publicidade

Blog do Milton Neves

Histórico prova que a Copa de 2014 está no colo do Brasil!!! Se não ganharmos na bola, vai ser “à la Corinthians” no Apito Amigo!!!

Milton Neves

A Copa de 2014 está no colo do Brasil.

Se não ganharmos na bola, vai ser “à la Corinthians”:  no Apito Amigo.

Fato que já aconteceu com nossa seleção em outras oportunidades, como mostra a ótima reportagem divulgada no UOL, reproduzida a seguir:

Post_01BRASIL x SUÍÇA, 1950 – Ademir de Menezes saiu com a bola pela linha de fundo, antes de centrar para o gol de Alfredo. Todo o Pacaembu viu, mas o juiz espanhol Ramon Azon Roma validou o lance, para fúria dos suíços. No final, empate por 2 a 2, sofrido, ainda pela primeira fase.

 

post_02BRASIL x ESPANHA, 1962 – O duelo entre Brasil e Espanha valia uma vaga nas quartas de final. Em desvantagem no placar, a seleção viu a eliminação de perto quando Nilton Santos derrubou Collar na área. Mas o genial lateral brasileiro deu um passinho para frente e enganou o árbitro chileno Sergio Bustamante. que anotou infração fora da área. Depois, o time viraria o placar com dois gols de Amarildo.

 

post_03BRASIL x INGLATERRA, 1970 – Francis Lee acertou o rosto do goleiro Felix em uma dividida na área. Minutos depois, o capitão Carlos Alberto Torres (foto) não teve dúvidas e deu o troco, com um pontapé claramente calculado para cima do adversário inglês. O lance violento acabou sendo ignorado pelo árbitro israelense Abraham Klein.

 

post_04BRASIL x URUGUAI, 1970 – Pelé não produziu em campo apenas maravilhas. A face perversa do Rei veio à tona em algumas oportunidades, inclusive em Copas. Na semifinal de 1970 contra o Uruguai, cansado de apanhar, o ídolo deixou a bola correr e esperou o momento certo para acertar uma cotovelada em Matosas sem chamar muito atenção. O árbitro espanhol José Ortiz de Mendibil não viu ou não teve coragem de expulsar a lenda da camisa 10.

 

post_05BRASIL x ITÁLIA, 1982 – O jogo já se encaminhava para o fim, com o placar de 3 a 2 que levava os italianos para a semifinal. Mas o árbitro israelense Abraham Klein invalidou o gol legal de Giancarlo Antognoni (foto), assinalando um impedimento que ninguém entendeu. Mas justiça seja feita: no primeiro tempo o Brasil também foi prejudicado, quando Gentile rasgou a camisa de Zico dentro da área.

 

post_06BRASIL x ESPANHA, 1986 – O Brasil estreou no Mundial do México com vitória por 1 a 0 sobre a Espanha. Mas antes do gol de Sócrates, com o placar em zero, uma bola de Michel bateu no travessão e pingou além da linha da meta defendida por Carlos. No entanto, a arbitragem do australiano Christopher Bambridge deixou o jogo seguir.

 

post_07BRASIL x HOLANDA, 1994 – Branco teve uma das melhores atuações da carreira em Dallas contra a Holanda, pelas quartas de final. Antes de marcar o gol da classificação de falta, o lateral cavou a infração numa disputa com Marc Overmars, quando acertou um tapa no holandês e depois se atirou no gramado.

 

post_08BRASIL x TURQUIA, 2002 – O Brasil estreou na Ásia com uma polêmica vitória sobre a Turquia. Já no fim, Luizão foi derrubado fora da área por Alpay Ozalan, mas o árbitro coreano Kim Young Joo assinalou pênalti, posteriormente convertido por Rivaldo.

 

post_09BRASIL x BÉLGICA, 2002 – O juiz jamaicano Peter Prendargast livrou a cara do Brasil em um difícil duelo de oitavas com a Bélgica. Marc Wilmots ganhou de Roque Jr. no ar e anotou para os belgas, quando o placar ainda apontava 0 a 0. Mas a arbitragem anulou o gol legal. Mais adiante, Rivaldo e Ronaldo classificaram a seleção.

 

post_10BRASIL x COSTA DO MARFIM, 2010 – Luís Fabiano fez um golaço no Soccer City contra a Costa do Marfim, seu segundo na vitória por 3 a 1. No entanto, o centroavante usou o braço em duas oportunidades para não deixar a bola escapar. O árbitro francês Stéphane Lannoy ignorou as reclamações africanas e validou o gol.

Na sua opinião, o Brasil é favorito na bola?

OPINE!!