publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : Memória

A grande e irrefutável novidade da CBF é o ex-goleiro e ex-agente Gilmar Rinaldi como coordenador! Morreu Armando Marques, que não soube contar até cinco em 1973!
Comentários COMENTE

Milton Neves

1Foto: Revista Placar

A dupla José Maria Marin e Marco Polo Del Nero apresentou como a novidade irrefutável o ex-goleiro e ex-agente Fifa , Gilmar Rinaldi,  como o coordenador da seleção brasileira.

Bom, após os setes gols levado da Alemanha, chamaram um ex-arqueiro para segurar a bronca.

E ele também  cuidou da carreira de Adriano Imperador, quando este jogou e bem.

E a escola gaúcha se mantém na seleção brasileira, após Dunga, Felipão e agora Rinaldi.

A prévia da coletiva com o Gallo foi insuportavelmente chata e o ex-volante repetiu quatro vezes a palavra “Gap”.

Segundo o novo homem do presidente da CBF, o novo comandante do escrete canarinho sairá até terça-feira (22.07.2014) e será brasileiro.

No chutômetro, Marin, ligado ao São Paulo, Gilmar, ex-jogador do Tricolor paulista, então o técnico pode ser …. Muricy, não é lógico?

A ex-função de empresário de jogador causará muitas dores de cabeça para Rinaldi na imprensa esportiva.

O mundo errou dizendo que o “homem da CBF” seria Leonardo, eu acreditava que seria Falcão e veio o ex-atleta do Inter, São Paulo e Flamengo!

A grande pergunta é: Gilmar será “boi de piranha” desta fase nebulosa da seleção brasileira?

Aliás, Gilmar Rinaldi é natural da terra do comentarista Neto, Erechim!

Clique aqui e conheça a página de Gilmar Rinaldi na seção “Que Fim Levou?”

E ainda nesta manhã o futebol brasileiro perdeu Armando Marques, ex-árbitro.

Grande conhecedor das regras do futebol, mas com erros lamentáveis em sua trajetória.

Em 1971, anulou um gol legítimo do palmeirense Leivinha e assim entregou o título paulista de bandeja para o São Paulo.

E o maior de todos foi em 1973,  quando Marques não contou até cinco na disputa de penalidades máximas e fez Santos e Portuguesa dividirem o título do Paulistão.

Veja a notícia da morte de Armando Marques

Na seção “Que fim levou?”, a vida e as fotos do ex-árbitro clique aqui e veja

E você torcedor? Gostou de Gilmar Rinaldi na coordenação técnica da Seleção Brasileira? Ele é melhor que os favoritos Falcão e o internacional, Leonardo?


Ganha o Santos, coletiva de técnico é um saco e Neymar já enxerga como Pelé. Ou mais!
Comentários COMENTE

Milton Neves

1

 

O Ituano não aguenta o Santos.

O Peixe mais uma vez é campeãozinho paulista mesmo tendo diretoria que não merece.

Que saiam todos que entraram com LAOR e que não voltem nunca mais nem para jogar tranca na Vila.

Meu amigo Nersão, o José Nelson Schincariol, que era a “Elisa” do Galo de Itu como torcedor-símbolo, vai ficar muito triste lá no céu.

O Juninho Paulista também.

Mas ele, seu time e sua cidade ituana são mais campeões do que o Santos.

Juninho que tem um filho de 10 anos, Lucas Giroldo, que é muito maior do que ele e que vai ser mais craque do que o pai campeão do mundo.

Mas fantástica e grande mesmo é a casa dos Giroldos que trava ferrenha “briga” com Rivaldo e Luciano do Zezé Di Camargo para se definir quem é o segundo colocado no placar imobiliário de Tamboré e Alphaville.

O primeiro lugar, garantido até o ano de 2099, é do dono da Rede TV!, Amilcare Dallevo.

No mais, viva o sergipano Geuvânio, bela canhotinha nordestina que lembra Rivaldo, o pernambucano.

É o segundo presente que Sergipe dá ao Santos.

O primeiro, é claro, é Clodoaldo, o maior santista do mundo de todos os tempos.

E uma das duas filhas de Clodoaldo, Simone, é a artista plástica que está pintando e embelezando os muros do aeroporto de Congonhas, estilizando rostos, imagens e jogadas de craques campeões mundiais de 58, 62, 70, 94 e 2002.

Ela e o marido, filho do ex-médico do Santos, Dr. Ítalo Consentino, fizeram o mesmo nos muros que cercam a reveladora maternidade de craques “CT Meninos da Vila”, em Santos.

Isso é coisa boa, mas agora, me respondam o que é pior: Fórmula 1 ou coletiva de 30 ou 40 minutos de nossos técnicos nos pós-jogos?

Aliás, a F1 virou turfe no Brasil e o Massa corre de Williams que virou Minardi ou Copersucar.

Já as coletivas dos treinadores viraram um horror.

Técnicos como Mano, Kleina e Oswaldo são lentos, professorais, “divagantes” e as perguntas são tão repetitivas a ponto que tem até repórter atrasado ou não que chega e diz: “professor, três em uma, por favor”!

Aí, a resposta dura uns quatro minutos e o técnico às vezes se perde e interrompe sua “dissertação” para perguntar “o que foi mesmo que você perguntou?”

Pode?

Gente, que os times soltem seus jogadores e a “reportaiada” que se vire para “catar” a melhor entrevista.

Os assessores de imprensa, pagos para exibir seus contratantes, escondem e engessam o vestiário.

Ou então que a modorrenta entrevista coletiva do técnico seja limitada a dez perguntas e até com entrevistado escolhendo o perguntador.

Ora, na Casa Branca não é assim?

Barack Obama, figura “um pouquinho mais importante” do que os técnicos brasileiros, ao concluir uma resposta não aponta aleatoriamente um jornalista no auditório para a pergunta seguinte?

Gente, além do “tubo”, as coletivas chatérrimas dos “professores” andam ferrando o rádio esportivo durante e após os jogos.

Bem fazem SporTV, “Terceiro Tempo” da Band e ESPN que cortam para o técnico e depois de três ou quatro perguntas “picam a mula” para outro assunto.

Certo, “Neymarzinho loiro”, André Plihal?

Aliás, “estive” com o Neymar na última quinta-feira à tarde e à noite quando da Feira Abióptica do Anhembi em São Paulo.

Contratado por quatro marcas, mesmo odiando propaganda porque sou comunista, passei por vários stands e o que mais deu ibope foi a do quarteirão dos óculos Police que Neymar representa, além de outras 9.321.844 empresas.

O moleque enxerga como Pelé que tem três corações e três olhos, um deles na nuca.

Neymar tem quatro, porque ganhou um também na testa, diante do cérebro.

Opine!!!


Itaquerão “não está seguro”, diz Corpo de Bombeiros ao encontrar 26 irregularidades nas obras do estádio do Corinthians!!! Se houvesse tempo, a abertura do Mundial não deveria mudar para o Maracanã??? E o imbróglio com Sheik continua: Timão dá “carta branca” para negociarem com o atacante!!!
Comentários COMENTE

Milton Neves

homer

E o Itaquerão, hein?

Agora, o Corpo de Bombeiros encontrou 26 irregularidades no estádio.

Será que não pinta uma troca na abertura?

Com “um problema por dia”, não há otimismo que aguente tantas dúvidas.

Às portas da Copa do Mundo, parece que a estreia será “amanhã” e não haverá tempo para o “jeitinho brasileiro”.

Se a mudança não fosse inviável- por questões logísticas e turísticas – a Fifa já teria deslocado a abertura para o Maracanã.

O que seria bom para a Seleção, já que o Brasil só atuará no “palco sagrado” se chegar à decisão.

Mas será que vale a pena apostar na abertura no Itaquerão diante de tais falhas na segurança?

Que fase, hein, Sheik?

Após tanto fazer pelo Timão, o polêmico atacante pode deixar o clube pela porta dos fundos.

Com quase um ano e meio de contrato pela frente, Emerson é o primeiro na lista de transferências do Corinthians.

E o clube procura algum interessado que possa pagar, pelo menos, 50% dos vencimentos do atleta.

O Botafogo se interessou, mas o valor assusta. E o Vasco queria o jogador antes do Alvinegro renovar o contrato de Sheik, mas à época o negócio não fluiu.

E a negociação forçada coloca Emerson entre os campeões do mundo que perderam lugar na equipe.

Entre os titulares, só Cássio, Fábio Santos e Ralf entraram jogando diante do Chelsea.

Seria ingratidão corintiana com seus ídolos?

Você confia no Itaquerão para a abertura?

OPINE!!!


Morre o capitão do primeiro título mundial do Brasil, o homem que eternizou o gesto de levantar a taça!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Clique nos nomes dos craques e veja a história deles na seção “Que Fim Levou?“.

mn

Morreu nosso primeiro capitão, o homem que eternizou o gesto de levantar a taça. Em um ano, perdemos boa parte da defesa campeã na Copa do Mundo de 1958. Gylmar do Santos Neves, De Sordi, Djalma Santos, Nilton Santos e, agora, Bellini. Outra coincidência, todos morreram na casa do dia 20 (Gylmar do Santos Neves – 23 de agosto de 2013; De Sordi – 24 de agosto de 2013; Djalma Santos – 23 de julho de 2013; Nilton Santos – 27 de novembro de 2013).

Temos que reverenciar esses atletas que mostraram para os estrangeiros que a capital do Brasil não era “Buenos Aires”.

Bellini foi internado ontem após sofrer uma para cardíaca. O Capitão também sofria do Mal de Alzheimer há 10 anos.

O zagueiro brilhou com a camisa do Vasco da Gama, ganhando 10 títulos com o time carioca, e ainda jogou pelo São Paulo.

O gesto de Bellini após a conquista da Copa do Mundo na Suécia é até hoje repetido em qualquer competição. Tentando fazer com que todos vissem a Taça Jules Rimet, ele a levantou por cima da cabeça e marcou a história do futebol mundial.
Documento sem título

Cliquem nas fotos de cada  herói brasileiro campeão do mundo em 1958 e veja o arquivo mais completo da memória esportiva virtual

BelliniVicente FeolaDjlama SantosZitoNilton SantosOrlando PeçanhaGylmar dos Santos NevesGarrinchaDidiVaváZagalloPaulo Amaral

 

 


Brasileiros seguem oscilando na edição mais fácil da história da Copa Libertadores!!! Flamengo é lanterna e pode ficar fora; Grêmio voltou a ser copeiro; Botafogo é “vaca na árvore”; Galo rumo ao bi; Furacão em crise; e o Cruzeiro, sem passaporte, já tem a eliminação anunciada!!! E no Nordeste, o Vozão detonou o América-RN, enquanto o Santa Cruz dá nota zero para arbitragem de Sandro Meira Ricci no clássico contra o Sport!!!
Comentários COMENTE

Milton Neves

O desempenho dos brasileiros na Copa Libertadores de 2014 segue abaixo do esperado.

O Grêmio é quem vive o melhor momento, e olha que empatou as duas últimas partidas.

Aliás, contra o Newell’s, o gol de Rhodolfo é digno de filme.

No típico estilo gaudério, o Imortal conseguiu um empate milagroso.

Agora, só falta o Grêmio contratar o genial cineasta Steven Spielberg para fazer o DVD do heroico gol nos acréscimos.

No outro extremo está o Flamengo, que amarga a lanterna de seu grupo.

Que patacoada, hein, Samir…

Mas a conta também deve ser dividida por Hernane, André Santos, Léo Moura e, claro, Carlos Eduardo.

Ele que chegou para ser o novo camisa 10 da Gávea, agora é alvo da contagem regressiva para o final de seu contrato.

O Botafogo é líder de seu grupo, mas dá para confiar?

O atual campeão Atlético-MG também lidera, porém, tem tropeçado muito.

E por falar em mineiros…

O Cruzeiro terá tarefa árdua diante do Defensor hoje, à noite.

Se perder, a Raposa ficará a seis pontos do segundo colocado e terá que vencer todos os jogos que restam para se classificar

Ou seja, hoje é dia de tragédia no Mineirão!

Não pior que o humor dos torcedores do Santa Cruz, que seguem reclamando da arbitragem polêmica no clássico contra o Sport.

Só assim pra Cobra Coral levar a pior diante do Leão.

E o Vozão detonou o América-RN!!!

E agora, amigo internauta, qual brasileiro está mais ameaçado de não seguir na competição?

Quem é favorito na edição mais fácil da Copa Libertadore?

OPINE!!!


Não vai ter marmelada para eliminar o Timão, mas por que em 2009 e 2010 SPFC, Verdão e Corinthians fizeram corpo mole e a CBF ficou quietinha? Ao contrário da gritante inveja que se tem no Brasil de Pelé, Antônio Carlos Jobim e Roberto Carlos.
Comentários COMENTE

Milton Neves

1
Sim, o bom Bom Senso FC foi e está sendo meio que como um cometa.

Surgiu e rapidamente como um raio teve grandes espaços e apoios.

Mas hoje, cadê o Bom Senso?

Parece que tomou Doril, infelizmente.

Mas se ele existisse em 2009 e 2010 fatalmente teria tomado partido e posição contra os vergonhosos comportamentos de Corinthians, São Paulo e Palmeiras.

Na base de dois contra um, fizeram “joguinho de chegar” para que um paulista do Trio de Ferro enferrujado não fosse campeão e os títulos sobraram de bandeja para Flamengo e Fluminense.

Ora, tivesse saco roxo, a CBF à época deveria ter rebaixado os três, como sempre fez a Federação Italiana em casos de “malfeitos no futebol”.

E agora em 2014, em respeito “aos bons costumes” e pela “ética no futebol”, hipocritamente o São Paulo, um dos três “arteiros” do passado, anuncia que enfrentará o Ituano “para valer”.

Sorte do Corinthians, mais uma vez.

Em 2004 foi Grafite a salvar o Timão e tem são-paulino até hoje xingando o simpático e péssimo convocado de Dunga em 2010.

E foi justamente o Corinthians, mesmo combalido e eliminado, que em 1967 não deixou o São Paulo ser campeão paulista depois de 10 anos, quando Benê, o descobridor de Denílson Show, empatou o clássico aos 45 minutos do segundo tempo, no Pacaembu.

Estava 1 a 0 para o São Paulo “campeão”, gol de Lourival, ex-Noroeste.
Depois, em jogo extra oferecido por bondade do Santos, o time de Pelé bateu o São Paulo por 2 a 1 e foi campeão.

E sempre tem Pelé na história, não é mesmo?

Ontem, hoje e nos próximos 11.387.327 anos.

O mesmo Pelé que no Brasil já virou uma espécie de “Barbosa da entrevista”.

O sacaneado Barbosa já morreu, mas foi enterrado vivo pelo gol do Ghiggia em 1950 por quase 60 anos.

“E a culpa não foi dele, mas de Juvenal”, dizia sempre Ademir de Menezes.

Outros acham que o culpado foi Bigode, mas para mim o cracaço “Imponderável da Silva” foi quem calou o Maracanã e o Brasil.

E não é que sempre querem calar o Pelé?

Parece até que ele vive na Coréia do Norte, em Cuba ou na Venezuela.

Só porque ele disse que o Chile pode ganhar a Copa e o mundo verde e amarelo caiu na cabeça dele.

Ora, será que o Pelé tem que virar mudo ou será que ele não tem condições de falar de um assunto chamado… futebol?

E está sendo crucificado também porque “não defendeu e abandonou o Arouca e o Tinga”, vítimas do maldito racismo.

Antônio Carlos Jobim tinha mesmo razão quando dizia que fazer sucesso no Brasil era ofensa pessoal.

Continua sendo.

O mesmo Jobim que, quando de sua feliz e histórica união musical com Frank Sinatra, teve de conviver com a “suspeita” de que o célebre cantor só se aproximou dele para facilitar seu sonho de cantar no Maracanã, no Rio, na terra do genial compositor.

Pode?

E aquela que Sinatra só foi o que foi e é porque a máfia americana o introduziu na marra na mídia de rádio e TV dos EUA no início da carreira dele?

Ora, então se é tão fácil assim, a máfia, que continua existindo por lá, poderia fazer outro Sinatra ao se unir, exigir e patrocinar o… Ovelha?

Ou o Odair José, o Agnaldo Rayol ou a Wilma Bentivegna?

Já Roberto Carlos, que canta pouco e que é ícone, queiram ou não, está sendo queimado em praça pública.

Só porque ganhou 5, 10, 15, 20 ou 25 milhões, sei lá, para fazer um comercial para a Friboi e “isso não pode porque é muito dinheiro”.

E daí se é muito ou pouco?

Problema só do Leão do IR, de quem paga e de quem recebe.

E quem está reclamando e morrendo de inveja do cachê do Roberto Carlos, pode ganhar também.

Basta se tornar um Roberto Carlos, igualzinho, e cobrar o que quiser da empresa que quiser.

Simples assim.

Foto: UOL

 


Será deplorável se o São Paulo “entregar” o jogo contra o Ituano para eliminar o Corinthians!!! Mas Palmeiras, São Paulo e Corinthians, na base de dois contra um, não amoleceram seus jogos na reta final dos Brasileiros de 2009 e 2010 para que o campeão não fosse um deles do Trio de Ferro??? Mesquinharia paulistana e sorte de Flamengo e Fluminense, os campeões merecidos!!!
Comentários COMENTE

Milton Neves

postoCharge: R. Crazy!

charge_maos

Dez anos depois, a história se repete.

Para o Corinthians continuar vivo no Campeonato Paulista, o time de Parque São Jorge terá que torcer pelo rival São Paulo.

Em 2004, a situação era mais delicada para o Alvinegro: ameaçado pelo rebaixamento no estadual, o Timão dependia do resultado de Juventus x São Paulo para evitar o vexame histórico.

A pressão da torcida são-paulina era grande e praticamente “exigia” uma derrota para forçar a queda.

Em campo, o Tricolor entrou com força máxima e bateu o Moleque Travesso por 2 a 1.

Grafite fez dois gols e ficou marcado como “santo corintiano” e perdeu prestígio entre os tricolores.

Mas e agora, o clube do Morumbi vai entregar?

Seria deplorável para o futebol.

Situação que já aconteceu nos Brasileiros de 2009 e 2010, quando os times do Trio de Ferro facilitaram seus jogos para os futuros campeões a fim de atrapalhar a vida dos rivais.

doce

Em 2009, o jornal corintiano “O Fiel” comemorava a derrota alvinegra para o Flamengo, que prejudicou a campanha são-paulina.

Mesquinharia paulistana e sorte de Flamengo e Fluminense, campeões merecidos.

São-paulino, você quer que o Tricolor entregue?

E você, corintiano, acha que ainda existe chance de se classificar?

E o que você achou da declaração de Alexandre Pato após a vitória tricolor?

pato

Lembrando que é o Timão que ainda paga parte do salário do atacante…

OPINE!!!

 

 


O Oscar do futebol brasileiro vai para …….!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Redação do Portal Terceiro Tempooscar

Aproveitando o ensejo da premiação do Oscar, a Redação do TT, matutou, refletiu  e culminou na “transformação” de  fatos do futebol em filmes, nas seguites categorias: Filme esquisito, Ator principal que quis virar coadjuvante, Ator coadjuvante que quer virar o principal,  Roteiro Adaptado, Efeitos especiais e  Curta Metragem.

E pede aos seus fiéis internautas outras sugestões e que votem nos candidatos abaixo:

Filme Esquisto

tapetaoflu_200O Mágico do Rio – O “tapetão” que proporcionou a volta do Fluminense a primeira  divisão, preterindo a Portuguesa é digna de uma estatueta. E não seria inédito o Flu receber o prêmio máximo da “vergonha” do esporte nacional.

 

ganso_48x48Dança com o Ganso –  Desde 2010 é a mesma coisa, todos esperam que o meio-campista do São Paulo assuma a sua condição de camisa 10 e norteie os amantes da bola com o seu bailar, nos encante com a  arte dos passes, e também com lançamentos e gols. Mas a cada 15 jogos, apenas um lampejo, uma mísera contribuíção para o coração dos torcedores… Uma pena, Ganso!

 briganosestadio_48x48Gente como  a gente … nos estádios! – Dias, meses e anos, ouvimos as promessas das autoridades, da entidades e por fim dos clubes de futebol para que nos estádios de futebol,  pessoas comuns, apenas aquelas que gostam do esporte e que pagam por isso possam usufruir  e amenizar as duras penas do cotidiano. Mas o que cada vez mais encontramos são os “Torcedores profissionais”.

 

Ator principal que quis virar o Coadjuvante 

laor_48Luís Álvaro Ribeiro, o Laor, ex-presidente do Santos  pelo “O silêncio na Vila Belmiro” –  Sem dúvida Laor foi predominante nas conquistas do Santos Futebol Clube nos últimos anos.  Mas o caso da venda do atacante Neymar para o Barcelona ainda é muito esquisita e o ex-mandatário santista disse que não participou ativamente das negociações do craque para o Barça.

gobbiMário Gobbi, presidente do Corinthians, pelo filme “Casablanca, preta e derrubada” –  Após a invasão da “Torcida Profissional” ao centro de treinamento do Timão, chegando até a agredir jogadores, como afirmou o médico Joaquim Grava, todos esperavam uma atitude contundente do regente corintiano diante da situação de refém do time perante a torcida, mas o que aconteceu foi a promessa de mais diálogo.

marinJosé Maria Marin, presidente da CBF, pelo “O Discurso do Rei que ficou quieto” –  Neste imbróglio do final do Campeonato Brasileiro que ascendeu o Fluminense derrubado nos gramados e declinou a Lusa, que se manteve entre as quatro linhas, esperávamos uma posição oficial da Confederação Brasileira de Futebol, definitiva, a respeito da situação. Mas nunca ouvimos um “pio”.

 

Ator coadjuvante que quer virar o principal!

cicero48x48Cícero, meio-de-campo do Santos, pelo “Quem quer ser um Milionário? – Segundo publicações da imprensa na última semana, o ex-são-paulino e agora santista pediu um salário mensal de meio milhão de reais. Ele ainda não conquistou um título pelo Peixe, também não fez um gol decisivo e muito menos é o ídolo maior entre os torcedores alvinegros. Mas o salário, ó!

brigano-cetTorcida organizada do Corinthians pelo filme “Rebeldes sem causa” –  Certa parte de uma torcida organizada da agremiação do Parque São Jorge resolveu por si, parar de protestar nos estádios, de não usar as vias legais para reclamar e simplesmente impor a força como instrumento de intimidação aos jogadores e a diretoria. É o típico caso de coadjuvante querendo virar ator principal. Lembrando que há dois anos, os mesmos atletas e dirigentes levantaram a taça de campeão da Libertadores e do Mundial interclubes.

walterWalter, jogador do Fluminense, pelo “Touro indomável das Laranjeiras – O “gordinho” do Tricolor Carioca sofreu todo tipo de preconceito por causa do seu peso. Mas a resposta veio dentro de campo com muito gols, talvez ele já tenha mais tentos do que quilos.

 

Roteiro adaptado

fred
À espera de Fred –
  Felipão , o treinador da Seleção Brasileira, utilizou de todos os recursos possíveis para poder convocar o Fred, do Fluminense, para o último amistoso do Brasil. Dividiu os dias da convocação, esperou o centroavante marcar gols e até perder penalidades máximas.

adrianoA última do Imperador – E o Adriano, aquele que já ostentou a alcunha de Imperador, voltou aos campos de futebol e desta vez pelo Atlético Paranaense. Infelizmente o final deste filme já sabemos, não queríamos, mas não tardará. Agora é só esperar o primeiro gol pelo Furacão para ouvir do experiente jogador “Não preciso provar nada para ninguém”.

juliocesarA mão que balança a trave – Não importa onde jogará e muito menos quantos gols sofrerá, Júlio César, o arqueiro preferido de Scolari, parece que nunca perderá o seu lugar cativo na meta do selecionado canarinho.

 

 

Efeitos especiais

morumbiCobertura do Estádio do Morumbi – Foi alardeado por toda capital paulista a cobertura do estádio Cícero Pompeu de Toledo e a construção do estacionamento e duas torres que seriam hotéis. Mas ficou apenas como promessa do presidente Juvenal Juvêncio que utilizou a “obra” como plataforma de campanha para ser eleito no São Paulo.

palmeirasInauguração da Arena Palmeiras – A primeira promessa foi para 2013, depois no ano do centenário e agora em 2015. A construtora W/Torre e o Palmeiras se digladiam para saber quem  manda e  obedece nas alamedas do Parque Antártica, enquanto isso a inauguração é postergarda.

 

estadiosSaltos orçamentais dos Estádios da Copa – Se tivesse uma categoria chamada “contos da carochinha”,  este item seria imbátivel. O primeiro orçamento para os complexos esportivos do mundial no Brasil era aceitável, sem dinheiro público e com um legado em torno das arenas admirável. Hoje, aquele orçamento triplicou, o dinheiro e os beneficios públicos são essenciais para os términos das obras e o espólio…. você sabe!

 

Curta metragem

58x48_pato“Os Pássaros”, com Alexandre Pato – a passagem de Pato pelo Corinthians foi tão triste e sem apelo, que apenas as suas inconstantes entrevistas e o seus ganhos eram comentados.

 

lucio“Os brutos também amam”, com Lúcio o zagueirão campeão do mundo pela Seleção Brasileira em 2002, não foi “amado” no São Paulo e sua passagem foi inexpressiva, no que difere e muito, da sua atual condição no Palmeiras.

 

vargas” Tempos Modernos”, com Vargas – O chileno saiu do seu país para jogar no Napoli, onde não se adaptou e veio para o Grêmio e nada fez, flertou com Santos e São Paulo e fechou com o Valencia, da Espanha.

 

E agora,  torcedor?  Chegou a hora do seu voto!

 


Grandes fotos da história do futebol viraram Lego!!! Confira como ficaram a comemoração histórica de Pelé, a queda de André Catimba e o dia de fúria de Müller!!!
Comentários COMENTE

Milton Neves

Você brincava de Lego quando criança?

O brinquedo, que lhe permite criar e recriar objetos e pessoas, foi utilizado para reproduzir algumas cenas do futebol.

O site da Revista Placar recriou alguns inesquecíveis momentos do esporte bretão com peças de brinquedos.

Como a eterna comemoração de Pelé, a provocação de Müller no Mundial de 1993, o choque de Barthez e Ronaldo na Copa do Mundo de 1998…

 

Havia uma árvore no meio do campinho. E ela foi transformada em Lego por Gustavo Bacan / Crédito:Gustavo Bacan

Havia uma árvore no meio do campinho. E ela foi transformada em Lego por Gustavo Bacan / Crédito:Gustavo Bacan

 

Adil guardou por 20 minutos o amarelo no calção até “advertir” o árbitro Luciano Augusto Teotônio Almeida. O Tigre venceu o Palmeiras por 1 x 0. A foto é de Alexandre Battibugli. / Crédito: Alexandre Battibugli

Adil guardou por 20 minutos o amarelo no calção até “advertir” o árbitro Luciano Augusto Teotônio Almeida. O Tigre venceu o Palmeiras por 1 x 0. A foto é de Alexandre Battibugli. / Crédito: Alexandre Battibugli

 

Salto do atacante André Catimba foi transformado em Lego por Gustavo Bacan. / Crédito: Gustavo Bacan

Salto do atacante André Catimba foi transformado em Lego por Gustavo Bacan. / Crédito: Gustavo Bacan

 

Gustavo Bacan transforma em Lego o soco no ar de Pelé durante a final da Copa de 1970 / Crédito: Gustavo Bacan

Gustavo Bacan transforma em Lego o soco no ar de Pelé durante a final da Copa de 1970 / Crédito: Gustavo Bacan

 

A poucas horas da final da Copa de 1998, Ronaldo havia passado mal. A trombada com o goleiro francês Barthez, clicada por Ricardo Corrêa, preocupou o mundo. Por sorte, não foi nada – embora o Brasil tenha sido massacrado pela França por 3 x 0/ Crédito: Ricardo Corrêa.

A poucas horas da final da Copa de 1998, Ronaldo havia passado mal. A trombada com o goleiro francês Barthez, clicada por Ricardo Corrêa, preocupou o mundo. Por sorte, não foi nada – embora o Brasil tenha sido massacrado pela França por 3 x 0/ Crédito: Ricardo Corrêa.

 

Provocação de Muller após gol do São Paulo no Mundial Interclubes de 1993 foi transformado em Lego por Gustavo Bacan / Crédito: Gustavo Bacan

Provocação de Müller após gol do São Paulo no Mundial Interclubes de 1993 foi transformado em Lego por Gustavo Bacan / Crédito: Gustavo Bacan

 

Você acha que ficou parecido?

Lembra-se de algum lance legal que poderia virar lego?

Já pensou em assistir a uma partida de futebol totalmente em formato lego?

Teria tapetão ou apito amigo?

OPINE!!!