publicidade

Blog do Milton Neves

Boicote da Globo e da CBF ao Allianz Parque deve complicar ainda mais a vida do Corinthians. Afinal, quem vai querer batizar o Itaquerão sabendo que terá seu nome constantemente censurado pela emissora e pela entidade?

Milton Neves

allianz

Foto: Guilherme Palenzuela/UOL

O assunto bombou durante o final de semana.

Antes da partida entre Palmeiras e Atlético-MG, uma empresa contratada pela CBF, sem mais nem menos, cobriu a placa que mostrava o nome do estádio palmeirense, o Allianz Parque.

Entendo que foi um belo tiro no pé, pois a censura acabou dando ainda mais visibilidade para a marca que batizou a arena verde.

No entanto, vejo que tal atitude, somada ao boicote da Globo, que insiste em chamar o estádio de Arena Palmeiras, pode dificultar ainda mais a vida do Corinthians, que tenta há “séculos” vender os naming rights do Itaquerão.

Afinal, a censura da emissora e da entidade que comanda o futebol brasileiro, por mais que cause muita repercussão, passa a impressão de que o patrocínio se dá de uma maneira ilegal.

Isso deve afugentar ainda mais as empresas que tinham a intenção de batizar o Itaquerão.

Pobre Corinthians…

Cada dia que passa, o sonho da casa própria vai se tornando um mico ainda maior para o Alvinegro.

Era melhor ter arrendado o Pacaembu e, com 25% do dinheiro enterrado na zona leste, teria um estádio igual ao do exemplar Allianz Parque do Palmeiras.

Agora é tarde…

Opine!

Compartilhe: