publicidade

Blog do Milton Neves

Bananeira que já deu cacho ainda pode alimentar clubes brasileiros!

Milton Neves

928305570-depois-de-uma-fase-ruim-no-sao-paulo-michel-bastos-chega-ao-palmeiras-para-buscar-felicidade

Você sabe o motivo de a bananeira ser cortada após a colheita do fruto?

Isso acontece porque, pouco tempo depois de dar cacho, a planta seca e morre.

E, se ela não for retirada, acaba atrapalhando o desenvolvimento das novas mudas.

Por isso, surgiu por aí uma expressão que muito provavelmente você já tenha escutado.

“Ah, fulano é bananeira que já deu cacho…”.

Ou seja, ele não tem mais o que acrescentar em determinado assunto.

E eu gosto muito de empregar esta expressão em assuntos futebolísticos

Por exemplo, costumo dizer que quando um jogador não consegue mais lugar em clubes europeus e decide vir jogar no Brasil, é porque ele é bananeira que
já deu cacho.

No entanto, alguns exemplos recentes acabaram desmentindo esta minha teoria.

Diego, que já não cabia no futebol europeu, foi contratado pelo Flamengo e deitou e rolou no ano passado nos gramados brasileiros.

Robinho, que há tempos perdeu espaço nos times mais ricos do mundo, foi o artilheiro do país em 2016, com 25 gols anotados.

E isso tem acontecido porque, hoje, os nossos times, se comparados com as grandes equipes do mundo, são de Série C ou D.

Então, é natural que as bananeiras que já deram cachos na Europa, ainda consigam “alimentar” os nossos clubes.

Por essas e outras, eu aposto que Felipe Melo dará certo no Palmeiras.

Só precisa parar de brigar com jornalistas…

Também acredito que Drogba, mesmo aos 38 anos, ainda tenha lenha para queimar no Corinthians.

Melhor que Jô e que Kazim ele é!

E acho também que Ronaldinho Gaúcho seria uma boa para o Coritiba.

No caso dele, mais pelo marketing do que pelo futebol, é verdade.

Afinal, além do talento com a bola nos pés, os medalhões consagrados também acabam ajudando na divulgação da marca do clube no mundo todo.

E Anelka também teria se dado bem no Atlético-MG.

Pena que toda aquela confusão melou o negócio…

Bom, e tomara que dê certo mesmo essa história do Drogba no Corinthians.

O Timão forte e competitivo garante sempre ótima audiência e, consequentemente, o emprego de muita gente.

É nóis, vai, Curintchá!

Foto: UOL