publicidade

Blog do Milton Neves

Fúria quase enfurece a torcida espanhola…

Foto: UOL

Irã 0 x 1 Espanha.

A Espanha “achou” um gol, foi meio na “bamba”…

Depois de um bate e rebate, o zagueiro iraniano chutou a bola no joelho de Diego Costa, aos 19 minutos da etapa final. E a bola entrou…

O time iraniano teve várias chances, perdeu um gol feito um minuto antes da Espanha marcar e fez a festa comemorando um gol (bem) anulado…

O Irã foi osso duríssimo de roer para a Fúria, que quase deixou sua torcida enfurecida.

E, se quase ficou enfurecida, com certeza ficou com uma pulga atrás da orelha, pois perdeu para CR7 e suou sangue para ganhar do Irã.

Vai longe esta Fúria?

NO JOGO DO MEIO-DIA…

Uruguai 1 x 0 Arábia Saudita.

Para quem esperava que o Uruguai fizesse da Arábia Saudita o mesmo “saco de pancadas” feito pela Rússia, caiu do cavalo…

Um único golzinho, feito por Suárez aos 22 minutos do primeiro tempo, e olhe lá…

De qualquer forma, o resultado carimbou os passaportes dos uruguaios e dos russos às oitavas de final, definindo os classificados do Grupo A.

Sobre o jogo, candidato forte ao top-3 dos mais ruins até agora na Copa da Rússia…

Sobre o Uruguai, que tem dois bons beques e dois atacantes acima da média (e só), será uma gigantesca surpresa se conseguir ir muito longe.

OPINE!

Compartilhe:

Ninguém segura CR7… Repertório do português parece ser tão variado quanto o de Fernando Pessoa com seus heterônimos!

Foto: UOL

Portugal 1 x 0 Marrocos.

E Cristiano Ronaldo novamente foi decisivo para que Portugal vencesse pela primeira vez na Copa da Rússia.

Marcou logo aos 4 minutos do primeiro tempo, mergulhando de cabeça, da entrada da pequena área, após cobrança de escanteio em dois toques.

Marrocos bem que tentou, Portugal se retraiu, mas os africanos do norte não conseguiram um golzinho para empatar. Incompetentes demais para finalizar e já estão fora da Copa.

O moço, cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo, marca gol de tudo que é jeito…

De cabeça, de fora da área, de falta, de sem pulo, com a direita, a esquerda, de bicicleta, de pênalti (certo, Messi?).

Não é de ficar simulando falta e reclamando da arbitragem e olhando para ela com desdém (certo, Neymar?).

Tem um repertório tão variado que, guardadas as devidas proporções, pode ser comparado ao genial Fernando Pessoa com seus maravilhosos heterônimos.

Às vezes é simples e objetivo como Alberto Caeiro e em outras é tão inquieto quanto Álvaro de Campos.

Literatura à parte, afinal tem alguns que preferem Camões, espécie de Eusébio dos gramados, Portugal tem uma “Cristianodependência” evidente e preocupante.

Uma jornada apagada dele pode resultar na desclassificação lusa.

Ao contrário, a continuar navegando com a precisão de Cabral, vai ancorar sua nau na final da Copa…

Concorda?

Veja mais…

Narrador português crava: “É gol do maior”

Imprensa mundial enlouquece com o decisivo CR7

Notas: Cristiano Ronaldo e Rui Patrício salvam Portugal 

OPINE!

Compartilhe:

Rússia pega outra “baba” e está quase classificada. Salah é bom mas não é CR7…

Foto: UOL

Rússia 3 x 1 Egito.

Depois de estrear goleando por 5 a 0 a fraquíssima seleção da Arábia Saudita, os donos da casa pegaram outra “baba” na abertura da segunda rodada: o fraco time egípcio.

O primeiro tempo foi um show de horrores, mas o time russo voltou com apetite após o intervalo para definir sua sorte em menos de 20 minutos: Fathi (contra); Cheryshev e Dziuba.

GOL DE HONRA DO EGITO: SALAH

De pênalti, bem assinalado com ajuda do VAR (aliás, nem precisava, o juizão já deveria ter marcado “de cara”), Salah bateu sem chances para o goleiro Akinfeev.

Se Cristiano Ronaldo resolve praticamente sozinho para a seleção portuguesa, o craque Salah não conseguiu o mesmo pela seleção egípcia, embora já tenha feito mais do que Messi até agora, pois ao contrário do “Ratinho gripado” não desperdiçou o pênalti no gol de honra que fez para o seu time.

Verdade seja dita, a companhia de CR7 no time luso é bem mais qualificada…

E a Rússia, nos contra-ataques, até poderia ter feito mais.

O Egito, por sua vez, nem que tivesse a seu favor uma praga de gafanhotos atacando o time russo conseguiria igualar o placar…

A Rússia está com sua vaga à próxima fase muito bem encaminhada, com seis pontos e um robusto saldo de gols.

Bom, para quem achava que a Rússia seria uma anfitriã coadjuvante, é bom ficar esperto…

OPINE!

Compartilhe:

Mesmo com goleiro “meia-boca”, como de hábito, Japão ganha da eterna promessa Colômbia…

Foto: Reprodução/UOL

Colômbia 1 x 2 Japão.

As seleções japonesas são sempre muito competitivas, obedientes taticamente, com jogadores velozes e alguns muito habilidosos. Mas em matéria de goleiros… Eles não conseguem escolher pelo menos um que seja nota 7,0…

Ainda assim, contando com a Colômbia (a eterna promessa) tendo um homem a menos desde o começo, o Japão faturou três pontos em sua estreia na Rússia.

Logo aos 3 minutos do primeiro tempo, pênalti para o Japão. Carlos Sanchez evitou o gol nipônico tocando a mão na bola e acabou expulso.

Kagawa chutou quase no meio do gol. Ospina saltou para o canto direito e 1 a 0 para o Japão!

Mesmo com um homem a menos e com James Rodriguez no banco, a Colômbia foi buscar o empate.

E o tento também aconteceu de bola parada, Quintero chutou rasteiro, por baixo da barreira, e o goleiro japonês Kawashima aceitou…

Encaixou a bola depois da linha e ainda reclamou que ela não tinha entrado…

Foi tão claro o gol que nem precisava do alerta eletrônico!

No segundo tempo, o “inventor” técnico argentino, José Pékerman, fez o óbvio e colocou James Rodríguez no lugar de Quintero.

Mas foi o Japão que voltou a comandar o placar. Depois de cobrança de escanteio pela esquerda, um dos baixinhos japoneses (Osako) apareceu no meio da zaga colombiana e fez de cabeça.

A Colômbia pressionou, pressionou, mas no final o saquê superou o café…

Os nipônicos dão um passo importante no grupo que ainda tem Polônia e Senegal.

Aliás, único dos grupos da Copa da Rússia sem nenhum campeão mundial.

Será que a Colômbia não avança à próxima fase?

Vai ficar pelo caminho, apesar de mais uma vez ter bons jogadores?

NA OUTRA PARTIDA DO GRUPO H…

Espectador privilegiado, Lewandowski assiste do gramado a derrota da sua Polônia para o Senegal…

Foto: UOL

Polônia 1 x 2 Senegal.

Lewandowski não é Cristiano Ronaldo, claro.

Ainda assim esperava-se mais do polaco do Bayern de Munique.

Ele foi um espectador privilegiado no gramado do Otkrytiye Arena, em Moscou.

Assistiu de pertinho sua Polônia perder para o Senegal por 2 a 1.

Não que Senegal tenha feito um jogo de encher os olhos, seu craque Sadio Mané também esteve apagadíssimo, mas a baixíssima qualidade técnica do time polonês acabou sendo determinante para a vitória dos africanos.

O brasileiro naturalizado polonês Thiago Cionek marcou contra no primeiro tempo, e Niang fez o segundo tento, na etapa final, aproveitando um recuo de bola sem qualquer destreza de Krychowiak.

A Polônia ainda descontou, quando restavam cinco minutos para o fim, bela cabeçada de Krychowiak, que havia feito a lambança no segundo gol senegalês.

Houve uma certa dúvida sobre a posição do polonês, o árbitro fez uma onda mas acabou confirmando o gol.

E assim terminou o confronto, com o mesmo placar do outro jogo do grupo (Japão 2 x 1 Colômbia).

Será que o Senegal pode ser a melhor das seleções africanas na Copa da Rússia?

E a Polônia?

Lewandowski pode “acordar” e levar seu time mais para frente?

“Bão” mesmo era o carequinha Lato, artilheiro da Copa de 74, que também disputou os mundiais de 78 e 82!

OPINE!

Compartilhe:

Inglaterra sofre para vencer em jogo que não terminava nunca… Parecia o casamento Real…

Foto: UOL

Tunísia 1 x 2 Inglaterra.

A única seleção que já levantou um caneco em mundiais que entrou em campo nesta segunda-feira foi a Inglaterra.

Tudo bem que em 1966, sem o VAR, as coisa foram mais fáceis para o time da Rainha…

E que joguinho ruim…

Parecia que não terminaria nunca. Lembrou o longuíssimo casamento Real no mês passado, do Príncipe Harry e Meghan Markle…

Candidato fortíssimo ao pior de todos até agora, nestes cinco dias de Copa da Rússia.

A Inglaterra ameaçou imitar o Brasil, abrindo o placar mas cedendo o empate aos tunisianos, no 1 a 1 do primeiro tempo.

Mas, no “apagar das luzes”, o melhor em campo, Kane, que já havia marcado no primeiro tempo, definiu a sorte de seu time.

Mas, convenhamos, o adversário brasileiro foi bem mais forte do que o enfrentado pelos ingleses…

Harry Kane abriu o placar após grande defesa do goleiro Hassen em cabeçada de Stones, logo aos 10 minutos.

Puxa, esse time inglês tem um Stones e nenhum “Beatle”?

Perdido por um, perdido por mil, a Tunísia foi em busca do empate e conseguiu. O inglês Walker derrubou Ben Youssef na grande área. Pênalti convertido por Sassi e tudo igual no placar.

O segundo tempo deu sono…

Parecia que um time estava com medo do outro.

Mas Kane apareceu novamente, já nos acréscimos para fazer o segundo tento e garantir a vitória da Inglaterra.

Este time inglês precisará melhorar muito para almejar algo.

Mas, pelo menos, empatou em pontos com a Bélgica, mas perde no saldo de gols.

ANTES, NESTA SEGUNDA-FEIRA…

Suécia 1 x 0 Coreia do Sul (9h)

Os suecos estrearam com vitória sobre os coreanos, resultado que faz a equipe nórdica empatar na liderança do Grupo F ao lado do México, que ontem bateu a Alemanha por 1 a 0.

O VAR (árbitro de vídeo) foi decisivo no resultado da partida, pois através dele é que o pênalti convertido pelo zagueiro Granqvist foi confirmado, aos 20 minutos do segundo tempo.

Pois é…

Na chave que tem a campeã Alemanha, México e Suécia estão na frente…

Bélgica 3 x 0 Panamá (12h)

Depois de um primeiro tempo sem gols, com a Bélgica um pouco melhor (mas sem encantar), o zero saiu do placar logo a 1 minuto da etapa final, com Mertens, um golaço.

Logo depois o Panamá teve grande chance de empatar mas desperdiçou.

Aos 24, Lukaku, de cabeça, ampliou para o time belga.

Parecia que a porteira se abriria para muitos mais, porém só mais um na meta panamenha.

O artilheiro Lukaku, novamente, aos 29, recebeu na grande área, pela esquerda e tocou sem chances para o goleiro Penedo.

Placar elástico mas poderia ser maior, aí caberia a expressão “chocolate belga”, para ornar com uma das boas coisas do país do Benelux.

Gostaram dos vitoriosos da segunda-feira, Suécia, Bélgica e Inglaterra?

Quem mostrou mais futebol?

Alguma decepção?

OPINE!

Compartilhe:

“Empatite”? Brasil começa empatando em campo e perdendo fora dele para o ausente VAR…

Foto: Reprodução

Brasil 1 x 1 Suíça.

Pois é…

Um começo nada animador para a seleção brasileira na Copa da Rússia.

Em campo, empate. Que não seja o primeiro de outros na Copa, pois “empatite” em torneio de “tiro curto” não dá certo…

E derrotado fora dele, pela não utilização do VAR, pois o gol suíço foi irregular e o Brasil ainda teve um pênalti a seu favor.

E Neymar? Ausente como o VAR…

Bom, como Tite observou em coletiva na semana passada, o 10 brasileiro ainda não está 100%, e mesmo assim tentou ser protagonista, pelo menos no começo do jogo, retendo a bola e arriscando jogadas individuais. Como ele preocupa os marcadores, acabou “amarelando”, um deles, que lhe deu um agarrão no pescoço.

Mas foi uma atuação apagadíssima daquele de quem mais se espera.

Nota 2,5 para ele.

O JOGO

Passados os minutos iniciais de natural nervosismo, com direito a um gol perdido por Paulinho, Philippe Coutinho acertou um lindo chute quase no ângulo da meta de Sommer, aos 19 minutos.

A partir dos 30 minutos, a Suíça começou a tomar mais a iniciativa, criando algumas oportunidades mas o momento mais agudo foi no finalzinho, quando Thiago Silva subiu após escanteio cobrado por Neymar para de cabeça quase aumentar para o Brasil.

E com a vantagem de 1 a 0, fim do primeiro tempo no Rostov Arena.

Nos 45 minutos finais…

Zuber empurrou Miranda e ficou livre para empatar o jogo para a Suíça, de cabeça, após cobrança de escanteio pela direita.

Gol ilegal!

Dois detalhes a observar.

Primeiro, por que o árbitro de vídeo não foi consultado?

Segundo: reza a lenda que bola na pequena área é do goleiro, embora eu considere que a culpa foi menos de Alisson e muito mais do não uso do VAR.

Em busca de voltar a comandar o placar, e com receio de Casemiro que estava com um cartão amarelo, Tite tirou o volante do Real e colocou Fernandinho em seu lugar.

E, depois, Renato Augusto substituiu Paulinho.

E, como perguntar não ofende, afinal que coisa o Renato Augusto estar entre os 23 convocados…

E, finalmente, o apagado Gabriel Jesus saiu para a entrada de Firmino.

Quanto atraso para esta óbvia substituição, Tite…

E em dois lances, Firmino fez mais do que Gabriel Jesus, aquele que só faz gols fáceis. Quando faz…

A pressão final não resultou na vitória.

Agora é vencer bem a Costa Rica para não correr riscos.

E você, internauta, o que achou?

OPINE!

Compartilhe:

Bicho Papão? Alemanha leva vareio do México, que não fez mais por incompetência!

Foto: UOL

Alemanha 0 x 1 México.

Foi um passeio do México sobre a campeã Alemanha, sobretudo no primeiro tempo.

E se não tivesse “penteado” tanto, em várias oportunidades, poderia ter feito um resultado histórico sobre o fortíssimo (?) time de Joachim Löw.

Aos 35 minutos do primeiro tempo, em um contra-ataque rapidíssimo, Lozano recebeu passe de Chicharito, limpou e chutou no canto direito de Neuer.

O time de Juan Carlos Osorio abusou de perder chances, alguns também na etapa final, ainda que tenha recuado bastante e dado chances ao empate alemão.

A Alemanha até mudou um pouco as suas características, investindo em “chuveirinhos”, neutralizados pela defesa do México, que “islandiamente” se segurou. Teve até uma bola na trave mexicana aos 44, chute de fora da área de Brandt.

Será que a Alemanha vai repetir os fiascos de campeãs como França, Itália e Espanha que não passaram da 1ª fase nos mundiais seguintes após terem levantado o caneco (2002, 2010 e 2014), respectivamente?

Lembrando que neste grupo do México e da Alemanha ainda têm a Suécia e a Coreia do Sul.

OPINE!

Compartilhe:

Sérvia supera Costa Rica e lidera grupo do Brasil

Foto: UOL

Costa Rica 0 x 1 Sérvia.

Nenhuma surpresa no confronto dos dois futuros adversários brasileiros.

Placar magro, é verdade, mas a Sérvia foi superior.

O experiente capitão Kolarov marcou o único gol da partida, aos 11 minutos do segundo tempo, em linda cobrança de falta, de perna esquerda, no melhor estilo Neto/Djalminha.

O técnico costa-riquenho Óscar Ramírez promoveu três mudanças em seu time mas não conseguiu o intento do empate.

Aliás, em contra-ataque, o centroavante Mitrovic teve uma boa chance de aumentar, mas não conseguiu finalizar, bloqueado por um zagueiro.

Com a vitória, a Sérvia lidera provisoriamente o grupo do Brasil, que logo mais às 15h inicia sua jornada na Copa da Rússia contra a Suíça.

Os grandalhões sérvios serão “osso duro de roer”?

E a Costa Rica?

Deve segurar a lanterna do grupo?

OPINE!

Compartilhe:

Messi enterra a Argentina!

Foto: Getty Images (Fifa)

Depois da atuação de gala de Cristiano Ronaldo ontem diante da Espanha, todo mundo esperava uma resposta à altura de Lionel Messi no duelo da Argentina contra a Islândia.

Mas o “ratinho triste e gripado” do Barcelona decepcionou mais uma vez com a sua seleção.

Além de não ter jogado absolutamente NADA, Messi poderia, no segundo tempo, ter garantido a vitória dos nossos hermanos, mas bateu muito mal o pênalti sofrido pelo jovem Meza.

Mas, é claro, o problema não foi só o craque do time.

A seleção argentina toda foi realmente muito mal na estreia da Copa da Rússia.

Até mesmo o técnico Sampaoli, que demorou a mexer e, quando mexeu, mexeu mal.

E, claro, não podemos tirar os méritos da Islândia, “sólida como o gelo” na defesa.

E o goleirão Halldórsson?

Teve uma atuação simplesmente impecável!

Agora, já estrearam na Copa os craques Cristiano Ronaldo, muito bem, e Lionel Messi, muito mal.

Bom, e o que podemos esperar de Neymar amanhã?

Peru 0 x 1 Dinamarca

E não é que, assim como Messi, Cueva também enterrou sua seleção?

Só que o pênalti desperdiçado pelo são-paulino foi muito mais bizarro, com a bola quase acertando os carros no estacionamento do estádio.

Aí, no segundo tempo, chegou o castigo para a seleção peruana, que levou um gol de contra-ataque, anotado pelo dinamarquês Poulsen.

Nos minutos finais, o técnico Ricardo Gareca até colocou Guerrero em campo, que pouco pôde fazer…

Pelo andar da carruagem, a seleção sul-americana, que tanto lutou para voltar ao Mundial, não passará da primeira fase.

Paciência…

Croácia 2 x 0 Nigéria

Às 16h (horário de Brasília), mais um jogo da Copa da Rússia que não chegou a empolgar ninguém.

Croácia e Nigéria não foram tecnicamente nada bem, e a seleção europeia só saiu com a vitória por causa dos erros dos africanos.

Primeiro no gol contra, de Etebo, depois no pênalti infantil cometido por Troost-Ekong.

E a penalidade foi muito bem marcada por Sandro Meira Ricci, o nosso representante do apito na Copa do Mundo.

Opine!

Compartilhe: