ou não teve coragem de expulsar a lenda da camisa 10.

 

post_05BRASIL x ITÁLIA, 1982 – O jogo já se encaminhava para o fim, com o placar de 3 a 2 que levava os italianos para a semifinal. Mas o árbitro israelense Abraham Klein invalidou o gol legal de Giancarlo Antognoni (foto), assinalando um impedimento que ninguém entendeu. Mas justiça seja feita: no primeiro tempo o Brasil também foi prejudicado, quando Gentile rasgou a camisa de Zico dentro da área.

 

post_06BRASIL x ESPANHA, 1986 – O Brasil estreou no Mundial do México com vitória por 1 a 0 sobre a Espanha. Mas antes do gol de Sócrates, com o placar em zero, uma bola de Michel bateu no travessão e pingou além da linha da meta defendida por Carlos. No entanto, a arbitragem do australiano Christopher Bambridge deixou o jogo seguir.

 

post_07BRASIL x HOLANDA, 1994 – Branco teve uma das melhores atuações da carreira em Dallas contra a Holanda, pelas quartas de final. Antes de marcar o gol da classificação de falta, o lateral cavou a infração numa disputa com Marc Overmars, quando acertou um tapa no holandês e depois se atirou no gramado.

 

post_08BRASIL x TURQUIA, 2002 – O Brasil estreou na Ásia com uma polêmica vitória sobre a Turquia. Já no fim, Luizão foi derrubado fora da área por Alpay Ozalan, mas o árbitro coreano Kim Young Joo assinalou pênalti, posteriormente convertido por Rivaldo.

 

post_09BRASIL x BÉLGICA, 2002 – O juiz jamaicano Peter Prendargast livrou a cara do Brasil em um difícil duelo de oitavas com a Bélgica. Marc Wilmots ganhou de Roque Jr. no ar e anotou para os belgas, quando o placar ainda apontava 0 a 0. Mas a arbitragem anulou o gol legal. Mais adiante, Rivaldo e Ronaldo classificaram a seleção.

 

post_10BRASIL x COSTA DO MARFIM, 2010 – Luís Fabiano fez um golaço no Soccer City contra a Costa do Marfim, seu segundo na vitória por 3 a 1. No entanto, o centroavante usou o braço em duas oportunidades para não deixar a bola escapar. O árbitro francês Stéphane Lannoy ignorou as reclamações africanas e validou o gol.

Na sua opinião, o Brasil é favorito na bola?

OPINE!!

 


Quando um técnico é responsável por salvar um Gigante da zona de rebaixamento, tem algo errado. Abra o olho São Paulo! Paulo Autuori no Galo: ajuda ou atrapalha? Calma Lusa, ainda há esperança!

2173664326-torcedores-da-lusa-prostestam-contra-tapetao-na-av-paulista-3895524888

Foto: UOL

Como pode um time valer quase 400 milhões de reais em 2012 e no ano seguinte  ter seu valor reduzido para menos da metade? Efeito Lucas?

O Tricolor Paulista, campeão da Copa Libertadores e do Mundo em 2005,  e  Tricampeão Brasileiro em 2006, 2007 e 2008 não é o mesmo. O clube modelo em administração  está deixando a desejar.

Brigas internas e demissões consecutivas de treinadores, são alguns fatores que levaram o São Paulo a ficar um bom tempo na zona de rebaixamento.

Ah, se não fosse o salvador Muricy Ramalho…

Escapou dessa São Paulo, mas até quando, hein?

Abra os olhos e os cofres!!!

Já não era uma surpresa que o técnico Cuca deixaria o Galo no final dessa temporada. Assim, o presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, anunciou na última de sexta-feira (20), que Paulo Autuori será o treinador atleticano em 2014. Espero que seja o Autuori de 2005 e não o de 2013.

Todos já davam como certa a queda da Portuguesa para a Série B e a permanência do Fluminense na Série A após a decisão do STJD (Superior

Tribunal de Justiça Desportiva). Porém, esse tapetão do time das Laranjeiras parece estar furado.

O famoso jurista, Carlos Eduardo Ambiel, mostrou que o julgamento que decretou o rebaixamento do time paulista não respeitou uma lei mais

importante, a do Estatuto do Torcedor.

O detalhe pode ser pequeno, mas faz com que o veredicto final possa ser a favor da Portuguesa. O Estatuto do Torcedor obriga a CBF a publicar as punições, como faz a Justiça Federal, para que a penalidade entre em vigor.

A própria CBF admitiu não ter publicado a punição do meio-campo Heverton.

Agora, as chances da Lusa em permanecer na primeira divisão nacional e a do Flu em  ir para a segunda são grandes. Ou seja, o tapetão não foi eficiente, o Fluminense terá sim,  de pagar a Série B!


Marrakech, o Galo, recordes pessoais, o carinho alvinegro de MG, a garganta abençoada e meu pé-quente!

timegalo

É mentira que todo time começa com um grande goleiro!

O correto é que qualquer Seleção, time, “quadro” ou agremiação que não tiver um líder “chuteira pesada e garganta forte” não chega a lugar nenhum.

Antes do presidente, treinador e dos outros 10 jogadores, o primordial para o sucesso de um time de futebol é você ter no meio de campo pelo menos um genérico de Zito, Gérson, Chicão ou Dunga.

Não sou de estádios, mas de estúdios, faz quase cinco décadas.

Mas raramente saindo deles, vi Dunga dar ordens aos berros a Bebeto, Branco, Aldair, Márcio Santos e até para Romário em Dallas-94 naquele Brasil 3 x 2 Holanda.

Aí, ganhamos!

Em 2011, no Japão, e na quarta-feira aqui em Marrakech, vi o Santos e o Galo perdendo bovinamente.

Times medrosos, assustados e silenciosos como os milhares de carneiros tão dóceis que “pastam pedras” nos dois lados dos 282 desérticos quilômetros da estreita pista que liga Casablanca a Marrakech.

O movimento é de tráfego quase nenhum em país de baixa densidade demográfica, mas com forte demanda de carneiros que atravessam a pista até em passarelas especiais.

Mas, chegando à cidade de Marrakech, tudo muito muda de figura

Em Marrocos parece só haver vida urbana.

Tudo em meio ao mais caótico trânsito de carros – ou do que restou deles -, pessoas, bicicletas e motos “cinquentinha” aos milhares, chegamos à conclusão de que São Paulo tem o mais perfeito sistema viário do planeta.

Além dos mais educados pedestres.

E Marrakech é toda construída na cor vermelha, assim como o amarelo da pedra dolomita domina Jerusalém.

vermelha

Tudo falado em francês e árabe, mas que recebeu por dias o forte sotaque mineiro e a palavra “Galo” virou febre por aqui.

Isso de domingo até quarta-feira.

Já na quinta a cidade alvinegra morreu.

A torcida do Galo sumiu, recolheu-se ou “vazou”.

Milhares voltaram mais cedo e milhares fazem excursões na espera de ver o Bayern campeão, o que será muito fácil no sábado.

Convivi e estou convivendo com gente que me adora.

Um orgulho, uma honra.

O abraço de Chico Pinheiro, da Rede Globo, quando cheguei ao estádio trinta minutos antes da tragédia do Galo, foi saudado por umas 4 mil pessoas que nos divisaram no campo visual possível da bela Arena Mohammed VI.

chicopinheiro

Doutor Neylor Lasmar e os ex-craques “Rei” Reinaldo e Buião também estavam no pedaço.

Mas o Galo não esteve em campo e perdeu feio em histórico vexame.

E o pior do que o pênalti inexistente de Réver foi não terem segurado a informação de que Cuca iria embora.

cuca

Ora, vocês já viram a tropa ser avisada antes da batalha que o general ia dar no pé?

Mas estou com dó de muita gente.

Não dos milhares de atleticanos das classes  AA e AB que aqui estão ou estiveram.

Mas da “turma da geral”, dos “geraldinos” de BH e de MG que são ainda mais apaixonados pelo Galo.

Só que a recíproca é verdadeira quanto aos torcedores daqui.

mn01

mn02

mn03

Marrakech vestiu a camisa de Casablanca e de Marrocos e a jovem torcida verde, claramente formada por gente carente em seus visíveis problemas sociais, vibrou como nunca na vida.

miltonraja

O país ficou feliz e não para de sorrir.

E o interessante é que eles são todos “iguais”, tipo “carimbo”, como na Bolívia e parte do Chile.

São todos amáveis, fazendo do futebol uma grande festa e foram ao estádio de todo jeito: à pé, de ônibus, motinhas, vans e até em protótipos de camionetes caindo aos pedaços levando perigosamente vinte rapazes onde caberiam sete ou oito.

rajasloucos

Em pedaços ficou também o Galo.

Para 2014 não sobrará quase nenhuma pena.

E não é que tiveram pena de mim?

“Milton Neves, não desista de nós, não, viu? Só você nos dá moral em rede nacional e a gente faz esse papelão todo também com você”, ouvi de um médico de Conselheiro Lafaiete-MG na volta ao hotel.

Não é de arrepiar?

15

De arrepiar e esquentar ainda mais meu pé que nasceu muito quente, como poucos no dia 6/8/1951 em MG.

Mas que agora teimam em baixar sua temperatura em alguns veículos do Brasil a ponto de meus blog, portal, twitter e facebook estarem batendo recordes de comentários e audiência.

E como não me emocionar quando me comparam ou ligam com figuras épicas como Mick Jagger, Luciano do Valle e Galvão Bueno, também eternos “pés-frios”?

Pena que meus pés-quentes não sabem jogar bola tão bem como a garganta que norteou minha vida.

E viva o Galo!


Principais estrelas do Bayern já começam a “pipocar” para o Galo! Seria isso medo da Massa atleticana, que colocará no Marrocos muito mais gente que o Corinthians no Japão? Ou do nó tático que Cuca prepara para Guardiola há meses?

Robben blog

Primeiro foi o ótimo volante Schweinsteiger, que no mês passado foi submetido a uma cirurgia no tornozelo e dificilmente conseguirá se recuperar a tempo do Mundial de Clubes.

Agora, foi a vez do holandês Arjen Robben, que se lesionou no joelho e só voltará aos gramados em 2014.

O que será que está acontecendo com as principais estrelas do Bayern de Munique?

Seria isso medo da Massa atleticana, que com toda certeza colocará no Marrocos infinitamente mais torcedores que o Corinthians no Japão?

Ou seria receio de encarar o nó tático que Cuca prepara para Guardiola há meses?

Olha que ainda dá tempo de escapar dessa fria, viu, Ribéry?

Opine!


Torcida do Galo vai superar a Fiel no Mundial de Clubes. Por Marcondes Brito

Post galo

Por Marcondes Brito
http://blogs.band.com.br/marcondesbrito/

Definitivamente o futebol de Minas Gerais quer romper todas as fronteiras.

O Cruzeiro confirmou ontem o título que todos já sabiam que seria conquistado.

E o Atlético, campeão da Libertadores, vai para o Mundial de Clubes – onde pode bater de frente com o poderosíssimo Bayern de Munique – com uma missão a mais:

Superar a invasão corintiana que aconteceu no Japão, quando 30 mil torcedores acompanharam o clube.

Uma nota na coluna Radar, da Veja. Online, informa que “no final de semana passado, 200 operadores de turismo que reuniram-se em Marrakesh por causa da inauguração do voo São Paulo-Casablanca, pela Royal Air Maroc, no dia 9 de dezembro, estimaram em 25 000 os atleticanos que desembarcarão no Marrocos por causa da final do Mundial de Clubes de 2013″.

A conferir.

Opine!


Nota 10 para Galo, Cruzeiro e Furacão; dupla Gre-Nal, Luxa, Autuori, Dunga e Mano micaram; sugiro hoje três mata-matas para o Brasileiro; e chegou o meu livro! Ufa!

Imagem: @CowboySLNota 10 para Galo, Cruzeiro e Furacão; dupla Gre-Nal, Luxa, Autuori, Dunga e Mano micaram; sugiro hoje três mata-matas para o Brasileiro; e chegou o meu livro! Ufa!

No Brasil hoje é assim: Brasília tem o poder, São Paulo é o dono do dinheiro e da locomotiva, o Rio entra com a paisagem e Belo Horizonte é a capital do futebol de nosso país.

É isso mesmo: a bola do Brasil hoje fala “uai” como nunca falou.

O Cruzeiro já foi campeão cedo demais e com muito merecimento.

Mas quero o fim urgente dos pontos corridos na base do turno e returno e a volta de um muito ampliado mata-mata.

Sim, sugiro três mata-matas!

Um para a definição do campeão entre os oito primeiros, como no passado.

E outro para os oito piores, que se enfrentariam da mesma forma para sabermos quais os quatro rebaixados.

Além de um terceiro mata-mata para os quatro intermediários rumo à Sul-Americana.

Este “ovo de colombo” inibe a tese dos “contristas” que o mata-mata privilegia os oito melhores, prejudicando os outros 12 que teriam férias enormes e precocemente, gerando prejuízos.

Com a fórmula criada por “Milton Itaipu, uma Usina de Ideias”, repito, os quatro do miolo classificados do 9º ao 12º lugares fariam um “mini-mata” para a Sul-Americana e os oito piores teriam uma competição de recuperação.

E assim evitando desanimados e rebaixados como o Náutico que vem só cumprindo tabela e podendo até contaminar a classificação deste ou daquele time em qualquer ponto da tabela de classificação.

Não é simples e brilhante? (Risos).

Mas isso é para o futuro, já que hoje o Cruzeiro ganhou o Brasileiro fácil demais e o Galo será campeão mundial mesmo sem Ronaldinho Gaúcho, Bernard e Fernandinho.

É que os deuses assim já decidiram e o Galo na verdade nunca esteve na fila.

Apenas sábia e pacientemente ficou décadas e décadas esperando 2013 chegar.

E lá estarei no Marrocos com o meu tradicional pé-quente pela galomundial.com.br.

Mas outro Atlético também merece parabéns.

O Furacão do Paraná, gastando merrecas, foi a sensação do ano, fora de Minas Gerais.

O rubro-negro de Curitiba deu um show em grandes privilegiados da mídia e sem bons times como Vasco, Fluminense, Botafogo, Santos, Corinthians, São Paulo e até Flamengo, no custo-benefício.

E nocauteou Grêmio e Internacional, os dois milionários de Porto Alegre, que perderam tudo em 2013.

Mano Menezes, Dunga, Autuori e Luxemburgo foram outros micos da temporada.

Eles não esperavam tanto fracasso que hoje consta em seus gibis.

E não é que o gibi de minha vida acabou virando livro?

“1000 Contos do Milton”, que terá versão falada, narrada e super multiplicada, será lançado nesta segunda-feira, 11, no Espaço Cultural e Gastronômico do recém-ampliado Shopping Frei Caneca.

A editora é a Lazuli, o autor é o jornalista e professor corintiano André Rosemberg e o prefácio de Alberto Helena Jr., com quem um dia fiz tabelinha para viabilizar, pela minha agência de publicidade, sua troca de jornal como colunista brilhante que é.

E a história do livro é a minha vida com nada de excepcional.

Apenas a trajetória improvável de um caipira assustado e grato a Deus pelo que me proporcionou.

Sonhava e ansiava era em trabalhar no Banco do Brasil, na Petrobras ou ser dentista, mas tomei bomba em tudo.

Os times do Santos, o rádio, o futebol, o jornalismo, a publicidade, o microfone e a voz que Deus me deu nortearam a minha existência, então à deriva no interior de Minas nos anos 60.

Sai de nota -9.27 para, digamos, 4.44.

Eu sou uma grande zebra de minha vida.

Em tudo.

OPINE!!!


Hoje no Brasil é assim: Brasília tem o poder, São Paulo o dinheiro, Rio de Janeiro a paisagem e Belo Horizonte tem o melhor futebol! Por que Minas Gerais hoje é líder do futebol brasileiro? Qual o segredo de Galo e Cruzeiro?

post_minas

Não adianta o pessoal do eixo Rio-SP vir aqui chorar…

Pois, com o os títulos da Libertadores e do Brasileirão garantidos, é inegável que hoje a capital do futebol brasileiro é Belo Horizonte!

Afinal, na sua opinião, além da estrutura de primeiro mundo que os clubes dão aos seus jogadores e das duas moderníssimas arenas da cidade de BH, quais são os outros segredos do sucesso de Atlético-MG e Cruzeiro?

Por que os clubes do Rio e de São Paulo, que sempre remam a favor da maré, não conseguiram copiar os exemplos mineiros e naufragaram neste ano?

Ah, e só para lembrar, faltam ainda duas cerejas para que este típico bolo mineiro fique completo:

A primeira, é o acesso do América-MG, que, na Série B, está a apenas dois pontos da zona de classificação para a primeira divisão.

E, claro, o título mundial do Galo!

Este último, anotem, virá com certeza!

Afinal, segundo já comentam alguns amigos jornalistas alemães, os jogadores do Bayern já estão tremendo de medo do verdadeiro nó tático que Cuca prepara para cima de Guardiola há meses!

Opine!


Empatezinho suado diante do Ceará garante respiro de Kleina no comando técnico do Palmeiras; Santos afunda o Flu, que pagará aquela passagem pela Série B em 2014; Grêmio entra na briga pelo título; Galo segue sonolento; e Lusa e Furacão surpreendem!

Ufa! Quase que a batata de Gilson Kleina no comando técnico do Palmeiras assa de vez!

É que o Palmeiras por pouco não perdeu do Ceará nesta rodada da Série B.

O gol de Leandro (sempre ele) na metade do segundo tempo de partida garantiu o empate em 2 a 2 entre as equipes, que acabou dando certo respiro ao treinador do Alviverde.

Mas, afinal, as cobranças de Paulo Nobre no meio de semana, após a eliminação do Palestra da Copa do Brasil, não foram um tanto quanto desproporcionais?

Pegou pesado, Nobre!

Deixe o homem trabalhar!

E por falar em Série B…

Parece que do ano que vem não escapa: o Fluminense pagará a passagem pela segunda divisão que está devendo.

Neste sábado à noite, a equipe comandada por Luxemburgo perdeu do Santos, mesmo jogando em casa, pelo placar de 2 a 0.

Com o resultado, o Tricolor segue beirando a zona de rebaixamento, enquanto o Santos, do surpreendente Claudinei Oliveira, já começa até a sonhar com uma vaga no G-4.

E a situação do Luxa, hein?

No Canindé, uma maiúscula vitória da Portuguesa para cima do Bahia.

Placar de 4 a 2 para a equipe da casa, sendo que os três primeiros gols saíram antes dos dez minutos de partida.

Se seguir assim, a Lusinha, do competente Guto Ferreira, parece que até pode se livrar da Série B em 2014.

E o que será que está acontecendo com o Galo, hein?

Após a Libertadores, a equipe que encantou o mundo parece ter perdido o interesse em todo o resto.

Desta vez, o Atlético fez um jogo bem meia-boca com o Goiás, que terminou empatado em 0 a 0.

Espero, de coração, que Ronaldinho e companhia estejam guardando chumbo grosso para usar no final do ano contra o poderoso Bayern de Munique.

Já na Arena, o Grêmio deu mais uma prova de que agora, de fato, entrou na briga pelo título.

Em um jogo difícil contra a competitiva Ponte Preta, a equipe gaúcha conseguiu um gol chorado com Kleber, após falha do ex-corintiano Betão, que lhe garantiu os três pontos.

Com o resultado, o time de Renato Gaúcho empatou em pontos com o líder Cruzeiro, mas, no critério de desempate, perde no saldo de gols.

Mas a surpresa mesmo deste Brasileirão é a campanha do Atlético-PR, do respeitável artilheiro Éderson.

Nesta rodada, goleada sobre o Náutico, por 4 a 1, mesmo jogando em Recife, que garantiu o terceiro lugar na tabela para o Furacão.

Será que a pré-temporada da equipe paranaense, tão criticada por muitos, acabou dando tão certo assim?

Opine!


O maior filme de Pelé

Aos quase 73 anos vem aí mais um filme sobre Pelé.

Só que será um filme-filme mesmo, o primeiro deste naipe.

Nada das esforçadas películas envolvendo a pessoa melhor dotada por Deus para uma especifica atividade profissional no mundo em todos os tempos.

Tudo já foi falado e mostrado sobre Pelé.

Nada disso.

E eu assim pensava até ser procurado por Álvaro de Lapuerta Montoya, advogado espanhol que está no Brasil documentando com ex-jogadores, dirigentes e suas famílias a competente autorização do uso de imagem daquele que contracenou na vida com Pelé até 1958, desde Três Corações-MG.

Sim, o filme acaba após a Copa da Suécia e não é documentário ou coisa parecida.

Produção de Hollywood, diretores de Los Angeles, locações no Rio, Santos, Bauru, Suécia, Três Corações e São Paulo e dinheiro americano, peruano e espanhol.

Trata-se de um longa dramatizado por atores que “serão” o Feola, Zagallo, Mauro, Bellini, Lula, Pepe, Zito, Garrincha, Waldemar de Brito, Athiê Jorge Cury, Mário Americo e etc…

Mesmo já com as filmagens marcadas para serem iniciadas dia 23 de setembro, a tarefa de Álvaro de Lapuerta Montoya, impressionado com o nosso “Que Fim Levou” do portal terceirotempo.com.br, não é das mais fáceis.

É que tem ex-jogador e viúva ou filho de personagem contemporânea do Rei que coloca mágoa recolhida de Pelé acima da remuneração a ser negociada e até mesmo da eternização de seu ente querido em produção hollywoodiana para a posterioridade.

Fico triste com isso quando tanto se luta para defender a memória esportiva do país e tanto se clama por ajuda financeira ao ex-jogador.

No sepultamento de Gylmar falei com José Maria Marin pela segunda vez em minha vida, pessoalmente.

A primeira foi em 1984 quando sua então Federação Paulista de Futebol homenageou um membro de cada equipe esportiva de rádio e TV de São Paulo.

Ponderei (a pedido de um célebre ex-jogador também presente), aquilo que defendo há anos em minhas tribunas.

Ou seja, um percentual de 1% ou 0,5% de cada milionário valor obtido pela CBF em amistosos da seleção para as fundações de auxílio aos que construíram a grandeza de nosso futebol.

E escalei até o “ministro” dessa sonhada nova pasta na CBF para gerenciar o dinheiro: o ex-craque e líder dos velhos, o Badeco.

Ele ficou de estudar “pois existem entraves jurídicos”.

Ora, é só destravar numa canetada, afinal a CBF não é “entidade privada”?

Mas, aí, na outra ponta da história, pinta essa grande chance, através do filme de hollywood “O Nascimento de Um Gênio”.

Oportunidade de ouro para que carentes do passado ou descendentes deles possam se eternizar e se remunerar e alguns dificultam crescendo os olhos ou demonstrando e reclamando que o “Pelé sempre pensou só nele”.

Uma pena, é a vida, mas o filme não apenas sairá, como já saiu, mesmo sem a “presença” deste ou daquele que se prejudica, à sua família e a imagem daquele que, do céu, não poderá mais voltar a jogar nas telas do mundo.

E ouçam abaixo o advogado Álvaro de Lapuerta Montoya falando do filme sobre Pelé


Corinthians espanta a zebra, elimina o Luverdense da Copa do Brasil e frustra seus secadores! Mas também não era mais do que a obrigação, né? Furacão devasta o Palmeiras; Bota sobrevive ao Horto; Fla supera o Cruzeiro; Grêmio afunda o Santos; e Flu cai diante do Goiás!

Corinthians 2 x 0 Luverdense

Pois é, amigos da maior torcida do Brasil, a dos secadores do Corinthians…

Não deu para o valente Luverdense!

No Pacaembu lotado, o Timão colocou a zebra para correr e venceu bem a equipe do Mato Grosso pelo placar de 2 a 0 (o primeiro jogo foi 1 a 0 para o Luverdense).

Os gols da partida foram marcados por Pato, de falta, e por Fábio Santos.

Mas, amigos secadores, não era mais do que a obrigação do atual campeão do mundo, não é mesmo?

Garanto para vocês que do Grêmio não passa, viu! Anotem!

Grêmio 2 x 0 Santos

E por falar no Tricolor gaúcho…

A equipe comandada por Renato Portaluppi conseguiu reverter vantagem santista, de 1 a 0, conquistada na Vila Belmiro, e também avançou na Copa do Brasil.

Os gols do time gaúcho foram marcados por Souza e Werley.

Quanto ao Santos, será que preciso comentar alguma coisa?

Que “nhaca”…

Atlético-PR 3 x 0 Palmeiras

E o Palmeiras, hein?

O time de Gilson Kleina também tinha uma vantagem de 1 a 0 conquistada em casa, mas foi verdadeiramente devastado pelo Furacão em Curitiba: 3 a 0.

Agora, palmeirense, paciência… Só sobrou a Série B, mesmo!

Flamengo 1 x 0 Cruzeiro

Já no Maracanã, Flamengo e Cruzeiro fizeram o duelo mais quente da noite.

Melhor para os Rubro-Negros, que contaram com o iluminado Elias, que anda carregando o piano da equipe nas costas, para avançar na competição.

Atlético-MG 2 x 2 Botafogo

E não é que um time incrivelmente conseguiu sobreviver ao Horto.

Foi o Botafogo, que empatou com o Atlético no estádio Independência por 2 a 2 e garantiu a sua classificação graças ao 4 a 2 aplicado na semana passada.

A verdade é que o excelente time do Galo segue ainda anestesiado pelo título da Libertadores.

Mas olha que o Mundial já está chegando, hein, Cuca?

Goiás 2 x 0 Fluminense

E no Serra Doura, o Goiás, embalado pelo gordinho Walter, bateu o Flu por 2 a 0 e conseguiu avançar na Copa do Brasil.

Essa foi a primeira decepção do Tricolor carioca com Vanderlei Luxemburgo.

Será que o “pofexô” aguenta muito tempo no cargo?

Opine!