publicidade

Blog do Milton Neves

Audácia de Nobre começa a dar certo. Palmeiras arrasador assusta rivais. Favorito ao título?

Capturar

Palmeiras 3 x 1 Osasco Audax

Seis minutos bastaram para que o novo Palmeiras começasse a mostrar sua cara.

O primeiro dos muitos chapéus aplicados pelo Verdão em seus rivais foi em sua contratação.

Nada mais justo deixar com ele, a tarefa de iniciar as atividades do novo Palmeiras.

Assim, Leandro Pereira abriu o placar logo aos seis minutos.

Apenas sete minutos depois, Robinho, o genérico, fez mais um.

Tamanho ímpeto fez com que fosse impossível não se lembrar de uma certa semifinal da última Copa do Mundo.

Após o “susto inicial”, uma sucessão de chances desperdiçadas serviram para mostrar ao palmeirense mais incrédulo, que ele ainda não está no paraíso. Ou está?

O relógio marca 35 minutos, enquanto Maikon Leite marca o terceiro para o alviverde.

Chega o intervalo serviu para equilibrar um pouco a partida.

Outras inúmeras chances perdidas no segundo tempo, se não ampliaram o placar, ao menos tornam ainda mais distante o assombroso ano de 2014.

Nem o gol de Rafinha para o Audax Osasco, no último lance, serviu para desanimar a torcida.

Imponente. Assim foi o Palmeiras em seu primeiro jogo do ano pelo Paulistão.

Poderá este elenco tornar novamente o Palmeiras, de fato, campeão?

Foto: UOL

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Não é só a água que está acabando, o “petróleo é nosso” e o romantismo do futebol também

pdt_img_112230

Vocês viram Neymar acabando com o violento Atlético de Madrid na quarta-feira?

Ele foi chutado, ofendido, agredido verbalmente em fratura exposta da honra e o brucutu Juanfran ainda lhe mostrou sete dedos, sinalizando os eternos 7 a 1 do Mineirão.

Ah, aqueles 7 a 1 da Alemanha by Felipão, hein?

Nos próximos 11.987.117 anos aquele “feito felipônico” não será esquecido.

E como respondeu Neymar?

Com dribles, revides à altura de um menino magrinho, mas macho, sobretudo com gols.

Foram “trocentos” dribles, assistências, liderança, protagonismo e duas bolas nas redes.

Num dos gols ele poderia ter feito de “bola e tudo”.

O que hoje é considerado “desrespeito ao adversário”, era comum em nosso futebol do passado quando não havia tanta frescura e regras repressoras de “futechatos”.

Hoje “nada pode” e a coisa ficou modorrenta, segue respirando essa porcaria dos pontos corridos, os craques sumiram, sendo todos mocinhos ótimos para genro e nossa seleção no cenário internacional virou um goleiro reserva do Rogério Ceni.

Ah, Neymar, você deveria ter entrado de “bola e tudo”!

Antigamente era assim, ninguém reclamava e o Atlético de Madrid precisava dessa humilhada para deixar de ser besta.

E o tanto de coisa boa de ontem que também desapareceu de nosso futebol, de nossas vidas e da literatura esportiva, coisas folclóricas ou não?

O narrador de rádio não fala mais “mata no peito e baixa na terra” porque os campos foram gramados.

E as “regras” da chamada “Fifa do Interior”?

“Bola prensada é da defesa”.

“Dois ‘num’ é falta” (já imaginaram a Holanda-74? Se essa “regra” fosse lei naquela Copa seria falta toda hora na base de “três ‘num'”, “cinco ‘num'” ou até “sete ‘num'”).

E tinha mais.

“O dono da bola sai com ela duas vezes: no início e no reinício do jogo”.

“Três ‘córni’ é pênalti”.

“Três bolas nas traves valem um gol”.

“Lance duvidoso é sempre dado para o time da casa”.

Tudo isso com chuva ou sem chuva.

E não é que a chuva também sumiu?

Sumiço que anda tornando superados, inaplicáveis ou inócuos antigos e marcantes bordões de nosso dia a dia.

“Xiiiiiiiii… O time tal ou o governo de fulano está fazendo água…”

“Meu Deus, o cara deu com os burros n’água”.

“Compadre, a conversa vai ser longa, então vá tirar o seu cavalo da chuva”.

“Você acha isso fácil? Pode ir tirando seu cavalinho da chuva”.

Ou “o cara tem tanto dinheiro ‘qui’ nem água, sô”.

E o clássico “a vaca foi para o brejo”?

Como sumiram a água e a chuva, são frases, expressões e ditados que entraram em desuso e também não existe brejo sem água.

Sobrou só o “aquela água que o passarinho não bebe”.

E ninguém deve beber mesmo, sob pena de piorar de vez.

Como já pioraram os antigos e épicos campeonatos paulista e carioca.

E não há como piorar mais.

A coisa chegou no osso e no fundo e ficou preta como o petróleo e os subterrâneos da Petrobras.

Imagem: Túlio Nassif/ Portal TT

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Bolão: Timão e Tricolor iniciam o Paulistão com vitória, enquanto Palmeiras e Santos ficam apenas no empate; pelo Carioca, Flamengo e Vasco tropeçam; Grêmio de Felipão enfia 7 a 1 no União Frederiquense; Atlético empolga no Mineiro, enquanto Cruzeiro decepciona; e Bahia passa pelo Vitória genérico!

bolao c

Anderson Silva x Nick Diaz. Na luta, temos três opções:

1 – Ou o Anderson ganha fácil do semi-aposentado Nick Dias.

2 – Ou ganha sem convencer e decide encerrar a carreira.

3 – Ou ainda ele perde e pendura de vez as luvas.

Eu fico com a primeira opção!

Campeonato Paulista

Bragantino 1 x 0 São Bernardo. O time da Terra da Linguiça conquistará um bom resultado em sua estreia no Paulistão.

Audax 1 x 1 Palmeiras. Mesmo com os reforços, o Verdão demorará a engrenar. Nesta primeira rodada, apenas um empate.

Capivariano 0 x 2 Red Bull Brasil. Os dois gols do Red Bull serão marcados por Lulinha, o Neymar do Parque São Jorge (cada um tem o Neymar que merece).

XV de Piracicaba 1 x 1 Mogi Mirim. Um empatezinho sem graça na estreia das equipes no Paulistão.

Penapolense 1 x 2 São Paulo. O Tricolor se vingará da eliminação para a equipe interiorana na temporada passada.

Corinthians 3 x 0 Marília. Usando todos os ensinamentos que passei em Fort Lauderdale-EUA, o Timão goleará o simpático Marília.

Ponte Preta 2 x 0 Portuguesa. Será apenas o início de mais um ano terrível para a Portuguesa. E a Macaca pode surpreender, hein?

Santos 1 x 1 Ituano. O Peixe iniciará o Paulistão em marcha lenta. E é melhor acordar logo, pois a possibilidade de rebaixamento não é pequena.

São Bento 1 x 2 Linense. Boa vitória do Elefante da Noroeste na estreia do Paulistão.

Rio Claro 0 x 1 Botafogo-SP. O Botinha segue bem após o vice da Copinha São Paulo.

Campeonato Carioca

Botafogo 2 x 0 Boa Vista. Mesmo com todos os problemas fora de campo, o Fogão vai começar bem no Carioca.

Macaé 1 x 0 Flamengo. O Rubro-Negro será surpreendido em seu primeiro jogo pelo estadual. Mas, no decorrer da temporada, Luxa dará um jeito na equipe.

Cabofriense 2 x 1 Vasco. Mesmo de volta à Séria A do Brasileirão, o Cruzmaltino seguirá tropeçando em jogos considerados fáceis.

Fluminense 1 x 1 Friburguense. O gol de empate do Flu sairá aos 49 do segundo tempo. E com um pênalti bem duvidoso!

Campeonato Gaúcho

Grêmio 7 x 1 União Frederiquense. Felipão, enfim, conseguirá superar o seu maior trauma.

Lajeadense 1 x 1 Internacional. O Colorado estreará com um mini-tropeço no estadual.

Campeonato Mineiro

Atlético-MG 2 x 0 Tupi. Mesmo com o time ainda em formação, o Galo conseguirá boa vitória em seu primeiro jogo oficial do ano.

Democrata 3 x 1 Cruzeiro. Depois do desmanche no elenco, é bom a Raposa ficar de olho bem aberto, pois há a possibilidade de a equipe celeste não se classificar para a fase final do Mineiro.

Campeonato Paranaense

Nacional 0 x 2 Coritiba. Mesmo sem Alex, aposentado, o Coxa iniciará bem o Paranaense.

Cascavel 2 x 1 Atlético-PR. O Cascavel dará uma dolorida “picada” no Furacão.

Campeonato Baiano

Bahia 1 x 0 Vitória da Conquista. Quem mandou o rival se chamar Vitória?

Vitória 1 x 1 Bahia de Feira. O Rubro-Negro baiano decepcionará em sua estreia no estadual.

COLOQUE SEU E-MAIL PARA CONTATO NA MENSAGEM, OK?

Os palpites postados serão válidos até às 16h30 (horário de Brasília) deste sábado (06/12/2014).

Apenas um prognóstico por participante, um único IP, ok?. Aqueles que enviarem mais de um prognóstico não serão considerados. Favor escrever os nomes dos times do jeito que eu fiz, pois fica fácil na hora de conferir. Portanto, não valerão palpites com abreviaturas, apelidos e sem acentos. Em caso de empate, o vencedor será definido por sorteio.

E o felizardo (ou felizarda) vai receber em casa um par de calçado Rafarillo (não necessariamente igual aos das fotos abaixo), pois a remessa depende dos modelos disponíveis no estoque do fabricante, OK?

loira 1

loira 2

Fotos: Marcos Júnior/Portal Terceiro Tempo

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Romário reacende a polêmica: afinal, Neymar é negro ou não é?

neymar

Por Marcondes Brito

http://blogs.band.com.br/marcondesbrito/

Por falta de provas, a CBF decidiu deixar pra lá a denúncia de racismo contra o jogador Marcos Guilherme, da seleção sub-20 que está disputando o Sul-Americano.

Ele teria sido chamado de “macaco” pelo uruguaio Facundo Castro, mas vai ficar o dito pelo não dito.

O tema reacende uma polêmica que já consumiu muito espaço na mídia.

E coincide com uma entrevista que o senador Romário deu à revista TPM.

Perguntaram ao baixinho se ele era preto ou branco.

Foi, na verdade, uma provocação em cima do fato de Neymar já ter falado reiteradas vezes que não se considera negro.

A resposta de Romário:

“Eu sou negro. Se ele [Neymar] não se acha negro, não é negro. Ele é quem decide. Não acredito que ele fale isso por ter vergonha de se admitir negro. É porque realmente não se acha negro. Eu sou preto. E está tudo certo”.

Sim, está tudo certo.

Só os idiotas podem alimentar algum preconceito em relação a isso.

Mas se Neymar acha mesmo que é branco, que tal dar uma olhada o desenho promocional acima que o Barcelona distribuiu esses dias.

Nele são retratados seis jogadores do clube. Só um deles tem a pele escura.

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Love no Timão? Se o atacante for anunciado pelo Corinthians, o furo é de Eduardo Savóia (com 10 anos de atraso)!

Quem acompanhava o “Debate Bola”, programa comandado por mim e que marcou época na Record, se lembra que em 2005, quando da parceria entre Corinthians e MSI, os debates ferviam em função das possíveis contratações do Alvinegro.

Um assunto que gerou muita polêmica na atração foi o interesse da parceira corintiana no atacante Vagner Love, que jogava na Rússia e poderia vir para o Parque São Jorge para formar dupla de ataque com Carlitos Tevez.

E o jornalista do programa que mais bancava a vinda de Love para o Timão era o grande Eduardo Savoia, que segue trabalhando na Record e também na Rádio Transamérica.

Após o negócio “melar”, os corintianos ficaram furiosos com jornalista.

Até foi criada uma comunidade no falecido Orkut com o nome: “Savóia, cadê o Vagner Love?”.

E não é que depois de 10 anos o “furo” do jornalista, que sempre foi injustiçado por Paulo Morsa, pode se concretizar?

Vagner Love se desligou nessa semana do Shandong Luneng, da China, e está cavando uma vaguinha em algum time do Brasil.

E, segundo reportagem do Portal UOL, assinada por Dassler Marques, o fato de o atacante estar livre no mercado tem agitado os bastidores do Timão.

Seria uma boa para a equipe do Parque São Jorge, que está prestes a perder Guerrero?

E, segundo o grande Alexandre Praetzel, o Palmeiras também tem interesse em Love.

No entanto, dois fatores podem atrapalhar o retorno dele ao Verdão: a rejeição da torcida e o alto salário.

E então, amigo internauta, será que o furo de Savóia se concretizará 10 anos depois?

Ou Love acertará com outro clube brasileiro?

E será que ele ainda conseguirá render bem por aqui?

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Qual é o melhor time paulista para a temporada 2015? Veja a análise e deixe a sua opinião!

blog rafael

Por Rafael Serra

A medida que a pré-temporada chega ao fim, as equipes aos poucos vão tomando forma. Como não poderia deixar de ser, uma das janelas de transferência mais movimentadas dos últimos anos, trouxe consigo uma infinidade de provocações, sonhos e projeções por parte dos torcedores paulistas.

Algumas questões não saem do imaginário dos apaixonados por futebol. Teria o novo Palmeiras condições de disputar títulos já nesse ano? Corinthians e São Paulo estão mais fortes para a disputa da Libertadores? O Santos jogará para não ser rebaixado?

Para tirar essas dúvidas, avaliamos cada um dos grandes de São Paulo, comparando também com seus respectivos elencos do ano passado. Para isso daremos notas de 0 a 10 para cada provável titular, e também para um reserva de cada posição (Um goleiro, um lateral, um zagueiro, um volante, um meia e um atacante).

São Paulo

Entre idas e vindas, pode-se dizer que o São Paulo sai prejudicado com a virada do ano. Apesar dos bons reforços pontuais contratados pelos comandados de Carlos Miguel Aidar, ainda não se sabe o real impacto da saída do astro Kaká.

Titulares

Ceni

Poucos discordam quando Ceni é apontado como o maior jogador da história do clube. Além dos recordes, também pesa a seu favor seu poder de liderança e experiência. As últimas atuações no Brasileirão, mostraram que os reflexos do jogador ainda podem ser úteis ao Tricolor, que apesar de sua idade, ainda é um dos melhores goleiros em atividade no país.

Nota 8

Bruno

Apesar da evolução de Húdson, avaliamos que a primeira opção de Muricy será pelo novo reforço. Bruno fez um bom Campeonato Brasileiro pelo Fluminense, e tudo indica que a lateral-direita do São Paulo terá uma ligeira evolução.

Nota 6

Rafael Tolói

A curta passagem pelo futebol italiano fez muito bem ao zagueiro. Após um início muito irregular no ano em que chegou ao São Paulo, a última temporada fez com que a titularidade de Tolói tenha se tornado quase uma unanimidade entre a torcida.

Nota 6,5

Édson Silva

Ainda muito criticado, Édson Silva parece ter ganho a confiança de Muricy em 2014. No entanto, deve perder a posição quando Rodrigo Caio estiver recuperado.

Nota 6

Carlinhos

A raça do uruguaio Álvaro Pereira não foi o suficiente para garantir sua titularidade. A lateral-esquerda agora tem outro dono, Carlinhos, destaque do Fluminense há algumas temporadas. Tem tudo pra dar certo.

Nota 7

Denílson

Sua regularidade impede maiores questionamentos. Nunca chegou a brilhar, como se esperava no início de sua carreira, mas fez um bom Brasileirão.

Nota 6,5

Souza

Talvez a maior surpresa são-paulina da última temporada, Souza foi um dos melhores volantes do país em 2014. Tanto que acabou convocado por Dunga para alguns dos últimos amistosos da seleção.

Nota 7,5

Michel Bastos

Fez uma boa temporada, apesar dos constantes e desnecessários cartões. Na ausência de um substituto para Kaká, deve dividir a criação Tricolor com Ganso.

Nota 7

Ganso

Um dos maiores talentos produzidos pelo futebol brasileiro nos últimos dez anos, Ganso é a maior estrela do grupo. Após uma boa temporada em 2014, deve voltar a seleção caso mantenha uma regularidade.

Nota 8

Alan Kardec

Após sua controversa saída do Palmeiras, Kardec não demorou para deixar Pato no banco. A parceria com Luís Fabiano faz com que o São Paulo tenha uma das melhores duplas de ataque do país.

Nota 7,5

Luís Fabiano

O jogador já não tem a mesma capacidade de decisão de alguns anos atrás, natural para quem completou 34 anos. No entanto, ainda é muito importante para o time e continua como um dos melhores centroavantes brasileiros em atividade. Parece enfim estar maduro para evitar provocações e transmitir segurança aos jogadores mais inexperientes.

Nota 7,5

Reservas

Dênis – 6,5

Húdson – 6

Rodrigo Caio – 7

Thiago Mendes – 7

Boschilia – 6,5

Pato – 7

MÉDIA DO TIME TITULAR: 7,09

Corinthians

O balanço entre o Corinthians que encerrou 2014 e o que inicia 2015 é positivo. Vieram Cristian, Edílson e Mendoza, todos com potencial para ser titular. Saíram Danilo Fernandes, Ferrugem e Anderson Martins, sendo que apenas o último era utilizado com frequência.

Titulares

Cássio

Difícil falar de Cássio sem se lembrar do duelo que o goleiro travou contra Diego Souza. É muito provável que aquela tenha sido a defesa mais importante da história do clube. Apesar do nível do goleiro ter caído desde então, seu reflexo apurado faz com que seja difícil questioná-lo na meta alvinegra.

Nota 7,5

Fágner

Chegou como a salvação da lavoura, mas aos poucos o status de unanimidade acabou se esvaindo. Apesar de não defender com a mesma qualidade que ataca, é um dos melhores laterais-direitos em atividade no país.

Nota 6,5

Gil

Quando chegou, em 2013, não precisou de muito tempo para mostar a que veio. Extremamente seguro e aguerrido, Gil é um dos pilares do time. Tanto que desbancou Chicão e Paulo André, logo após o título mundial, um feito admirável.

Nota 7,5

Felipe*

A maior carência do elenco corintiano é achar um companheiro para Gil. Desde a saída de Cléber, no meio de 2014, o clube não conseguiu encontrar alguém que caísse nas graças da torcida. Felipe, novo titular após a saída de Anderson Martins, acumula alguns erros que o fazem não contar com a confiança de muita gente.

Nota 5,5

Fábio Santos

Impressiona a evolução do lateral desde que chegou ao clube, em 2011. Sua primeira partida foi contra o Tolima, na fatídica eliminação precoce na pré-libertadores. Hoje, quatro anos depois, evoluiu demais e conquistou quase tudo o que era possível com a camisa corintiana, e se não é idolatrado, é extremamente respeitado pela Fiel.

Nota 7

Ralf

Não mostrou em 2014 o mesmo futebol que o tornou ídolo do time, ainda assim é um dos melhores primeiro volantes do Brasil.

Nota 7,5

Elias

Chegou com status de craque, e até agora não justificou tanta expectativa. Esteve apagado durante o Campeonato Brasileiro, mas tem tudo para evoluir.

Nota 7

Lodeiro

Não rendeu o que se esperava no Botafogo e ficou longe de conseguir uma vaga de titular no time de Mano. Foi titular nos amistosos de pré-temporada e jogou bem. É difícil prever se irá deslanchar.

Nota 6,5

Renato Augusto

Não fosse sua falta de regularidade, seria inquestionável. Alterna ótimas partidas, com jogos em que mal aparece em campo. A sequência sem lesões é algo que o ajudou a fazer um bom segundo semestre.

Nota 7,5

Emerson

Imprevisível. Sua forma física não condiz com a de um atleta com 36 anos, ao mesmo tempo, é uma bomba relógio, que pode de uma hora para outra, implodir o elenco. Se souber manter o foco, será muito importante se o clube avançar para a fase de grupos da Libertadores.

Nota 7

Guerrero

Maior ídolo do elenco atual, fez um segundo semestre impecável. Se repetir o desempenho em 2015, o Corinthians tem tudo para ser protagonista de todas as competições que disputar.

Nota 8

*Edu Dracena não tinha sido oficializado até a conclusão da análise.

Reservas (Apenas um por posição)

Walter – 7

Edílson – 6,5

Yago – 6

Cristian – 7

Danilo – 7

Malcom – 7

MÉDIA DO TIME TITULAR: 7,04

Palmeiras

Nem o mais otimista dos palmeirenses esperava um começo de ano tão animador. Com a vinda do novo diretor de futebol, Alexandre Mattos, o clube demorou poucos dias para concretizar a improvável contratação de Dudu. A negociação fez com que a arranhada auto-estima alviverde voltasse a tona, e tal qual um efeito dominó, os reforços foram chegando hora após hora. 2015 tem tudo para ser o ano da ressurreição alviverde.

Titulares

Fernando Prass

Absoluto desde chegou ao clube, Fernando Prass é o primeiro goleiro a cair nas graças da torcida após a saída de Marcos.

Nota 7,5

Lucas

Chegou a jogar pela seleção brasileira quando Mano Menezes era o técnico. Não repetiu o sucesso nas última temporadas, mas é um bom reforço para um grupo carente de boas opções e conta com a confiança do treinador.

Nota 6

Tobio

Foi o melhor zagueiro da equipe durante 2014, o que não significa muita coisa. É técnico e jovem, e deve ser um dos titulares de Oswaldo.

Nota 6,5

Jackson

De mal aproveitado no Inter a destaque do último Campeonato Brasileiro, em apenas um ano. Era cobiçado também pelo Corinthians.

Nota 6,5

Zé Roberto

Dispensa comentários. Mesmo com a idade avançada, foi o melhor lateral-esquerdo do último Campeonato Brasileiro. É polivalente, e sua liderança e experiência devem ser primordiais para o novo time do Palmeiras.

Nota 7,5

Amaral

Volante seguro, fez um bom Campeonato Brasileiro pelo Goiás. Teve identificação imediata com a torcida por ter feito uma declaração em 2007, na qual comemorava o rebaixamento do Corinthians.

Nota 6,5

Gabriel

Um dos poucos que se salvaram na péssima campanha do Botafogo em 2014. Jovem e ótimo desarmador, tem tudo pra se revelar uma grande contratação.

Nota 7

Alan Patrick

É apenas um dos inúmeros reforços alviverdes para o meio-campo, mas seu estilo de jogo o deixa como favorito para formar a dupla titular com Valdívia. Teve boas passagens por todos os clubes onde passou.

Nota 6,5

Valdivia

Maior estrela do clube nos últimos anos, não há torcedor indiferente sobre sua presença. Alguns o odeiam, muitos o amam. Sua luta para fugir das lesões tem sido cada vez mais frequente.

Nota 7,5

Dudu

Maior contratação da janela de transferência deste início de ano, Dudu é o símbolo do resurgimento do Palmeiras. Apesar de marcar poucos gols, as estatísticas comprovam a importância que teve jogando ao Grêmio. Taticamente deve ser um dos pilares do Plameiras para 2015.

Nota 7,5

Leandro Pereira

Fez um bom Campeonato Brasileiro pela Chapecoense, mas é uma incógnita. Foi o primeiro dos muitos chapéus dados pelo Palmeiras nesse início de ano.

Nota 6,5

Reservas

Fábio – 6,5

João Paulo – 6,5

Vitor Hugo – 6,5

Andrei Girotto – 6,5

Robinho – 7

R. Marques – 6,5

MÉDIA DO TIME TITULAR: 6,86

Santos

O alvinegro praiano inicia o ano em meio a uma das maiores crises financeiras de sua história. Muitos jogadores saíram, alguns medalhões chegaram, mas a aposta é mesmo a elogiada base. Alguém duvida que a fórmula possa novamente dar certo?

Titulares

Vladimir

O goleiro de 25 anos é cria da base santista, e ao que tudo indica deverá tomar o lugar de Aranha. Não esbanja segurança, mas tem bons reflexos. Como todo goleiro que vem da base, conta coma desconfiança de boa parte da torcida.

Nota – 6,5

Cicinho

Bom jogador. Rouba muitas bolas, apesar de ter características ofensivas, que o permitem também jogar mais avançado. Fez um Campeonato Brasileiro apenas regular, mas deve continuar como titular.

Nota 6,5

David Braz

Longe de ser um jogador querido pelos santista, David Braz teve um 2014 bastante regular. Pode-se dizer que sua temporada foi melhor que a de Edu Dracena, fato que o credenciou a titularidade.

Nota 6

Gustavo Henrique

Após se destacar em 2013, Gustavo Henrique sofreu uma grave lesão ligamentar no joelho, ainda em fevereiro, que o fez perder quase toda a temporada. Recuperado, tem tudo para ser o novo xerife santista.

Nota 6,5

Caju

A saída de Mena não deve trazer muito prejuízo ao elenco santista. Titular da seleção brasileira sub-20, o jogador é cotado para disputar as Olimpíadas de 2016.

Nota 6,5

Alison

O Santos penou para conseguir manter o jovem volante em seu elenco. Um dos melhores volantes de sua faixa etária no futebol brasileiro. Deve dividir com Renato a responsabilidade de substituir Arouca.

Nota 7

Renato

Um dos remanescentes de 2002, Renato está longe do nível que tinha quando fez parte do grupo bicampeão brasileiro pelo clube. Se não se cuidar, deve perder a posição.

Nota 6,5

Lucas Lima

Cobiçado por muitos clubes durante a janela de transferências, Lucas Lima foi um dos principais destaques do Santos em 2014. Criativo e habilidoso, é um dos queridinhos de Enderson Moreira.

Nota 7

Robinho

Não tornou-se o craque que se esperava no início de sua carreira. Ainda assim, é um dos melhores jogadores em atividade no Brasil. Sua experiência e identificação com a torcida são indispensáveis para o clube.

Nota 8

Thiago Ribeiro

Em 2014, Thiago Ribeiro fez um ótimo Campeonato Paulista. No entanto, o rendimento do jogador foi caindo ao longo da temporada.

Nota 7

Gabriel

Principal atacante da seleção brasileira sub-20, Gabriel (não mais Gabigol) é a maior aposta do Santos para o futuro. Mostra muita personalidade e um bom faro de gol.

Nota 7,5

Reservas (Apenas um por posição)

Gabriel Gasparotto – 6,5

Victor Ferraz – 6,5

Neto – 6,5

Elano – 7 (Adaptado como volante)

Geuvânio – 7

Ricardo Oliveira – 7

MÉDIA DO TIME TITULAR: 6,81

RESULTADO FINAL DAS MÉDIAS DOS TIMES TITULARES:

SÃO PAULO – 7,09

CORINTHIANS – 7,04

PALMEIRAS – 6,86

SANTOS – 6,81

Após ler a análise do repórter Rafael Serra, do Portal Terceiro Tempo, deixe você também a sua opinião sobre os times paulista para a temporada 2015

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


O Flamengo, que conquistou o Torneio de Verão, será considerado campeão mundial pela Fifa como o Corinthians em 2000?

fla

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Com uma vitória bem magra sobre o São Paulo, o Flamengo conquistou no último domingo o Torneio de Verão, na Arena Amazônia.

Agora, a pergunta que não sai da boca do torcedor brasileiro é: o Rubro-Negro será considerado campeão mundial assim como o Corinthians, que também conquistou o Torneio de Verão em 2000?

Os corintianos estão bravos com essa história, alegando que equipes estrangeiras participaram da competição vencida pelo Alvinegro.

Mas, a decisão, que é o que vale, também contou com dois times brasileiros.

E olha que o São Paulo tem muito mais tradição internacional que o Vasco, rival do Timão em 2000.

Portanto, rubro-negro, recorra à Fifa e exija que o Flamengo seja considerado agora bi mundial.

Se deu certo com os corintianos, também pode dar certo com vocês!

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Falha do goleiro do Botafogo-SP dá ao Corinthians mais um título da Copinha, talvez o único motivo de alegria para os alvinegros em 2015! E foi no apito, hein? Flamengo bate o SPFC, conquista o Torneio de Verão e agora também que ser considerado campeão mundial

pantera

Botafogo-SP 0 x 1 Corinthians

Que pena, Botinha…

Na decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, o Botafogo-SP, pelas chances criadas, até merecia vencer o Corinthians.

Mas uma falha do goleiro Thalles, talvez o grande destaque da equipe do interior na Copinha, que aceitou um chute de longa distância de Maycon, acabou jogando no colo do Timão mais um título do torneio.

Agora, o Alvinegro é eneacampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

E foi no apito, hein?

Afinal, no fim do jogo, um pênalti escandaloso não foi marcado para a equipe interiorana.

Paciência…

Mas, pelo que o time principal mostrou nos amistosos de pré-temporada, é muito provável que esse seja o único motivo de alegria para os corintianos em 2015.

Por isso, alvinegros, comemorem MUITO!

Afinal, daqui 10 dias, diante do Once Caldas, é bem provável que vocês já não tenham motivos para sorrir.

Ah, e é bom lembrar que, em campeonato de base, mais do que ganhar, o importante é revelar bons jogadores.

Coisa que o Corinthians não faz há tempos.

AMISTOSOS

São Paulo 0 x 1 Flamengo

Na Arena Amazônia, o Flamengo levou a melhor sobre o São Paulo: 1 a 0.

E ainda tem são-paulino que fica zangado quando digo que o Tricolor irá sofrer nesse ano…

Agora, dizem as más línguas que o Rubro-Negro, campeão do Torneio de Verão, irá brigar na Fifa para que seja considerado campeão mundial, assim como o Corinthians, vencedor do Torneio de Verão de 2000.

Seria justo, não é mesmo?

Cris ro oooooo

Cruzeiro 1 x 1 Shakhtar Donetsk

No Mané Garrincha, em Brasília, o Cruzeiro, que está acertando os últimos detalhes da venda de Everton Ribeiro, empatou com o Shakhtar Donetsk em 1 a 1.

Pelo desmanche promovido pela diretoria celeste no elenco, é difícil imaginar que a Raposa vá longe esse ano, né?

Palmeiras 3 x 2 Red Bull

Na Allianz Parque, estreando uma “penca” de novos reforços, o Palmeiras venceu o Red Bull pelo placar de 3 a 2.

Pelo lado verde, Allione, Cristaldo e Alan Patrick balançaram as redes.

Já pelos visitantes, Lulinha (aquele mesmo, ex-Corinthians) e Anderson Marques deixaram as suas marcas.

E aí, será que já deu para sentir o nível do Alviverde para essa temporada?

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Com dificuldade, Timão derrota o fraco Corinthian-Casuals e torcedores do Once Caldas se animam para pré-Libertadores!!!

Rino-a-toa-COL

A Fiel compareceu para assistir ao último teste do Corinthians.

Festa para os ingleses do Corinthian-Casuals, que tiveram o privilégio de jogar no Itaquerão.

E todos que estavam encantados com os europeus, atuantes da OITAVA divisão do Campeonato Inglês, viram um futebol horroroso.

Nada de interessante, nem aqueles “redevus” resultados em gols corintianos e nem o “Apito Amigo” aconteceram.

Verdade seja dita, a cara da equipe alvinegra é bem diferente.

Creiam, são as mãos de Tite.

Mas o técnico corintiano quase não conseguiu vencer a partida.

Pior mesmo, foi passar por alguns sufocos desnecessários.

O cobiçado Guerrero e tantos outros que estão no elenco, não justificaram seus valores.

Enquanto que no banco de reservas, se encontrava o verdadeiro nome do jogo, que como sempre, entrou para mudar mais um resultado.

Teste é teste, independente do adversário e Danilo saiu na frente dos demais companheiros.

Além disso, tenho certeza que o segundo gol do Corinthians foi contra, após impedimento não marcado!

No final, Luciano ampliou e sacramentou a vitória por 3 a 0.

E você torcedor, gostou do viu?

Está confiante para o confronto contra o Once Caldas?

Opine!!!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Pare de chorar, Brasil! Lágrimas só na beirada de reservatórios!

post seco

E estamos de “vórta”!

Ufaaaaa…

E na volta só crises?

Nada disso, vamos parar de chorar, e já!

Mesmo que essa choradeira geral possa encher nossos reservatórios com tantas lágrimas que estão descendo.

Esse Joaquim Levy é bom.

Tanto que “nosso” dólar anda beirando o euro como nunca.

Quem diria?

Para mim tanto faz.

Meus times são Tijolo FC, EC Capim, SC Garganta e CR Saliva.

Vamos acreditar e trabalhar, gente.

Cheguei e já fiz três eventos em convenções de empresas não “lamentosas”.

Não se trata da Crefisa, mas essa é também uma que não chora.

Emplacou a camisa do Palmeiras e já ganhou em três dias a maior mídia espontânea gratuita de sua vida.

Merecido, até porque o dono ama o ser humano mais perfeito já criado por Deus, o cachorro.

Um deles até faz parte das peças publicitárias da empresa na TV, mas não vai ter cachorro na camisa do Porco, não.

E na sede da Crefisa, no Itaim Bibi, tem bebedouro público, comida e veterinário para vira-latas passantes e cemitério para todos os cachorros do dono que já morreram.

Só dá Crefisa em São Paulo e Guaraviton no Rio.

E pensar que há alguns anos a crônica esportiva de jornal e revista rabiscava ou tapava com branquinho as marcas dos patrocinadores das camisas dos times, hein?

Ignorância, falta de visão, patrulha imbecil e desserviço ao futebol e à economia.

Patrocinador forte e central de camisa hoje no futebol é saudado e comemorado pela torcida como que se jogadores como Ademir da Guia, Sócrates, Zico, Romário e Tostão estivessem sendo contratados.

A Parmalat mudou o braço da viola.

Mas patrocinador, de qualquer mídia, exige retorno.

Em caso contrário, que vantagem Maria leva?

Já anunciar no Santos está difícil.

Depois da terra arrasada da dupla de demolidores Laor e Odílio, seria bom o presidente Modesto Roma procurar empresas de remoção de entulho, terraplenagem, esgoto e novos materiais de reconstrução aí no mercado.

Mas também não dá para entender como o Corinthians ainda não conseguiu vender o batismo de sua caríssima Arena Itaquera.

Estádio que abriu e sediou jogos da Copa e que abrigará partidas olímpicas.

Uma vergonha!

Estádio milionário sem naming rights é como casamento sem noiva, mas como os casamentos de antigamente, hein?

Ou então campeonato sem final.

Programa esportivo bom tem que ter merchan e campeonato-campeonato mesmo tem que ter final.

Até os espanhóis já estão de olho no mata-mata.

E parabéns ao presidente da Federação Baiana e ao ótimo cartola Romildo Bolzan Jr., do Grêmio, que querem o fim dos pontos “morridos” no Brasil.

Palmeiras, Vasco, Galo e Santos devem aderir e talvez em 2016 essa porcaria dos pontos corridos seja varrida do nosso futebol, decadente.

Futebol sem emoção e disputa é como reservatório sem água.

E não adianta chorar que não enche.

Só enche o saco.

Opine!

Foto: UOL

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários