publicidade

Blog do Milton Neves

Na semana de gansos e cisnes, fênix palmeirense mostra que ainda há esperança; enquanto isso, Fluminense usa e abusa do “Apito Amigo”!

Milton Neves

Se a semana foi marcada por gansos e cisnes, nada melhor que a fênix alviverde aparecer das cinzas.

No embalo da ave mitológica, o Palmeiras ainda sonha em permanecer na elite do futebol nacional.

Contra o Figueirense, fora de casa, fez o resultado nos primeiros 15 minutos de jogo.

Em poucas palavras, o Verdão jogou como time grande.

Coisa que não fazia há tempos.

Friamente, o resultado foi espetacular.

Pois os catarinenses são adversários diretos na luta contra o rebaixamento.

Mas, sinceramente, é difícil acreditar que o Palmeiras consiga juntar forças e deixar o Z-4.

Será que Gilson Kleina chegou para a segunda Arrancada Heroica?

Ou esta foi a típica vitória para impressionar o novo treinador?

No Raulino de Oliveira…

O Fluminense é a antítese do Atlético-MG.

Enquanto o Galo é o clube mais prejudicado pela arbitragem, o Tricolor carioca faz uso indiscriminado do “Apito Amigo”.

Desta vez, contra o Náutico, não poderia ser diferente.

A liderança do clube das Laranjeiras se resume ao décimo segundo jogador: o juiz.

Mesmo abrindo dois a zero no placar, os cariocas não tiveram fôlego para segurar o Timbu, que descontou na metade do segundo tempo.

Do tento pernambucano para o final do jogo, houve um verdadeiro bombardeiro à área de Diego Cavalieri.

Em um destes lances, o zagueiro Gum cometeu pênalti absurdo, que não foi visto pelo Mr. Magoo que apitava a partida.

O Náutico foi afanado na mão grande.

E o Fluzão é uma espécie de Corinthians no quesito “Apito Amigo”.

Vergonha!

No Pacaembu…

A Portuguesa acabou com o Santos.

Mesmo com o Alvinegro começando melhor a partida, a Lusa foi mais competente na hora de finalizar.

E, segundo o craque Neto, o atacante Bruno Mineiro já merece seleção.

Seu aproveitamento na linha de frente lusitana é invejável.

E até quando vai durar a paciência da torcida santista com Muricy?

Opine!

Compartilhe: