publicidade

Blog do Milton Neves

Tite, não hipócrita, quer e irá! É só chamar!

Milton Neves

Tite - Foto UOL

Foto: UOL

Hipocrisia é grande mal da humanidade.

Em todos os setores de atividade humana.

Amizades falsas.

Abraços pela frente.

Punhaladas por trás.

Futricas.

Igrejinhas de inseguros.

Fofocas.

Alianças espúrias.

Inveja.

Maledicências.

Patrulhamentos.

O bom patrulheiro é sempre um invejoso visceral, fiel, contumaz, determinado.

Um sofredor diário.

Pesquisador e torcedor do mal.

No mundo inteiro.

Acaba dilacerado em suas entranhas por produção incessante de veneno no organismo.

Antes, “em nome da classe”, seja ela qual for, destila todo seu ódio contra os bem-sucedidos de uma de suas profissões, sem jamais defender ou empregar semelhantes.

Mesmo sendo a principal delas a de “cortejador em seu país de quem está no poder”, seja de qual ideologia for, mas desde que cargos obtenha para apadrinhados.

Depois, reparte-se, com ou sem brigas, verificou-se em grandes escândalos políticos do planeta, tipo o Petrolão.

Nele, indicadores e indicados vivem se contradizendo e se digladiando em intermináveis depoimentos.

É regra mundial.

E neste mundo tão hipócrita, também em nosso cantinho do futebol, o gaúcho Adenor Leonardo Bacchi, conhecido pelo comum apelido de Tite, é uma pessoa incomum.

Competente, honesto, ético por completo, transparente, não hipócrita, não traíra, não invejoso, não patrulheiro, unanimidade nacional e melhor treinador do Brasil faz uns 10 anos.

Odiando acertos e conchavos, nunca atingiu o topo: a Seleção!

Ele anda dizendo que entre o Corinthians e a CBF prefere o gigante de Itaquera.

E vocês queriam o quê?

Que ele virasse o Temer da bola?

Ou que ele dissesse que anda louco para tomar o lugar de Dunga como Felipão 7 a 1 tomou do ruim Mano?

Mano, no entanto, que jamais faria o papelão de Felipão-2014!

Não, é claro que Tite pisa em ovos e anda usando em 100% o seu raro português de “Águia de Haia dos Pampas” (SuperTécnico-2000, na Band) e descarta a Seleção.

Ele não mente, é apenas cauteloso, ético, paciente e observador.

E sabe que a Seleção não tem como fugir dele com o iminente “Impeachment Popular e Técnico” de Dunga.

No dia 25 de janeiro de 2012 disse a mim, a Vitor Guedes, a Eduardo Barão e a Alex Muller, em “Mesa Redonda” da Rádio Band News FM no Mercadão da Cantareira, que “quem ganha o Paulistão, o Brasileirão, a Libertadores e o Mundial acaba mesmo na Seleção”.

E disse mais: “Se eu ganhar tudo isso, serei merecedor do cargo principal de nosso futebol, a Seleção! E quero chegar lá!”, frisou.

E hoje, além de ter ganho tudo que almejava, agregou muita experiência e enorme reconhecimento de todos os torcedores do Brasil.

Eu disse TODOS!

Assim, é só esperar.

Antes, ele seguirá em seu nobre dia a dia “esquivando-se” da Seleção, mas, merecidamente, se demitirem mesmo o Dunga, e logo, Tite assumirá!

É certeza!

Eu garanto!

E deixemos de hipocrisia.

OPINE!!!