publicidade

Blog do Milton Neves

Mengo leva virada e vai precisar jogar muito no Maracanã para faturar a Sul-Americana…

Milton Neves

Independiente 2 x 1 Flamengo

Em Avellaneda, nas proximidades de Buenos Aires, o Flamengo saiu na frente com um gol de Réver, de cabeça, no começo do primeiro tempo, aos 9 minutos.

Mas o time carioca, que até teve uma boa chance de ampliar o marcador, recuou muito.

O Independiente, na pressão, começou a mostrar que tinha força para buscar o empate, que aconteceu aos 29, ainda do primeiro tempo, gol do camisa 9 Gigliotti. Que sobrenome saudoso, hein? Do querido Fiori

E, para piorar as coisas, aos 8 minutos da etapa final, Meza colocou o time argentino na frente.

E esse gol fora que o Flamengo marcou não conta a mais na final do torneio.

O time da Gávea terminou o Brasileirão na modesta 6ª colocação, pouca coisa para o time que montou.

Sonhou com a Libertadores e foi eliminado ainda na fase de grupos, e provou o gosto amargo do vice na Copa do Brasil, vencida pelo Cruzeiro.

Para o Mengo, a Sul-Americana é o último suspiro neste 2017 por um título de peso, ainda que não seja “aquele” peso, mas é mais significativo que o Carioca, hoje tão “escanteado” como todos os outros estaduais.

Agora, no Maracanã, o time rubro-negro precisa vencer por dois gols de diferença para não cair na prorrogação e pênaltis.

E a Sul-Americana não interessa apenas ao Flamengo, pois o Galo está na espreita, pois se o time de Reinaldo Rueda for campeão ele garante uma vaga à Libertadores. E o rival Vasco, de quebra, já entraria direto na fase de grupos. E mais: o Sport se garantiria na própria Sul-Americana de 2018.

Será que o Mengão vai jogar direito no Maracanã e faturar a Sul-Americana ou os argentinos já podem encomendar a faixa?

OPINE!