publicidade

Blog do Milton Neves

Fernando Carvalho se justifica no “Domingo Esportivo”! Ouça e opine!

fernando carvalho

Em uma semana tão triste e dolorosa, o dirigente Fernando Carvalho, do Internacional, acabou bombardeado pela opinião pública por conta da seguinte declaração:

“Adiar a rodada final do Campeonato Brasileiro por conta do acidente com o elenco da Chapecoense prejudicaria o Internacional, que está vivendo sua tragédia particular”.

Pois no “Domingo Esportivo” de hoje, o cartola teve a oportunidade de se explicar.

Disse que errou ao usar a palavra “tragédia”, mas que a edição de sua entrevista foi tendenciosa.

Carvalho afirmou também que o Inter não tentará virar a mesa: “Temos de tratar de cair com dignidade”.

Ouça abaixo a entrevista na íntegra e deixe a sua opinião:

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Avião desceu, Chapecoense subiu e o Nacional é Prêmio Nobel

chapecoeneseee

Não foi uma descida, mas uma caída.

Faltou combustível, um absurdo.

Fez me lembrar de meus tempos de mocinho em que andava de carona em carros de filhos dos ricos em Muzambinho.

Meu primo Humberto tinha uma Rural Willys do Tio Celino.

O “Marcelinho do Alípio” dirigia um rabo de peixe do pai Alípio Martins de Oliveira.

Os amigos “João Mula” e o Toninho “Boquinha” se revezavam ao volante de um impensável Itamaraty com placas de São Pedro da União-MG, terra de “Boquinha”, estudante em Muzambinho.

O negócio era rodar pela Avenida Dr. Américo Luz exibindo os carrões para impressionar as moças.

Éramos uns 10 a 12 espremidos.

De vez em quando, claro, parava-se no “Posto do Toninho Carnevali” e logo vinha o “põe 10 aí”!

Carona tem que ter bico fechado, mas sempre dizia: “Só 10? Logo acaba”!

A resposta era sempre a mesma: “Só 10, é só para chegar”.

Algumas vezes, nas “ruas de baixo” ou no trevo, o carro pifava, não chegava.

Sem gasolina!

Guardadas as proporções, foi o que fez o irresponsável do dono-piloto da tal LaMia no fatídico “Voo da Chapecoense”.

“Botou 10” no tanque porque dava para chegar.

Não deu e morreram 71!

Quis viajar no laço, no talo, no limite, para… economizar!

Maldito!

E pilotando uma “charrete voadora com rodas coladas com Super Bonder e amarradas com esparadrapo”.

Mas há o outro lado também, sempre considerando a óbvia certeza de que “todo avião que sobe, desce”!

E não é só avião pobre que cai, não.

Gol, LATAM, Air France, American, United, Avianca, Emirates e tantas empresas gigantes do mundo já caíram em desastres bem maiores.

E muitos ainda irão cair, infelizmente.

Mas o avião é por demais seguro e sua segurança goleia o carro e o sapato por 20.000 a 1.

Podendo, vá sempre de avião, mas não custa escolher uma companhia de lastro evitando voos lotéricos de empresas de fundo de quintal.

E deu no que deu!

Agora é seguir lamentando, lembrando, rezando e saudando a Chapecoense e o Atlético Nacional de Medellín da Colômbia.

A Chapecoense que, doídamente colocou Chapecó e Santa Catarina no mapa do mundo, ganhou na imprensa internacional em dois dias mais citações do que os nomes “Fidel” e “Trump”.

Mas para mim o grande herói foi o Clube Atlético Nacional de Medellín!

Clube solidário, organizado, educado e capaz de realizar o evento-missa mais lindo da história na última quarta-feira.

Tanto que considero: “O Atlético Nacional trocou um título pela grandeza. O Internacional quer trocar a grandeza por uma vaga na Série A”.

Prêmio Nobel da Paz de 2016 já para o Atlético Nacional de Medellín!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Eduardo Baptista vem aí, palmeirense! Boa escolha?

eduardo baptista

É difícil, pessoal, mas temos que tocar a vida após esta triste semana.

Enquanto o mundo chorava por causa da tragédia envolvendo o avião da Chapecoense, algumas coisas seguiram acontecendo no mundo do futebol.

Roger Machado assinou com o Galo.

Abel Braga é o novo técnico do Fluminense.

O Inter está tentando “virar a mesa” no Brasileirão.

E, no Palmeiras, Cuca avisou a todos que não permanece para a próxima temporada.

Uma pena, porque, com ele, o Verdão chegaria muito forte para a Libertadores.

Mas os cartolas alviverdes já escolheram o seu substituto.

Trata-se de Eduardo Baptista, que já se desligou da Ponte Preta.

Não haveria como ser diferente, não é?

Afinal, quem não quer comandar o atual campeão brasileiro?

E contando com um elenco recheado?

Até eu, sô!

Mas e aí, torcedor, a escolha dos dirigentes do Palmeiras foi boa?

Ou o clube poderia ter buscado outro nome?

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Virei colombiano e virei torcedor do Atlético Nacional de Medellín!

chape atleti

Abaixo, ouça o emocionante relato de Milton Neves na Bradesco Esportes FM sobre a homenagem do povo colombiano aos mortos na tragédia envolvendo o avião da Chapecoense!

 

O apresentador da Bandeirantes também se emocionou no “O Pulo do Gato”, da Rádio Bandeirantes. Ouça abaixo:

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


O mundo chora pela Chapecoense e aplaude o Atlético Nacional e seus torcedores!

atletico nacional

Por mais que digam “bola para frente” ou “vida que segue”, está difícil para a gente seguir com a rotina sem se emocionar com a tragédia que levou grande parte do time da Chapecoense e queridos amigos da imprensa.

O mundo segue chorando por essa fatalidade.

Bom, mas devemos tirar o chapéu para a solidariedade de todos os clubes do Brasil e do mundo nestes dias de muita dor.

E, mais do que tirar o chapéu, nós devemos aplaudir de pé a postura do Atlético Nacional e de sua torcida.

Além de o clube colombiano ter pedido para que a CONMEBOL declare a Chape campeã da Sul-Americana, veja no vídeo abaixo a manifestação dos torcedores de Medellín na noite da última terça-feira.

“Que se escute
Em todo o continente
Sempre recordaremos
A campeã Chapecoense…”.

Sem palavras…

E não bastasse esta homenagem, o Atlético Nacional e seus torcedores, na hora em que a partida contra a Chapecoense deveria ser disputada, emocionaram o mundo.

Entenda assistindo ao vídeo abaixo:

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


O dia mais triste do esporte brasileiro em todos os tempos!

forcachape

Polícia confirma 76 mortos em acidente com o avião da Chape

Do UOL, em São Paulo

 

As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas no acidente aéreo com a delegação da Chapecoense na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. Ainda não há confirmação oficial do nome das vítimas.

Inicialmente o general José Acevedo Ossa, membro da polícia local e responsável pelo resgate, e o prefeito de Medellín, Federico Guitiérrez Zuluaga, divulgaram um total de 75 mortos. Posteriormente, porém, o corpo de bombeiros divulgou que mais uma pessoa foi retirada com vida dos destroços e encaminhada ao hospital: o zagueiro Neto. Danilo, que tinha sido resgatado com vida, morreu no hospital.

“Milagres existem. Temos que tirar todos da aeronave. Encontramos mais uma pessoa viva na aeronave”, disse um dos bombeiros envolvidos, sobre o resgate de Neto.

Além do zagueiro, outras seis pessoas sobreviveram à tragédia. Três deles são jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, além dos goleiros Danilo e Follmann. O jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Ximena Suarez também foram resgatadas com vida. As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores.

“Estamos trabalhando também para resgatar os corpos dos mortos e entregar às suas famílias. Conseguimos resgatar cinco pessoas com vida. Quando amanhecer, vamos retirar os corpos e iniciar o processo para enviar ao país de origem das pessoas. O procedimento do resgate de corpos estará a cargo da polícia”, disse Ossa.

“Socorristas trazem a informação deste lugar de muito difícil acesso. Estou fazendo a coordenação dos transladados dos corpos e chamando a polícia legal. São quase cinco da manhã. Vamos trabalhar toda a noite. Expressamos nossa solidariedade às famílias, estamos de luto. Algumas vítimas têm diferentes nacionalidades. Prestamos solidariedade total. Lamento muito, estamos solidários. É muito duro. Não cabe tanta gente que está querendo trabalhar nos resgastes. Não cabe mais ambulância, mais carros. Temos que valorizar o trabalho de toda essa gente”, disse Zuluaga.

O presidente do Atlético Nacional destacou solidariedade à Chapecoense à Telemedellín, TV colombiana. “Estamos falando com todos os departamentos administrativos e de crise que temos para ajudar e estamos trabalhando junto aos organismos de socorro. No momento podemos nos solidarizar. Desejamos o melhor. Creio que não temos cabeça no momento (para falar de jogo)”, comentou.

No voo estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. No total, eram 48 membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação.

O modelo do avião é o Avro Regional Jet 85, também conhecido como Jumbolino, de matrícula CP-2933, produzido pela British Aerospace. O avião tem lugar para 95 pessoas, mas segundo as autoridades colombianas, tinha 72 passageiros e 9 tripulantes no momento do acidente.

Alguns atletas da Chapecoense não viajaram com a delegação. A lista inclui os seguintes jogadores: Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Hyoran, Martinuccio, Nivaldo e Rafael Lima. Eles não vinham sendo utilizados pelo treinador Caio Júnior. Entre todo o time, o goleiro Nivaldo é o mais antigo do elenco e está no grupo desde que a equipe estava na Série D.

Na lista de convidados da Chapecoense para a viagem à Colômbia, o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, não estava no voo. Outros dois membros da delegação, Rodrigo Ernesto e Pablo Castro, também não estavam com o restante da equipe. Ambos cuidam da logística do time, chegaram antes a Medellín e estavam no aeroporto para o receptivo.

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


#ForçaChape

aviao chape

Do UOL, em São Paulo (SP)

O avião que transportava a delegação da Chapecoense, para Medellín, local do primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, desapareceu do radar e sofreu um acidente em Cerro Gordo, nas cercanias da cidade de La Unión. As informações foram confirmadas pelo próprio aeroporto da cidade colombiana.

Quatro ambulâncias se deslocaram para o local, e habitantes também auxiliaram nos primeiros socorros. De acordo com comunicado emitido por volta das 4h30 (de Brasília) pelo Aeroporto José Maria Córdova, seis pessoas foram resgatadas até o momento.

As ambulâncias com os primeiros feridos chegaram ao Hospital San Juan de Dios de La Ceja por volta das 5h (de Brasília). O trabalho de resgate foi suspenso por volta das 6h (de Brasília) por causa das condições meteorológicas adversas, já que chove muita na região.

O primeiro sobrevivente a ser atendido no hospital foi o lateral esquerdo Alan Ruschel, que chegou consciente ao local e conversando com os funcionários do local. Posteriormente, hospitais da região informaram que os goleiros Danilo e Follmann também estão sendo atendidos e estão entre os sobreviventes.

“Há alguns jogadores que sobreviveram. Machucados, mas sobreviveram. Trabalho agora é de superar as dificuldades do caminho para trazê-los aqui”, disse Kaleth Gutierrez, capitão do Corpo de Bombeiros. “São muitos sobreviventes”, destacou, em entrevista à Rádio 730.

“Lamentável. estamos acompanhando as equipes de resgate. A informação é que tem sobreviventes, a prioridade é de salvar vidas. Toda solidariedade a todos”, disse o prefeito de Medellín, Federico Gutiérrez Zuluaga.

Os bombeiros do local transportaram 15 feridos até o momento – os encontrados em pior estado e dos quais conseguiram acesso. A região do acidente é isolada, o terreno montanhoso e as péssimas condições do tempo dificultam o trabalho de resgate.

O avião de matrícula CP2933 * transportava 81 pessoas; entre tripulação, jogadores, comissão técnica, diretoria e jornalistas. A delegação brasileira viajava rumo a Medellín, cidade na qual a Chapecoense iniciaria nesta quarta-feira a briga pelo primeiro título continental diante do Atlético Nacional.

A Aerocivil colombiana também se pronunciou sobre o acidente. “Uma aeronave procedente da Bolívia, da empresa Lamia e com matrícula SP2933 RJ 80, se acidentou em Cerro El Gordo (…), com 72 passageiros, da equipe Chapecoense (Brasil), e 9 tripulantes a bordo”, emitiu, em nota, a organização.

“Os organismos atendem neste momento a situação e procedem o traslado dos feridos a diferentes centros assistenciais da região. Pessoas da Aeronáutica Civil já instalou um Posto de Mando Unificado no Centro de Operações Aéreas no Aeroporto José Maria Córdová de Rionegro para atender a situação”, acrescenta, a nota.

Autoridade local, o Coronel da Aeronáutica Civil colombiana Fredy Bonilla prefere manter a cautela ao falar sobre o assunto. “Não podemos falar em mortes. E há a confiança de que podemos resgatar pessoas com vida.”

A diretoria da Chapecoense teve a mesma postura em relação ao acidente. De acordo com o ice-presidente Ivan Tozzo, o clube irá aguardar informações oficiais para se pronunciar.

“Em função do desencontro das notícias que chegam das mais diversas fontes jornalisticas, dando conta de um acidente com a aeronave que transportava a delegação da Chapecoense, a Associação Chapecoense de Futebol, através de seu vice-presidente Ivan Tozzo, reserva-se o direito de aguardar o pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana, a fim de emitir qualquer nota oficial sobre o acidente. Que Deus esteja com nossos atletas, dirigentes, jornalistas e demais convidados que estão junto com a delegação”, disse o clube.

O avião da Chapecoense saiu de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, rumo a Medellín na noite desta segunda-feira. Informações da imprensa colombiana apontam a falta de combustível como motivo para o acidente.

O Atlético Nacional se pronunciou sobre o acidente ainda na madrugada desta quarta-feira. “Atlético Nacional lamenta profundamente e se solidariza com a Chapecoense pelo acidente ocorrido e espera as informações das autoridades”, escreveu o clube na conta oficial do Twitter.

A Conmebol anunciou o cancelamento da final da Copa Sul-Americana, que teria o primeiro jogo disputado nesta quarta-feira.

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Palmeiras é campeão com merecimento, mas com pouquíssima emoção! Volta, mata-mata!

enea

Palmeiras 1 x 0 Chapecoense

No belíssimo Allianz Parque, nenhuma surpresa.

O Palmeiras venceu a brava equipe da Chapecoense, finalista da Sul-Americana, e, após 22 anos, conquistou mais uma vez o título do Brasileirão.

O nono do clube do Palestra Itália.

E quem fica nesse papinho de “ah, Torneio Gomes Pedrosa e Taça Brasil não valem” precisa estudar um pouquinho mais sobre futebol.

Bom, mas na mesma proporção que sobrou merecimento, faltou emoção ao título palmeirense.

Afinal, desde julho nós já tínhamos quase certeza de que a equipe de Cuca levaria o caneco, não é mesmo?

Um oferecimento dos malditos pontos corridos…

Já imaginaram como seria legal agora uma final entre Palmeiras e Santos para decidir a taça?

O Brasil inteiro pararia para ver!

Mas, é isso aí e parabéns ao Palmeiras!

Agora, que o Verdão siga embalado em busca do bi da Libertadores e, quem sabe, do tão sonhado Mundial!

Flamengo 2 x 0 Santos

Mas a verdade é que o Palmeiras nem precisava vencer a Chapecoense.

Isso porque o Santos não fez a sua parte no Maracanã.

Guerrero e Diego garantiram a vitória e agora a vice-liderança do Brasileiro ao Rubro-Negro.

Que pipocada, hein, Peixe?

Atlético-MG 1 x 2 São Paulo

E o São Paulo melhorou sem Ricardo Gomes, hein?

Ou já seria efeito da chegada de Rogério Ceni?

A verdade é que a equipe foi muito bem diante do Galo, que está com a cabeça na segunda partida da final da Copa do Brasil.

Vamos ver o que 2017 reserva ao clube do Morumbi!

Internacional 1 x 0 Cruzeiro

E o Internacional, dado como “morto” por muitos, conseguiu uma vitória importantíssima.

Afinal, com o resultado, o Colorado segue para a última rodada com chances de escapar da Série B.

Será que ainda dá?

Aguardemos…

Figueirense 1 x 0 Fluminense – Mesmo rebaixado, o time catarinense bateu o preguiçoso Fluminense,

Santa Cruz 5 x 1 Grêmio – O Santinha vai se despedindo com dignidade da Série A. E essa derrota atrapalhará o Tricolor gaúcho na final da Copa do Brasil?

Opine!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Corinthians empata com o Furacão e vê Libertadores mais distante…

1 Post

Corinthians 0 x 0 Atlético-PR.

O Timão poderia ter entrado no cobiçado G-6 na noite deste sábado. Em confronto direto com o Atlético-PR, outro postulante à vaga, não saiu do 0 a 0 em Itaquera.

Poderia ter ultrapassado o time paranaense e o Botafogo, que também empatou em casa, contra a Ponte.

Para conquistar vaga à Libertadores, precisará fazer sua parte e ainda contar com tropeços dos adversários.

Mas, como já dissemos nesta tribuna, será mesmo bom disputar a longa Libertadores de 2017, sabendo que é candidato a apenas coadjuvante no torneio?

Botafogo-RJ 1 x 1 Ponte Preta.

No Luso Brasileiro, tudo igual.

O Fogão marcou no primeiro tempo (Sassá) mas cedeu o empate no segundo (William Pottker).

América-MG 2 x 2 Sport.

Em Belo Horizonte, no Independência, o Sport empatou diante do já rebaixado América e ainda não se livrou do fantasma da Série B.

Saiu na frente, sofreu a virada e buscou a igualdade no placar.

Porém, sua situação pode ser de alívio neste domingo caso o Inter não vença o Cruzeiro. Assim carimbará sua permanência na elite do Brasileirão.

E então?

Será que o Timão fica com a vaga para a Libertadores?

E o Sport?

Escapa do rebaixamento?

OPINE!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários


Vasco e Bahia retornam à elite do Brasileirão! Chega de Série B, certo?

1 Vasco

Vasco e Bahia estarão na Série A do Brasileirão de 2017!

Depois de Atlético-GO e Avaí, que já estavam garantidos, neste sábado as duas vagas restantes eram disputadas por três clubes: Bahia, Vasco e Náutico.

O Vasco, de virada (2 a 1 sobre o Ceará), conseguiu carimbar seu passaporte para retornar à elite. Foi um sufoco, mas, no fim, festa cruzmaltina no Maracanã. Thalles, no começo do segundo tempo, marcou dois gols em sequência, e foi o herói do time carioca.

O Bahia, meu “Bora Bahia Minha Porreta”, mesmo perdendo para o Atlético-GO (2 a 1, de virada), conseguiu a promoção em razão da derrota do Náutico para o Oeste. E o time pernambucano jogou em casa.

Que dia amargo para o Timbu…

Assim, pela ordem, do primeiro ao quarto da Série B: Atlético-GO; Avaí; Vasco e Bahia.

No outro extremo da tabela, rebaixados para a Série C: Joinville, Tupi, Bragantino e Sampaio Corrêa.

Se o Vitória garantir permanência na Série A veremos novamente o clássico Ba-Vi na elite do Brasileiro.

E o Vasco, hein?

Será que vai continuar brincando de ioiô, neste constante sobe e desce, ou agora volta pra ficar de uma vez?

OPINE!!!

Compartilhe:

[COMENTE] Comentários