publicidade

Blog do Milton Neves

Categoria : 2017


Os mais votados na coluna “Personalidade” no jornal Agora São Paulo e Portal Terceiro Tempo

Quem participou da seção Personalidade em 2017

Como de costume, a página “Terceiro Tempo” destaca os mais votados das várias categorias da seção “Personalidade”. A seguir, a relação daqueles quer participaram em 2017: Evandro Daolio (engenheiro elétrico e escritor), Ciro Botelho (humorista do “Pânico”), Rico Villaça (radialista, narrador e apresentador), Mauricio Noriega (jornalista), Marco Aurélio Pasquini (ator e designer gráfico), Leonardo Gonzales Fontes (comentarista da 105 FM), Sylvio Micelli (jornalista, escritor e servidor público), Andre Henning (narrador dos canais Esporte Interativo), Sergio Amoroso (empresário e principal acionista do Grupo Jari), Mauro Cezar Pereira (jornalista), Cacá Bueno (piloto da Stock Car), Gustavo Villani (narrador do canal FoxSports), Bruno Monteiro (jornalista da Band), Jorge Nicola (jornalista), Rodolfo Rodrigues (jornalista), Mário de Queiroz Motta Júnior (ex-centroavante e advogado), Luiz Augusto Filizzola D´Urso (advogado Criminalista e auditor no TJD da Federação Paulista de Futebol), Fabio Rodrigues (diretor geral da Estrella Galicia do Brasil), Sílvio Barsetti (jornalista), Daniel Assis Fernandes (comediante), Guilherme Cimatti (jornalista e repórter da Rádio Bandeirantes), Mario Sabino (jornalista), Elidio Lopes Cavalcanti (o Lopes, “O Homem do Vinho”), Derico (músico, escritor e empresário), Dr. Fábio Romeu Canton Filho (advogado – vice-presidente da OAB-SP), Sílvio Lancellotti (jornalista), Estevam Soares (técnico de futebol profissional), Luiz Antônio Prósperi (jornalista), Marcelo Bonfá (jornalista, youtuber e entrevistador), Marcelo Bechler (correspondente do Esporte Interativo e da Rádio Itatiaia, colunista da Mix FM e blogueiro do Lance!), Caio Borelli Zeller (cirurgião dentista), Rogerio Assis (radialista), Jarbas Duarte (jornalista e apresentador), Marco Antonio Teixeira Duarte (bucomaxilofacial), André Natan Nussbacher (industrial, sócio da Tonbras Radex), Anderson Scardoelli (editor responsável pelo Portal Comunique-se), Leandro Massoni (jornalista e escritor), Helton Tavares (gerente de comunicação Latam na Netshoes), Florestan Fernandes Júnior (jornalista), Émerson Gáspari (escritor de livros esportivos), Guilherme Nascimento (professor e autor do almanaque “Santos – 1912-2012”), Marcelo do Ó (narrador da Rádio Globo/CBN e RedeTV!), Arnaldo Branco Filho (jornalista), Antonio Tuccilio (presidente da CNSP) e André Schiliró (fotógrafo de moda).

Os mais votados do ano

Qual o seu time?

1º Corinthians – 25%

2º Palmeiras – 20%

3º Santos – 12.5%

Qual o jogo mais marcante que você assistiu?

1º Brasil 1 x 7 Alemanha (2014) – 10%

1º Brasil 2 x 0 Alemanha (2002) – 10%

3º Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (1977) 5%

Qual a sua seleção de todos os tempos?

1º Brasileira de 70 – 25%

2º Brasileira de 82 – 12.5%

3º Brasileira de 2002 – 5%

Qual a camisa mais bonita?

1º Corinthians – 10%

2º São Paulo – 7.5%

2% Cruzeiro – 7.5%

Qual o melhor e o pior esporte?

Melhor:

1º Futebol – 92.5%

2º Basquete – 2.5%

2º Automobilismo – 2.5%

Pior:

1º Lutas – 30%

2º Beisebol – 7.5%

3º Golfe – 7.5%

Em que rádio você ouve futebol?

1º Bandeirantes – 50%

2º Jovem Pan – 20%

3º Globo – 15%

Qual revista que você lê?

1º Veja – 30%

2º Carta Capital – 15%

3º Placar – 12.5

Qual o melhor e o pior presidente da história do Brasil?

Melhor:

1º Fernando Henrique Cardoso – 27.5%

1º Lula – 27.5%

2º Juscelino Kubitschek – 15%

Pior:

1º Michel Temer – 25%

2º Collor – 20%

3º Lula – 17.5%

A personalidade marcante em sua vida.

1º Pai – 32.5%

2º Mãe – 10%

3º Jesus – 7.5%

Narrador esportivo de TV e de rádio.

TV:

1º Galvão Bueno – 35%

2º Luciano do Valle – 25%

3º Milton Leite – 17.5%

Rádio:

1º José Silvério – 32.5%

2º Fiori Gigliotti – 15%

3º Osmar Santos – 12.5%

Comentarista esportivo de TV e de rádio.

TV:

1º Casagrande – 22.5%

2º Neto – 12.5%

3º Caio Ribeiro – 7.5%

Rádio:

1º Mauro Beting – 20%

2º Claudio Zaidan – 15%

3º Flávio Prado – 12.5%

Repórter esportivo de TV e de rádio.

TV:

1º Mauro Naves – 27.5%

2º Fernando Fernandes – 17%

3º Tino Marcos – 10%

Rádio:

1º Wanderley Nogueira – 27.5%

2º Ana Thaís Matos – 7.5%

2º Ligeirinho – 7.5%

Apresentador esportivo de TV e de rádio.

TV:

1º Milton Neves – 42.5%

2º Galvão Bueno – 10%

2º João Carlos Albuquerque – 10%

Rádio:

1º Milton Neves – 55%

2º Thomaz Rafael – 5%

2º Ricardo Capriotti – 5%

Apresentador de auditório de TV.

1º Silvio Santos – 60%

2º Faustão – 12.5%

3º Serginho Groisman – 7.5%

Melhor ator e melhor atriz no Brasil.

1º Wagner Moura – 22.5%

2º Tony Ramos – 20%

3º Antônio Fagundes – 12.5%

1ª Fernanda Montenegro – 37.5%

2ª Adriana Esteves – 10%

3ª Glória Pires – 7.5%

Jornalista de TV.

1º Ricardo Boechat – 27.5%

2º William Waack – 10%

3º William Bonner – 7.5%

Programa esportivo de TV.

1º Terceiro Tempo – 27.5%

2º Redação SporTV – 10%

3º Os Donos da Bola – 7.5%

Quem melhor escreve sobre esporte no Brasil?

1º Tostão – 27.5%

2º Mauro Beting – 17.5%

3º PVC – 7.5%

O melhor e o pior cartola.

Melhor:

1º Paulo Nobre – 12.5%

2º Vicente Matheus – 7.5%

3º Andrés Sanches – 5%

Pior:

1º Eurico Miranda – 27.5%

2º Ricardo Teixeira – 15%

3º Marco Polo Del Nero – 7.5%

O melhor e o pior técnico.

Melhor:

1º Tite – 62.5

2º Telê Santana – 15%

3º Guardiola – 7.5%

Pior:

1º Felipão – 15%

1º Dunga – 15%

2º Lazaroni – 10%


O Grêmio, o Flamengo e a publicidade

Deu Grêmio pela terceira vez na Libertadores.

Arthur é o melhor do time, disparado!

Na Copa, inicialmente contra Suíça, Costa Rica e Sérvia, nosso time terá Arthur, Neymar e mais nove.

Com Geromel de beque, Grohe entre os três goleiros e Luan entre os 23.

Lanús fez quarta-feira tudo o que argentino sempre fez com time brasileiro quando o jogo é lá: xingou, ofendeu, ameaçou, “tacou” pedra no ônibus, lançou “mijo” contra a imprensa brasileira e até enquadrou membros da comissão técnica gremista em acanhado camarote.

Só se esqueceu de uma coisa básica: jogar bola!

Arthur, o Rei Arthur, não deixou.

E o “poupástico” Renato Gaúcho atingiu os “píncaros da glória”.

Merecido!

Mas, atirou na raposa azul e acertou o urso grená de Lanús.

Inocentes de plantão, saibam que Renato poupou foi para privilegiar a Copa do Brasil, sua verdadeira meta.

A Libertadores, vista como difícil e muito distante, veio no ocasional e no improvável que deu certo.

Como improváveis eram Cortez, Cícero, Jael, Léo Moura, Maicon, Edilson e Fernandinho.

Os refugos rejuvenesceram no time de Arthur.

Já o pobre Muralha envelheceu.

Para sempre?

Até sem jogar, e nem no banco, foi “crucificado” quinta-feira na Colômbia ao ver César pegar pênalti, coisa que ele não vem fazendo há séculos.

Coitado, um Barbosa sem grife.

Que agora o Flamengo ganhe a inexpressiva Sul-Americana, apenas um troquinho para este elenco milionário.

Como milionário é o mundo publicitário, um território não “escanteável”.

Sob pena de colapso da economia e de toda a mídia brasileira e do mundo.

E todos da imprensa, para todo lado, estão dando um jeito de melhor se adequar à publicidade com seus produtos de mídia.

O top The New York Times relutou por uma eternidade, mas há uns cinco anos teve que aceitar anúncios em sua “decisiva” primeira página, a mais importante do planeta.

No Brasil, as revistas semanais e os grandes jornais, há muito tempo, acordaram e aprovaram o inteligente “merchandising impresso” em suas “capas falsas” na forma de “informe publicitário”.

Isso quando não envelopam a edição inteira.

Parabéns, e até hoje não teve macho patrulheiro incoerente para criticar a brilhante ideia de nossos “periódicos” e de seus lúcidos departamentos comerciais.

Já na mídia eletrônica de jornalismo esportivo a publicidade é veiculada desde os anos 13 a.C nas vozes de Jorge Curi, Gagliano Neto, Flávio Araújo, Pedro Luiz, Fiori Gigliotti, Haroldo Fernandes,… Milton Neves e de uns “10 milhões” de eteceteras.

Faltava só a Rede Globo, sempre referencial.

Pois não é que ela também está “miltando”?

“Quem não ‘milta’, se estrumbica”, diz Mauro Beting.

Xi… vai ter “patrulhicídios” por aí!

Os patrulheiros do mundo que são sempre pobres de espírito, paupérrimos de bolso com origem, bilionários de inveja e trilhardários na forma de viver de olho na vida alheia.

É que a Globo, segundo Mauricio Stycer e Cristina Padiglione, respectivamente, liberará seus narradores a citarem ao vivo as marcas dos patrocinadores e que já negocia com seus Netos, Renatas, Miltons e Denilsons para que eles também façam merchans nos programas esportivos que apresentam nas Globos todas.

É a inteligente evolução natural da publicidade, da comunicação e da economia e um pontapé na hipocrisia de se esconder jornalista no “entretenimento” como justificativa para as campanhas publicitárias estreladas por Bial, Fátima, Leifert, Poeta etc.

Diretor Roberto Marinho Neto, jovem e moderno, sacou que “a nova unidade do Esporte tem como uma das frentes ampliar o olhar sobre oportunidades junto aos anunciantes, estudando inclusive modelos mais próximos do entretenimento”, afirmou.

Aliás, futebol nada mais é que entretenimento, como está até na top sigla ESPN, marca mundial cuja letra “E” quer dizer “entertainment”.

Mas, “tucanada” à parte do diretor Marinho Neto, os narradores das TVs globais farão perto do que se faz nas transmissões de futebol desde Nicolau Tuma e os apresentadores agirão na TV como Dercy Gonçalves já fazia desde quando era debutante.

É o que sinalizam os colunistas Stycer e Padiglione.

Parabéns, Rede Globo, que, pelo visto, sacou também que merchan ao vivo, com “bola rolando” nos programas, dá de 10 a 0 em qualquer peça publicitária gravada e cara, veiculada no break, sempre de audiência menor.

Curioso, mas vi esse filme bem antes e já faz 35 anos, no rádio e na TV!

Portanto, “não me combatam, copiem”!

E, assim, permitam-me: смеется (gargalhadas em russo).

Opine!


Brasil de Arthur começa bem a Copa: pegamos um grupo fácil!

Enfim, “começou” a Copa de 2018!

E o Brasil, que TEM que levar para o Mundial o volante Arthur, do Grêmio, se deu muito bem no sorteio dos grupos realizado na tarde desta sexta-feira, na Rússia.

O escrete canarinho está no grupo E e enfrenta, na sequência, as seleções da Suíça, da Costa Rica e da Sérvia.

Que moleza, não é mesmo?

Bom, no primeiro jogo, é provável que o Brasil encontre alguma dificuldade diante do ferrolho suíço.

Mas eles não terão fôlego para segurar Neymar e companhia durante os 90 minutos!

Aí, no segundo duelo, é golear a modesta Costa Rica para enfrentar a Sérvia, na terceira partida, com tranquilidade.

O grande problema de Tite começará nas oitavas de final.

Isso porque cruzaremos com o primeiro ou com o segundo colocado do grupo F, que conta com Coréia do Sul, México, Suécia e… Alemanha!

Lá vêm eles de novo?

Tomara que não!

Pelo menos não tão cedo!

Mas, e aí, o que você achou do grupo do Brasil na Copa?

E, para você, qual é o “grupo da morte”?

Opine!


O Fla está na final, mas só será campeão com Muralha no gol!

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Junior Barranquilla 0 x 2 Flamengo

O Junior Barranquilla não deu nem para o cheirinho!

Perdeu no Maracanã e também no Estádio Metropolitano, na Colômbia, e o Flamengo está garantido na decisão da Copa Sul-Americana!

E o Rubro-Negro só avançou à final graças ao iluminado Vizeu e ao goleiro Cesar, que defendeu uma penalidade em momento delicado da partida.

Mas, mesmo assim, eu tenho certeza de que o Fla só conquistará o título da Sul-Americana com Alex Muralha no gol.

É que o clube da Gávea será castigado pelos deuses da bola se Rueda novamente não tiver saco roxo para bancar o arqueiro.

Afinal, está mais do que na cara que o destino está reservando algo muito especial para o ridicularizado Muralha nestes últimos jogos de 2017.

Concorda com o Milton “Mãe Dináh” Neves aqui?

Opine!


Grêmio atropela o Lanús, conquista a Libertadores e já assusta até o Real Madrid!

 

Lanús 1 x 2 Grêmio

Santos e São Paulo não são mais os únicos clubes brasileiros com três conquistas da Libertadores.

Com uma atuação memorável em Buenos Aires, especialmente no primeiro tempo, o Grêmio trucidou o Lanús e agora também é tri da América.

Pois é, peguei tanto no pé do Renato Gaúcho durante a temporada, e o pior é que ele estava certo!

Valeu a pena poupar tanto os seus jogadores no Campeonato Brasileiro que, convenhamos, hoje em dia tem 62% da importância da Libertadores.

Mas, mesmo assim, ainda acho que o Imortal tinha time para ganhar os dois campeonatos.

Paciência…

Sobre o jogo, o time da casa simplesmente não viu a cor da bola no primeiro tempo!

O Grêmio, desde o início, dominou as ações ofensivas e toda hora levava perigo ao gol defendido por Andrada.

E o primeiro tento da equipe gaúcha saiu aos 27 minutos, quando Fernandinho puxou contra-ataque, correu mais do que o Bolt e, com uma pancada, balançou as redes do Lanús.

Minutos depois, Luan, também em um contra-ataque, driblou meio time adversário antes de ampliar o placar com uma cavadinha simplesmente fantástica!

Essa jogada garantiu o atacante gremista na Copa de 2018!

Depois, na etapa final, o Tricolor tirou o pé e chegou a levar um gol.

Mas, com muita inteligência, soube “cozinhar o galo” e segurar o adversário até o apito final.

Além de Luan, destaco também neste time gremista o zagueiro Geromel e o volante Arthur.

É bom Tite ficar bem de olho neles!

E é bom Tite ficar de olho também em seu emprego!

Afinal, se a seleção vacilar na Copa do Mundo, é bem provável que queiram colocar Renato Gaúcho, o primeiro brasileiro a conquistar a Libertadores como jogador e como treinador, em seu lugar.

E o Real Madrid que se cuide no Mundial de Clubes, hein?

Afinal, o Cristiano Ronaldo não é ruim, mas o Luan está numa fase…

Opine!


Dia de torcer pelo Grêmio e de homenagear os amigos que nos deixaram há um ano!

FOTO: LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA

Enfim, chegou o dia de o Grêmio provar que valeu a pena poupar tanto os seus jogadores nesta temporada!

Dia de o Tricolor gaúcho igualar Santos e São Paulo e se tornar tri da Libertadores da América!

E tudo caminha para que isso aconteça mesmo nesta noite.

Afinal, com todo o respeito ao centenário Lanús, mas o clube argentino não terá camisa para impedir que a taça vá para Porto Alegre.

E, se o título se confirmar, Renato Gaúcho, que diz que foi melhor que Cristiano Ronaldo (mas aí já é assunto para outro post), alcançará um feito inédito.

Será o primeiro brasileiro campeão da Libertadores como jogador e como técnico!

Impressionante, não é mesmo?

Mas, além de acompanhar essa final eletrizante da Libertadores (viva o mata-mata), hoje também é dia de prestar muitas homenagens aos amigos que nos deixaram há um ano na tragédia com o avião da Chapecoense.

Que eles estejam em um bom lugar e que as famílias continuem tendo muita força!

Opine!


O Palmeiras segue voando em jogos desimportantes! E viva o Zé Roberto!

Foto: Agência Palmeiras

Palmeiras 2 x 0 Botafogo

Vocês perceberam que, nesta temporada, sempre que pressionado, o milionário time do Palmeiras amarelou?

“Pipocou” contra a Ponte Preta (Paulista), contra o Cruzeiro (Copa do Brasil), contra o Barcelona-EQU (Libertadores) e contra o Corinthians (Brasileirão).

Mas e em jogos sem importância?

Aí o Verdão vira um Real Madrid, um Barcelona ou um Manchester City!

E, como o duelo desta noite não valia quase nada, é claro que o Palestra deitou e rolou para cima do Botafogo.

Vitória por 2 a 0 com muita facilidade e com direito a golaço de Keno!

Keno que, se jogasse, poderia ter mudado o patamar do Palmeiras em diversos momentos da temporada, não é mesmo?

Bom, mas agora já é tarde…

E, claro, não posso deixar de falar sobre o Zé Roberto, que se despediu dos gramados nesta noite.

Um tremendo gente boa que fez sucesso simplesmente em todos os clubes que jogou.

Um raro exemplo de profissionalismo e de caráter!

Parabéns pela belíssima carreira, gigante Zé Roberto!

Opine!


Rodrigo ou Muralha: quem foi o “bola murcha” da rodada?

Aposto que ambos tiveram muita dificuldade para dormir nesta noite.

Afinal, Rodrigo e Muralha enterraram os seus respectivos times na 37ª rodada do Brasileirão.

Enquanto um “cutucou onça com vara curta”, foi expulso e decretou o rebaixamento da Ponte, o outro engoliu dois grandes frangos na derrota rubro-negra para o Santos.

Mas, para você, qual deles foi o pior?

Quem foi o “bola murcha” da rodada?

Opine!