publicidade

Blog do Milton Neves

Veja qual a camisa mais cara e rentável do futebol brasileiro depois da frase do mestre Pedro Tengrouse, da FGV: “É preciso olhar para o futebol como atividade econômica, não apenas como lúdica”!

Milton Neves

O professor-doutor da FGV foi no âmago da questão!

Acabou o romantismo, e neste momento mais do que nunca o futebol é negócio em todos os seus sentidos e em todos os seus segmentos correlatos.

Agora o futebol no todo é emoção, paixão, negócio, lazer e…entretenimento!

Basta ver o que significa a letra “E” na poderosa marca mundial esportiva “ESPN”.

Nas Copas, então, o futebol influi na economia a até na política “deste país”, lulamente falando.

Mas vamos ao ranking de valor de mercado das camisas sagradas de nossos times de futebol, baseado também no poder de exposição espontânea de mídia do clube.

No estudo, que o DATANEVES “contratou” junto aos 20 maiores e mais renomados grupos econômicos e pós-graduados do mundo, chegamos aos percentuais abaixo.

Neles, são contemplados quantidade de torcedores, poder aquisitivo deles, região social e econômica do torcedor-consumidor, tradição, paixão e o estado líder da maior concentração dos aficionados deste ou daquele time.

Tudo isso além do poder de cada um na venda de camisas em lojas ou web.

O líder, o Corinthians, dono hoje da maior torcida do Brasil, consome tanto e vende tudo o que se relaciona com o clube, que extrapolou seus limites de influência de time de futebol.

Hoje, somados todos os seus pontos positivos, a camisa do Corinthians virou um veículo, um poderoso veículo de comunicação publicitária.

Neste momento no Brasil a camisa do bicampeão mundial é uma rede de TV, um grande Portal como o UOL, uma grande rede nacional de rádio ou um grande jornal como Folha, Estado ou O Globo.

Anunciar neles é retorno garantido.

Como é também na “TV Corinthians”, no “Jornal Corinthians”, na “Rádio Corinthians”, no “Portal Corinthians” ou no grande “Outdoor Nacional Corinthians”, que são a camisa corintiana.

Mas, enfim, qual o ranking das camisas de maior resposta comercial para seus patrocinadores?

E repito: a tabela contempla também o poder aquisitivo regional das torcidas.

Opine! Com base!

Compartilhe: