publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : 2017


Corinthians, a “4ª força”, está perto do maior vexame da história do Brasileirão!

O duelo no Moisés Lucarelli esteve longe de ser o que todos esperavam.

Lances de emoção apenas no final do jogo, característica fiel deste “modorrento” campeonato. Aranha e suas defesas deram um pouco mais de graça.

É que ambas as equipes deixaram de lado a técnica e apostaram na força de vontade para tentar superar o rival.

A Ponte Preta levou a melhor, mas o resultado magro justifica sua posição na tabela.

Era o momento perfeito para golear o Timão, inflar o ego e ganhar moral no torneio para se livrar de vez do rebaixamento.

Pois, neste segundo turno, o Corinthians vem jogando uma bolinha bem “quadrada”.

Teria a sorte abandonado o time do Parque São Jorge?

E se o que todos afirmavam sobre ser a “QUARTA FORÇA” for realmente verdade?

A resposta aqui é clara!

Parem o Palmeiras, pois o Verdão vai roubar este título do Timão!

Atlético-MG 0 x 0 Botafogo

Mais uma vez o meu Galo deixou escapar boa oportunidade de vitória.

Péssimo resultado para o Atlético-MG, que parece ter abandonado lutar pela Libertadores.

Rafael Moura, o “He-Man”, saiu do banco e só foi parado pela trave. Uma pena!

Fluminense 1 x 1 Bahia

O futebol é realmente brilhante, não é mesmo?

Porque apesar do Bahia começar arrasador com Zé Rafael, o “cabisbaixo” Flu arrancou o empate.

Gustavo Scarpa, antes vaiado, foi quem salvou os cariocas da derrota.

Vitória 1 x 1 Atlético-GO

O Rubro-Negro baiano tinha tudo para levar essa, mas parou nas mãos de Marcos.

Além de defender um pênalti, ele evitou pelo menos outros três gols.

Empate péssimo para ambos, que se afundam na zona do rebaixamento.

Sport 3 x 4 Coritiba

Que jogaço foi esse, hein? Foram duas viradas espetaculares!

Mas, tudo poderia ter sido bem diferente para o Sport.

É que apesar de ter feito dois gols, Diego Souza desperdiçou dois pênaltis. Aí não dá!

Avaí 2 x 2 Grêmio

Se o Grêmio jogasse mais e poupasse menos, a história do campeonato seria diferente.

E contra o Avaí, mais capítulo negativo na busca pelo título foi escrito.

Apesar dos reservas jogarem bem, a zaga falhou e o Tricolor cedeu o empate.

OPINE!!!


Neymar, jogue surdo e mudo que o mundo gritará por você!

Agora tivemos a vez do nota 5.58 do tal Dugarry a dizer que Neymar é “insuportável”.

Outros boleiros falam e acham o mesmo.

O primeiríssimo dos primeiros a criticar nosso número 1 foi o treinador René Simões.

“Aqui na Vila está sendo criado um monstro”, cravou.

E acertou na mosca.

Neymar virou mesmo um monstro, em tudo.

Talento, brilho, faturamento, protagonismo, importância, exposição, patrimônio, marketing, liderança, gols, genialidade, em Barcelona, em Paris, na Europa, no Brasil, na Olimpíada e no mundo.

Só dá ele.

Merecido!

E logo passa Cristiano Ronaldo e Messi “que estão velhos”.

Mas Neymar lidera também no quesito antipatia, em patamares inéditos.

Uma antipatia crescente e preocupante.

Sim, tem muita inveja também na vida e nos jogos desse atual gênio que Mogi das Cruzes nos deu.

E já tivemos no futebol muitos e muitos outros jogadores a também inflamar e a fazer crescer em torno de si a antipatia e a inveja, essa dupla perversa, mas tabelando com a irreverência, a irresponsabilidade, a artilharia, a genialidade, a fama, a humildade, a seriedade e o folclore.

Foram os casos de Pelé, Romário, Ronaldo, Tostão, Zico, Sócrates, Rivellino, Ademir da Guia e mais Serginho Chulapa, Edmundo, Neto, Almir Pernambuquinho, Zé Roberto Marques, Gérson, Zizinho, Heleno de Freitas, etc.

Traduzindo, sobram acima adjetivos para estes e aqueles.

Mas, sabia, Neymar, que nenhum deles tinha esse seu insuportável “sorriso irônico” que você sempre destila e destina ao esforçado ou violento beque que te derrubou?

E por que você botou na cabeça que todo árbitro, que lhe dá merecido (ou não) cartão amarelo e vermelho, tem que receber esse seu olhar de desprezo, de deboche e de superioridade inexistente?

Você pratica em todo jogo uma espécie de “Bullying Futebolístico pelo Rosto”, diminuindo a “sua senhoria”.

Isso faz com que, em dúvida, decidam contra você naquele ou nos próximos jogos.

E quem te falou que você está acima de tudo e de todos?

Você não saca que isso está fazendo um mal danado para sua imagem e para o seu rendimento?

Perante seus “companheiros”, como Cavani, e seus adversários em campo vestindo uniforme do time contrário ou da turma do apito e da bandeira!

Os árbitros são solidários e corporativistas: humilhou um, humilhou a todos!

Baixe a bola pessoal que sua bola do mundo ficará ainda mais cheia.

E pare de ouvir o que os beques gringos falam na tua orelha, em português ofensivo e decorado, quando a bola está no ataque do adversário.

Sim, ali, os zagueiros, violentos, carniceiros e desonestos, estão praticando no teu ouvido “fratura exposta da honra” (jornalista Marcos Rosendo).

Retribua com dribles e gols, mas sem suas entradinhas vingativas e maldosas, porque outros Zunigas podem aparecer na sua vida.

E vire surdo e mudo, ouça e fale só com seus 10 companheiros de batalha.

Eles, sim, gostam e precisam de você.

Nós também!

E seja como Pelé, Romário, Ronaldo e Zico, que tampavam o ouvido durante o jogo e abriam só as turbinas dos pés e das canelas.

“Eu nunca ouvi as vozes de Ronaldo e Romário em campo” (Evandro Rogério Roman, ex-árbitro e hoje deputado federal).

E cuidado, Neymar, porque as vozes das arquibancadas do time anfitrião estão cada vez mais gritando contra você.

Já os gênios citados acima, quase todos, eram temidos, muito temidos, mas nunca antipatizados ou odiados!

Ah, acabou meu “Campeonato Brasileiro de Amistosos”.

Agora virei Palmeiras, com um cisquinho de esperança pelo meu Santos FC.

Opine!


E se o Corinthians conseguir não ser campeão?

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

– Será uma vergonha!

– Normal. “Todo campeonato só acaba quando termina”! (Jornalista Mauro Beting)

– “Um castigo pela arrogância antecipada da Fiel torcida!” (Jornalista Rica Perrone)

– Um prêmio ao Palmeiras, que investiu e foi premiado.

– Milagres acontecem e o título do Santos FC é um estímulo para que ninguém na vida nunca desista de seus sonhos.

– Uma derrota para o “Apito-Amigo Corintiano”, em grande fase como sempre.

– Um puxão de orelhas em quem comemora qualquer coisa antes da hora.

– Um “pito” em quem criou “Campeonato Brasileiro de Amistosos”!

– A maior “paraguaiada” da história.

– Carille não será mais o novo Tite.

– O Corinthians será tão humilhado que fará uma fusão com a Lusa e devolverá o Itaquerão ao governo.

Opine!


Goleada gremista escancara como Palmeiras e Santos foram incompetentes!

Barcelona-EQU 0 x 3 Grêmio

Um resultado que nem os mais otimistas gremistas esperavam.

Afinal, ninguém espera conseguir uma goleada em uma semifinal de Libertadores jogando fora de casa.

Pois o Tricolor gaúcho, melhor time brasileiro da temporada, conseguiu.

E diante do Barcelona-EQU, que eliminou os “poderosos” Palmeiras e Santos do torneio continental.

Ah, e esse resultado escancara a incompetência do Verdão e do Peixe diante da frágil equipe equatoriana.

Sobre o jogo, simplesmente parecia que o Grêmio jogava em Porto Alegre.

Tocava a bola com tranquilidade, chegava com extrema facilidade ao gol adversário e fiquei com a sensação de que poderia ter feito ainda mais.

Os destaques do duelo foram Luan, Edilson e Marcelo Grohe, que fez uma das defesas mais sensacionais da história do futebol!

Deixou até Gordon Banks no chinelo…

Pô, Renato Gaúcho, era para você estar na final da Libertadores e com o título do Brasileirão assegurado, não é mesmo?

Quem mandou poupar tanto?

Bom, o Grêmio agora só precisa cumprir tabela na Arena e aguardar o vencedor do confronto entre River Plate e Lanús.

Acho que vai dar River!

E tenho certeza de que será uma pedreira para a equipe de Renato Gaúcho!

Mas, convenhamos, se os tricolores jogarem como em Guaiaquil, ninguém segura!

Fluminense 0 x 1 Flamengo

E no duelo dos desanimados Fluminense e Flamengo, acabou levando a melhor o time rubro-negro, que tem um elenco muito superior ao do Tricolor das Laranjeiras.

Agora, claro, é bem provável que o time da Gávea avance para a próxima fase.

Mas, honestamente, nem o título da Sul-Americana conseguiria salvar o ano do Fla.

Opine!


Timão se esforça para pagar o maior mico da história do Brasileiro!

Botafogo 2 x 1 Corinthians

Nem o mais pessimista corintiano esperava por isso.

Mas o Timão, que estava com uma mão e meia na taça, agora a segura apenas com dois dedinhos.

E a situação ficou ainda pior após esta rodada, que contou com vitórias do Palmeiras e do Santos e derrota do Alvinegro do Parque São Jorge.

Diante do Botafogo, os comandados de Carille abusaram dos erros e perderam mais uma.

Pô, nem na várzea o pessoal leva dois gols de escanteio, não é mesmo?

Mas que fique claro: foi MUITO PÊNALTI no Jô no último lance da partida!

Bom, a vantagem ainda é grande, é verdade.

Mas a sensação é de que ela durará no máximo até o clássico diante do Palmeiras, na 32ª rodada.

Ah, e esse Derby promete ser o maior jogo do ano!

Opine!


Marrento Cristiano Ronaldo é eleito o melhor do mundo pela quinta vez! Justo?

Foto: Eddie Keogh/Reuters (via UOL)

Não teve zebra em Londres.

O marrento Cristiano Ronaldo levou, pela quinta vez, o prêmio de melhor jogador do mundo.

Agora, o craque português está empatado com o também genial Messi.

Neymar, claro, ainda terá que esperar um tempinho para entrar neste “time”.

Mas, e aí, o prêmio está em boas mãos?

Nas outras categorias, Zidane foi escolhido como o melhor técnico da temporada.

Honestamente, Tite merecia, ao menos, estar entre os finalistas.

Buffon foi eleito o melhor goleiro (faltou o Vanderlei na lista, hein?).

E Giroud levou o Prêmio Puskás.

Opine!


Lá se foi o Carboni e que volte o rádio!

 

José Carlos Fantini Carboni (1949 – 2017) saiu da vida e foi para a galeria dos imortais da crônica esportiva.

Voz grossa, nunca gostou do microfone, mas muito disciplinava e orientava a quem o utilizava.

Tanto as estrelas, suas “vítimas” preferidas, quanto as revelações de meninos assustados.

Eu o ouvi pela primeira vez, ao telefone, quando ligou para a assessoria de imprensa do Detran, pedindo ajuda.

Tinham roubado o Fusca dele, lá pelos anos 80.

Sumiu!

E logo Carboni apareceu contratado pela Rádio Jovem Pan I AM vindo de “A Gazeta Esportiva”, uma de minhas faculdades de jornalismo esportivo ao lado das rádios Tupi, (saudades de Pedro Luiz e Haroldo Fernandes), Bandeirantes (ave, Fiori Gigliotti), Nacional do Rio (Ah, Jorge Cury…) e das TVs Tupi de Walter Abrahão e Record de Raul Tabajara.

Via tudo o que podia nelas graças aos “televizinhos” Rubens Abrão e Geraldo Coimbra, lá em Muzambinho (por favor, não sou o ganhador único dos R$ 4 milhões da Mega-Sena da última quinta-feira, infelizmente).

Seo Rubens tinha uma Colorado RQ e o “Gerardo Cuimbra”, sua querida Zenith.

Tudo em branco e preto, com muito chuvisco e Bombril na antena.

Era o que dava!

E não era para ter dado tão cedo para o Carboni.

Mesmo com o fato ou lenda de que “os grandões vivem bem menos do que os baixinhos”.

Xiiiii… tô preocupado!

Mesmo!

Estatura moral também nunca faltou a Carboni.

Competência, amizade e ética igualmente não.

Meu amigo Carboni, a quem chamava de Lee Van Cleef (1925 – 1989), ator americano, e de sósia de outro ator, Odilon Wagner, da Rede Globo, reclamava muito do declínio do rádio esportivo.

E com razão!

“Sumiram os generais e urge que soldados, cabos e sargentos subam de patente”, exemplificava.

E sempre ponderei, concordando, que a meninada de hoje precisava parar de usar o rádio apenas como trampolim para a TV.

Eu também fui, só que sem nunca descer do rádio, hoje e ainda em cinco delas.

Mas, Carboni, agora com mais tempo para olhar tudo literalmente de cima, logo, logo ficará contente.

A coisa anda melhorando, pelo menos em São Paulo, a locomotiva.

Mas nos outros 26 vagões pelo Brasil afora…

A Rádio Globo é forte, como tudo no grupo dos Marinhos, e a TV Globo a está alavancando.

A CBN agregou boa equipe de analistas e narradores, mas falta lá o “homem-tronco” do estúdio para, com autoridade e liderança, disciplinar e distribuir a bola no pós-jogo, muito curtinho.

Todas precisam evitar “miados” em microfones de retaguarda, lugar só de gente de voz que enche o rádio!

A Rádio Bandeirantes garimpou e achou João Paulo Cappellanes, Umberto Ferretti, Vinícius Bueno, as borbulhas de Felipe Garraffa, a memória do Bernardo Ramos, a efetivação de Ulisses Costa (que narrador!), ao lado das grifes Silvério e Zaidan e a persistência de produção do raro Guilherme Heredia Cimatti.

Tem havido por lá memoráveis “Terceiros Tempos” como nos áureos tempos da e na Jovem Pan, de 82 a 2005.

Mas que ela, hoje fortíssima na política, bem na bola rolando, nem tanto no comercial, entenda que Wanderley Nogueira não sabe, soube ou saberá apresentar no estúdio e que não adianta procurar similar de Milton Neves para antes e depois dos jogos.

“Como esse caipira não teve, não tem e não terá outro”, Fernando Luiz Vieira de Mello (1929 – 2001).

Louve-se também o esforço de Weber Lima na Rádio Capital e a liderança de Eder Luiz na Transamérica FM.

Mas essa tem um problema muito sério: é muita propaganda!

Até que não sou contra, mas precisa exagerar tanto?

Enfim, vida longa ao rádio esportivo, esse herói que enfrenta “briga desleal” com tantos jogos simultâneos e campeonatos, de futebol ou não, ao vivo pela TV, aberta e fechada.

Fiori, Pedro, Haroldo, Ênnio, Flávio, Edson, Alfredo, Darcy, Joseval, Doalcey, Zé Italiano, Valdir e Jorge só “enfrentavam” o vídeo-tape horas depois.

Certo, Carboni?

E obrigado por tudo!

Opine!


O Palmeiras encontrou o seu Carille e ainda sonha com a taça!

Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Palmeiras 2 x 0 Ponte Preta

É, meus amigos, parece que o time do Palmeiras ficou mais ligado após a saída de Cuca, não é verdade?

Afinal, sob o comando de Alberto Valentim, o Alviverde até agora tem 100% de aproveitamento.

A vítima da noite foi a desesperada Ponte Preta, que acho mesmo que vai cair…

No Pacaembu, a Macaca, que no começo do ano eliminou o Verdão do Paulista, simplesmente não viu a cor da bola.

O Palmeiras fez 2 a 0, mas poderia ter feito muito mais.

Os gols foram anotados Keno e… Borja (não é mentira!).

E agora que encontrou um “Fábio Carille” para chamar de seu, será que o Palmeiras ainda conseguirá alcançar o Timão?

Nada é impossível!

Sport 1 x 1 Santos

E o Santos precisa agradecer aos céus por ter conseguido somar um pontinho na Ilha do Retiro.

Afinal, o Peixe, que abriu o placar com Ricardo Oliveira aos dois minutos de partida, não jogou absolutamente nada diante do Sport.

Se acomodou com o gol no início e merecia – e MUITO – ter levado a virada do Leão.

Mas, e agora?

A equipe da Vila ainda tem motivos para acreditar?

Flamengo 4 x 1 Bahia

Em casa, Flamengo conseguiu frear a boa fase do Bahia.

E isso com uma belíssima goleada, com direito a dois gols do tão criticado Diego e outros dois do zagueiro Réver.

E aí, será que agora o Mengão vai conseguir embalar?

Vitória 2 x 3 Atlético-PR

Complicada mesmo parece ser a situação do Vitória.

De virada, o time baiano perdeu para o Atlético-PR e voltou a correr sério risco de rebaixamento.

Xiiii…

Opine!


Pelo visto, o Santos quer mesmo entregar a taça para o Timão!

Santos 2 x 2 Vitória

Do que adianta o Corinthians tropeçar tanto neste segundo turno?

Ninguém aproveita, pô!

O Santos, que depois da queda da Libertadores se tornou o maior perseguidor do líder, mais uma vez PIPOCOU!

Agora diante do Vitória, e em casa!

Assim não dá!

E o pior é que o time baiano merecia melhor sorte no duelo.

Isso porque os comandados de Vagner Mancini criaram mais chances de gol do que a equipe da casa.

Ah, se não fosse o Vanderlei…

E por falar em Vagner Mancini, andam dizendo por aí que se Levir não quiser ficar na Vila, a diretoria do Peixe correrá atrás do comandante do Vitória.

Um ótimo nome!

Bom, e agora, entre Santos, Grêmio, Palmeiras e Cruzeiro, vejamos quem ficará com o segundo lugar no Brasileirão.

Afinal, a CBF já pode muito bem mandar a taça para a Rua São Jorge, 777.

Opine!


Que vexame! Será o Corinthians o maior “Cavalo Paraguaio” da história?

Alguém quer, por favor, me dizer onde está o Corinthians?

Na Fonte Nova, o Timão até tentou, mas não viu a cor da bola.

O Bahia foi muito superior e contou com uma “mãozinha” de Fagner e Cássio para vencer.

E olha que o Tricolor de Aço teve um gol anulado, que me pareceu legal, hein?

“Apito Amigo”?

A bem da verdade, o Alvinegro realmente caiu de produção e está correndo sério risco de não levar esse Brasileirão.

Pois jogando essa “bolinha” no segundo turno e com o meu Santos subindo na tabela, a liderança pode ter um novo dono em poucas rodadas.

Mas o que acontece com esse cabisbaixo Corinthians?

Está mais instável do que o São Paulo!

E volto a repetir, será o Timão o maior “Cavalo Paraguaio” da história?

Coritiba 0 x 1 Grêmio

Foi doído, muito doído! Pois o gol saiu nos acréscimos do segundo tempo.

Um resultado injusto, já que o Coritiba dominou todo o jogo.

E o Grêmio, que chutou apenas uma vez ao gol, saiu com a vitória.

Infelizmente, o Coxa já é sério candidato ao rebaixamento.

OPINE!!!